Pela beleza que há no chão


49

Pela beleza que há no chão

Alegre

Hinos

Pela beleza que há n chão
E a beleza que há no céu,
Pelo amor que em profusão,
Recebemos a granel.


Ouve, hoje, ó Deus de amor,
Este hino de louvor.


Pelas surpresas que contém
Cada dia que nos dás
Pássaros, flores, rios também,
Chuva estrelas, sol e mar.


Ouve, hoje, ó Deus de amor,
Este hino de louvor.


Pela alegria do amor
Que os pais e irmãos nos dão
Pelos amigos que ao redor,
Tão gentis e amáveis são.


Ouve, hoje, ó Deus de amor,
Este hino de louvor.


Texto: Folliot S. Pierpoint, 1835-1917

Música: Conrad Kocher, 1786-1872