Que manhã maravilhosa!


12

Que manhã maravilhosa!

Com dignidade

Hinos

Que manhã maravilhosa!
Brilha o sol no céu de anil
Que canção gentil, maviosa,
Das abelhas e aves mil!
Lá no bosque, fervoroso,
José ora ao Pai de amor;
Lá no bosque, fervoroso,
José ora ao Pai de amor!


E humilde, ajoelhado,
Graças ao Senhor pediu
Quando a força do pecado
Sua alma confundiu.
Ele sabe que o Eterno
Guiará os passos seus;
Ele sabe que o Eterno
Guiará os passos seus!


E no céu vê refulgente,
Mais brilhante que o sol,
O poder do Onipotente,
Com fulgores do arrebol.
Eis que descem do infinito
Deus, o Pai, e o Filho seu;
Eis que descem do infinito
Deus, o Pai, e o Filho seu!


"Eis meu Filho Bem Amado.
Ouve-o", diz a voz de amor,
E assim arrebatado
Na presença do Senhor
Doce enlevo lhe enche a alma
Porque viu o eterno Deus
Doce enlevo lhe enche a alma
Porque viu o eterno Deus!


Texto: George Manwaring, 1854-1889

Música: Sylvanus Billings Pond, 1792-1871; adaptada por A.C. Smyth, 1840-1909