Experiências Familiares no Templo

Élder Mozart B. Soares
Dos Setenta

Uma das maiores experiências espirituais da vida ocorre dentro do Templo.  Numa delas, a família se ajoelha no altar da sala de selamento e, pela autoridade correta, todos são selados para esta vida e para a eternidade. É uma ocasião tão especial que necessita de cuidadosa preparação.

O Elder Russell M. Nelson ensinou:

"Os propósitos da CRIAÇÃO, da QUEDA, e da EXPIAÇÃO, convergem todos para a obra sagrada realizada nos templos d’A Igreja de Jesus Cristo Santos dos Últimos Dias. A terra foi criada e a Igreja restaurada para tornar possível o SELAMENTO da mulher ao marido, dos filhos aos pais, das famílias a seus progenitores, mundos sem fim." (A Liahona, janeiro de 1997, p. 38).

Em 1994, época em que servi na Presidência da Estaca Jaboatão Brasil Litoral, tive o privilégio de acompanhar uma história muito inspiradora, que jamais esqueci, quando uma maravilhosa família demonstrou em suas decisões a importância do Templo.

A família Brito (Ala Cabo), era composta pelo pai, Benedito, sua esposa, Maria do Carmo, e seus 17 filhos naturais.  Quando eles aprenderam sobre o Templo e suas ordenanças, tiveram um grande desejo de tornar sua família eterna. 

Apesar de ser uma família tão grande e com poucos recursos, eles sempre eram os primeiros a chegar para as reuniões da Igreja. Isso era devido a uma tradição da família, que designava os filhos e filhas mais velhos para auxiliarem especificamente um dos mais novos. E dava muito certo! Era emocionante vê-los chegar todos juntos e depois rapidamente se espalharem pelo prédio da capela, era difícil uma sala que não houvesse pelo menos um “Brito”. A falta deles era logo notada, pois a capela ficava mais vazia. 

Existiam dois desafios: o maior era conseguir os recursos suficientes para juntos empreenderem uma viagem ao Templo de São Paulo, Brasil, o mais próximo na época. E o outro era uma pequena criação de porcos que a família mantinha no quintal da casa, e que exigia cuidado diário. 

A data agendada da caravana estava se aproximando e eles precisavam decidir se iriam ou não. Os lideres também estavam ansiosos, pois com uma família tão numerosa, seria necessário contratar mais um ônibus. 

Num Conselho de Família analisaram todas as possibilidades de viajarem todos juntos, pois existia a opção de apenas uma parte da família viajar. Apesar de cada membro da família expressar o grande desejo de entrar no Templo, os dois obstáculos pareciam intransponíveis.  

Num dado momento, a filha mais nova, Tuliane, de apenas quatro anos, pediu a palavra e com lágrimas nos olhos, disse: -“Tenho a solução para os dois problemas: Vamos vender todos os porcos, e com o dinheiro pagar a viagem até a Casa do Senhor, e na volta seremos abençoados com outra criação, maior e melhor!" A sugestão inspirada foi apoiada, e na mesma hora, ligaram para o bispo e reservaram os lugares!

Esses são os sentimentos da família expressos pela mãe: "Uma experiência maravilhosa que penetrou as fibras de nosso coração e certamente nunca será esquecida! Quando na sala de selamento, avistamos nossos filhos e filhas chegarem, todos impecavelmente vestidos de branco e começarem a entrar, um a um, e depois todos se ajoelharam ao redor do altar, e o Presidente do Templo, Athos Amorim, pela autoridade do Sacerdócio, uniu nossa família para a eternidade". 

Ela continua: -“Meu desejo mais profundo e sincero é que seja digna de entrar, com meu amado marido, no Reino Celestial e lá acompanhar, da mesma forma, a chegada de cada um dos meus queridos filhos, orando para que não fique nenhuma cadeira vazia”.