Da corte celestial


114

Da corte celestial

Calmo

Hinos

Da corte celestial chegou,
Com grande amor desceu,
O Cristo nosso Salvador
E o mundo renasceu.


Seu sangue pelos homens deu
E assim nos libertou;
Seu sacrifício de amor
Ao mundo resgatou.


Obedecendo ao Pai de amor,
O prêmio conquistou.
O teu querer, Senhor, farei,
Humilde e grato sou.


Na terra o Mestre nos mostrou
A senda que conduz
À Vida Eterna, onde Deus,
Habita em plena luz.


Lembrando o corpo do Senhor,
Partimos hoje o pão,
Da taça vamos partilhar,
Com fé na redenção.


Que glorioso, celestial,
O plano do Senhor:
Perdão, justiça, redenção,
Ao pobre pecador.


Texto: Eliza R. Snow, 1804–1887

Música: Thomas McIntyre, 1833–1914