Quando o anjo proclamou


133

Quando o anjo proclamou

Com júbilo

Hinos

Quando o anjo proclamou o primeiro Natal,
Dirigiu-se aos pastores ao pé de Belém
Lá nos campos a guardar seus rebanhos do mal,
Contemplando as estrelas distantes no além


Natal, Natal, Natal, Natal,
A Israel nasce o Rei, afinal!


E de súbito, no céu, linda estrela surgiu,
No oriente brilhou com estranho fulgor
E na terra, sem rival, jubilosa luziu
Muitas noites ainda, em grande esplendor!


Natal, Natal, Natal, Natal,
A Israel nasce o Rei, afinal!


Texto: Tradicional canção de Natal inglesa do século XVII

Música: Tradicional canção de Natal inglesa do século XVII