• Home
  • Concurso de Vídeos
  • A Primeira Presidência Esclarece as Mudanças no Manual da Igreja

A Primeira Presidência Esclarece as Mudanças no Manual da Igreja


A IGREJA DE JESUS CRISTO DOS SANTOS DOS ÚLTIMOS DIAS
ESCRITÓRIO DA PRIMEIRA PRESIDÊNCIA
47 EAST SOUTH TEMPLE STREET, SALT LAKE CITY, UTAH 84150-1200

13 de novembro de 2015

Para: Autoridades Gerais; Setentas de Área; Presidência Geral das Auxiliares, Presidentes de Estaca, Missão, Distrito e Templo; Bispos e Presidentes de Ramo

Prezados irmãos,

O Conselho da Primeira Presidência e do Quórum dos Doze Apóstolos fornece a seguinte orientação no tocante às normas, recentemente acrescentadas ao Manual 1, sobre o casamento entre pessoas do mesmo sexo:

A doutrina revelada é clara de que as famílias são eternas em natureza e propósito. Temos a obrigação de agir de acordo com essa perspectiva para o bem-estar

de adultos e crianças. As recém-acrescentadas normas do Manual 1 afirmam que adultos que decidem ter um casamento com uma pessoa do mesmo sexo ou um relacionamento semelhante cometem um pecado que justifica uma ação disciplinar da Igreja.

Nossa preocupação com relação aos filhos é o bem-estar atual e futuro deles e a harmonia de seu ambiente familiar. As normas do Manual 1, na Seção 16.13, que limitam as ordenanças do sacerdócio para menores de idade, só se aplicam àquelas crianças que residem com um casal de pessoas do mesmo sexo que sejam casadas ou que tenham um relacionamento semelhante. Como sempre, os líderes locais podem solicitar orientação adicional sobre assuntos particulares quando tiverem dúvidas.

Se um filho que mora com um casal de pessoas do mesmo sexo já tiver sido batizado e participa ativamente na Igreja, as normas da Seção 16.13 não exigem que as atividades do membro ou seus privilégios do sacerdócio sejam restringidos ou que ordenanças posteriores lhe sejam negadas. As decisões sobre todas as ordenanças futuras para esses filhos devem ser feitas pelos líderes locais, levando-se em consideração principalmente a preparação e os interesses da criança.

Todos os filhos devem ser tratados com muito amor e respeito. Eles são bem-vindos para frequentar as reuniões da Igreja e participar de atividades da Igreja. Todos os filhos podem receber bênçãos de saúde e de orientação espiritual advindas do sacerdócio.

Que o Senhor continue a abençoá-lo em seu ministério.

Atenciosamente,


A Primeira Presidência