Constantes qual firmes montanhas


184

Constantes qual firmes montanhas

Com jubilo

Hinos

Constantes qual firmes montanhas,
Mostrando real valor,
Numa Rocha nos fundamos,
A Rocha do Salvador.
Em defesa da honra e virtude,
Da fé no eterno Deus,
Lutaremos valentemente,
Como soldados seus.


Vibrem sempre nossas vozes:
Avançar, avançar, avançar!
Pelos vales e colinas,
Avançar, avançar, avançar!
Erguendo nosso estandarte,
Marchamos sem vacilar!
Ó jovens de nobre estirpe,
Avançar, avançar, avançar!


Na rocha nós construiremos
O reino de nosso Rei
E louvores cantaremos
Pois somos a sua grei.
O tesouro maior que herdamos
De nossos antigos pais
É a fé nas grandes promessas
De glórias celestiais.


Vibrem sempre nossas vozes:
Avançar, avançar, avançar!
Pelos vales e colinas,
Avançar, avançar, avançar!
Erguendo nosso estandarte,
Marchamos sem vacilar!
Ó jovens de nobre estirpe,
Avançar, avançar, avançar!


Texto: Ruth May Fox, 1853–1958. © 1948 IRI

Música: Alfred M. Durham, 1872–1957. © 1948 IRI