Preparar Nosso Coração para o Natal


Com a chegada do Natal, todos nós devemos abrir nosso coração para receber mais uma vez um testemunho de que Cristo nasceu como o Salvador do mundo, que Ele vive, que por causa Dele, iremos viver novamente. O Presidente Thomas S. Monson; o Presidente Henry B. Eyring, Primeiro Conselheiro, e o Presidente Dieter F. Uchtdorf, Segundo Conselheiro, durante o Devocional de Natal da Primeira Presidência em 4 de dezembro de 2011, nos incentivaram a abrir o coração.

Presidente Monson: Não Há Melhor Ocasião do que Esta

“Não há melhor ocasião do que esta, a própria época do Natal, para renovarmos nossa dedicação aos princípios ensinados por Jesus o Cristo”, disse o Presidente Monson. Ele falou sobre testemunhar a comercialização anual do Natal, de ver o Natal se tornar menos centralizado em Cristo e mais voltado para as vendas, festas e presentes.

E ainda assim, disse o Presidente Monson: “O Natal é aquilo que queremos que seja. Apesar de todas as distrações, podemos fazer com que Cristo esteja no centro de nossa celebração. Se ainda não o fizemos, podemos criar tradições de Natal para nós e nossa família que nos ajudarão a perceber e a manter o espírito de Cristo.”

Três Histórias de Natal

O Presidente Monson disse que todos os anos no Natal, ele lê a história do nascimento de Cristo como narrado no evangelho de Lucas. Ele também lê Um Conto de Natal de Charles Dickens e A Mansão de Henry Van Dyke, e se lembra da mudança de coração por que passou Ebenezer Scrooge e das lições sobre o verdadeiro significado do ato de doar aprendidas por John Weightman. As duas personagens aprenderam que uma recompensa no céu é baseada em esquecer-se de si mesmo e não procurar recompensa ou reconhecimento terrenos.

O Presidente Monson suplicou a cada um de nós que não deixemos o Natal dissipar-se, mas que o mantenhamos em nosso coração e em nossa vida.

“Porque quando preservamos o espírito do Natal”, ele disse, “preservamos o espírito de Cristo, pois o espírito do Natal é o espírito de Cristo. Ele afasta de nós todas as distrações que podem diminuir a importância do Natal e apagar seu verdadeiro significado.”

O Presidente Monson então resumiu alguns dos muitos presentes que recebemos porque o Pai Celestial nos deu o presente do Seu Filho, enviando-O a Terra como nosso Redentor.

“Por Ele ter vindo ao mundo, temos um exemplo perfeito a seguir. Se nos esforçarmos para nos tornar como Ele, teremos alegria e felicidade na vida e paz em cada dia do ano. É o exemplo Dele, que se seguido, fará brotar em nós mais bondade e amor, mais respeito e atenção pelo outros.

Por Ele ter vindo, nossa existência mortal faz sentido.

Por Ele ter vindo, sabemos como procurar os que sofrem, onde quer que estejam.

Por Ele ter vindo, a morte perdeu seu aguilhão e a sepultura sua vitória. Viveremos novamente porque Ele veio.

Por Ele ter vindo e ter pagado por nossos pecados, temos a oportunidade de obter a vida eterna.

Porque Ele veio, estamos aqui esta noite para adorá-Lo em laços de irmandade e amor.

Que Seu precioso Espírito esteja conosco e que Ele possa sempre ser o centro de nossa celebração e de nossa própria vida.”

Presidente Eyring: Presentes Que Podemos Oferecer a Outras Pessoas por Ele

O Presidente Eyring lembrou histórias milagrosas das escrituras com relação aos sinais do nascimento de Cristo. Ele também falou dos relatos das escrituras de visitações de anjos preparando o caminho para a chegada do Salvador. Mas, disse ele, a lição implícita em sua mensagem não era sobre experiências maravilhosas.

Referências das Escrituras


  • João 3:16–17
  • João 3:19
  • João 3:20
  • João 3:21
  • Helamã 14:2–9
  • Isaías 7:14–15
  • Isaías 40:3
  • Mateus 2:11
  • Mateus 2:13
  • Mateus 2:15
  • Mateus 2:23
     

“A lição não é de que podemos ter experiências tão maravilhosas sempre que desejarmos”, disse o Presidente Eyring, “nem de que elas aconteçam quando sentimos grande necessidade delas. A lição é de que Deus conhece nossas necessidades, que Ele nos ama e cuida de nós.”

O Pai Celestial Nos Deu uma Dádiva: O Salvador

O Pai Celestial nos deu a dádiva de um Salvador, disse o Presidente Eyring, e por meio da visita do Pai e do Filho e por meio de anjos: “Ele restaurou a Igreja de Jesus Cristo nestes últimos dias. Ele chamou profetas e apóstolos para guiar-nos em segurança nesta vida e obtermos a vida eterna no mundo futuro. Jesus Cristo foi crucificado e ressuscitou para que possamos viver de novo e para que sejamos purificados e limpos do pecado.”

“Essas”, disse ele, “são dádivas que nos foram dadas para ofertamos a outros em nome Dele.”

“Podemos ofertar um grande e maravilhoso Natal se nos lembrarmos das dádivas que Deus nos concedeu, e da melhor maneira que pudermos, oferecê-las aos outros como Ele faria.”

Veja e Compartilhe os Novos Vídeos

O Presidente Eyring também anunciou que aproximadamente 50 vídeos curtos serão disponibilizados no site BibleVideos.LDS.org, gratuitamente, para todos usarem e compartilharem. criado pela Igreja para ajudar os membros da Igreja e outras pessoas em todo o mundo a aumentar o entendimento e a fé na divindade do Salvador, em Sua missão e em Seu ministério.

Ele disse que os vídeos foram criados com a esperança de que todos os que assistirem a eles sintam a “luz e alegria das visitações angelicais que assinalaram a dádiva que o Pai Celestial concedeu: Seu Filho Amado como nosso Redentor”.

Presidente Uchtdorf: O Natal Tem A Ver com Cristo

Ao comentar sobre a pressão e a ansiedade sentidas pelas pessoas que enfocam no lado material da época do Natal, o Presidente Dieter F. Uchtdorf da Primeira Presidência disse: “Temos uma ideia mental de como tudo deve ser — a árvore perfeita, as luzes perfeitas, os presentes perfeitos e os eventos familiares perfeitos. (…) [Mas] cedo ou tarde, algo desagradável acontece (…) e a imagem do Natal perfeito que tínhamos imaginado, a magia que pretendíamos criar, despedaça-se ao nosso redor.”

Referências das Escrituras


     

Entretanto, se concentrarmos nosso coração e nossa mente no verdadeiro espírito de Natal, disse o Presidente Uchtdorf, “reconheceremos as coisas maravilhosas que acontecem ao nosso redor”.

Ver o Natal Pelo que Ele Realmente É

Ele continuou: “Geralmente é algo pequeno — lemos um versículo de escritura, ouvimos uma escritura de Natal sagrada e prestamos real atenção à letra ou vemos uma expressão sincera de amor. De uma maneira ou de outra, o Espírito toca nosso coração e vemos que o Natal, em sua essência, é muito mais resistente e duradouro do que muitas das pequenas coisas da vida [que] com frequência usamos para enfeitá-lo.

“Nesses momentos preciosos percebemos aquilo que sabemos e sentimos em nosso coração — que o Natal tem a ver com Cristo.”

O que Podemos Oferecer

O Presidente Uchtdorf disse que: “Como os Reis Magos da antiguidade, devemos buscar a Cristo e depositar diante dele a mais preciosa dádiva: um coração quebrantado e um espírito contrito. Devemos oferecer a Ele o nosso amor. Devemos oferecer a Ele a nossa disposição de tomar sobre nós o Seu nome e andar no caminho do discipulado. Devemos prometer sempre nos lembrarmos Dele, imitar Seu exemplo e fazer o bem”.

Não podemos oferecer a perfeição, e o Salvador não espera por ela, disse o Presidente Uchtdorf. “Mas Ele exige que depositemos como dádivas os nossos melhores esforços para mover a nós mesmos, um passo de cada vez, andando nos caminhos que Ele preparou e ensinou.”

A Dádiva do Salvador para Nós

“As dádivas do Salvador para nós são de tirar o fôlego”, disse o Presidente Uchtdorf. Ele explicou que por meio da Expiação, o Salvador nos oferece imortalidade, perdão e vida eterna.

Mesmo que algumas das dádivas de Cristo para nós sejam dadas somente quando nosso tempo na Terra terminar, o Presidente Uchtdorf enfatizou as muitas dádivas que o Salvador nos dá todos os dias. “Ele promete que ficará conosco, que virá a nós quando precisarmos ser consolados, que nos erguerá quando tropeçarmos, que nos levará nos braços se for preciso, que chorará, rirá, lamentará e se regozijará conosco. Todos os dias Ele Se oferece para dar-nos a mão e ajudar a transformar um vida comum em experiências espirituais extraordinárias.”

Cristo, o Rei Nasceu

“É claro, que não precisamos de um feriado de Natal ou de tradições Natalinas para nos lembrarmos de Jesus Cristo, o Salvador”, encerrou o Presidente Uchtdorf. (…) Que cada época de Natal possa nos lembrar de erguer nossas vozes e encher o coração de alegria e gratidão porque Cristo, o Rei nasceu! Cristo vive! Ele é real. Ele é nosso Redentor no Natal e sempre.”