A Cuidadora


Com todas as diferenças de sua situação pessoal e experiência de vida que tenho, posso dizer-lhes algo do que as espera. Se mantiverem a fé, serão com frequência convidadas pelo Senhor para prestar serviço a alguém necessitado, quando isso não parecer conveniente. Talvez pareça uma tarefa desagradável ou até impossível. Quando o chamado vier, talvez pareça que vocês não sejam necessárias ou talvez pareça que outra pessoa possa facilmente oferecer o auxílio.

Lembrem-se de que, quando o Senhor permite que encontremos alguém aflito, honramos o bom samaritano tanto pelo que ele não fez quanto pelo que ele fez. Ele não passou de largo, mesmo que o viajante ferido na estrada fosse um estranho e talvez um inimigo. Ele fez o que pode pelo homem ferido e depois elaborou um plano específico para que outros fizessem mais. Fez isso porque compreendeu que para ajudar os outros talvez fosse preciso mais do que aquilo que uma única pessoa poderia fazer.

As lições ensinadas nessa história podem guiá-las em tudo que o futuro lhes reservar.