Talvez não seja em alto mar


167

Talvez não seja em alto mar

Resoluto

Hinos

Talvez não seja em alto mar
Que Cristo me vá mandar;
Talvez não haja conflitos lá,
Nem honras eu vá encontrar.
Mas, quando o Cristo me chamar
A sendas que não trilhei,
Eu proclamarei com amor, ó Senhor:
“Aonde mandares irei.”


Aonde mandares, irei Senhor,
Através de montanhas ou mar;
O que ordenares direi, ó Senhor.
Tal como mandares, serei!


Talvez da dúvida e do mal
Eu venha a resgatar
Amados filhos do Bom Pastor
Que esperam o meu chamar.
Porém, se o Cristo me guiar
Na própria senda do mal,
Mensagem de amor levarei, ó Senhor,
O que ordenares direi.


Aonde mandares, irei Senhor,
Através de montanhas ou mar;
O que ordenares direi, ó Senhor.
Tal como mandares, serei!


Talvez floresça em minhas mãos
A messe do Salvador
Pois com vigor quero trabalhar
Por Cristo, meu Redentor.
Confio em ti, sem vacilar
E sempre te amarei
A tua vontade farei, ó Senhor.
Tal como mandares serei!


Aonde mandares, irei Senhor,
Através de montanhas ou mar;
O que ordenares direi, ó Senhor.
Tal como mandares, serei!


Texto: Mary Brown, 1856–1918

Música: Carrie E. Rounsefell, 1861–1930