Boyd K. Packer

Presidente do Quórum dos Doze Apóstolos

O Presidente Packer durante a reunião mundial de treinamento de liderança

O Presidente Boyd K. Packer, do Quórum dos Doze Apóstolos, compartilha algumas ideias durante a transmissão de um treinamento mundial de liderança.

Ainda jovem e com o desejo de saber se o evangelho era verdadeiro, o Presidente Boyd K. Packer assumiu um compromisso com o Pai Celestial. “Apresentei-me perante Ele e disse, ‘Não sou neutro, e você pode fazer comigo o que quiser. Se precisar do meu voto, terá. Não me importo com o que venha a fazer comigo e não precisa tirar nada de mim, pois dou-lhe —tudo, tudo o que tenho, tudo o que sou’. ”

Boyd K. Packer nasceu em 10 de setembro de 1924, em Brigham City, Utah, filho de Ira W. e Emma Jensen Packer. Foi o décimo de onze filhos. Desde sua infância, demonstrou grande amor pela natureza e pela vida ao ar livre. Gostava especialmente de pássaros. Durante a vida, criou vários pássaros, inclusive pavões, faisões dourados e pombos. Ele também é um pintor de talento e suas esculturas em madeira e pinturas de pássaros já foram expostas no Museu de História da Igreja.

Boyd K. Packer nas forças armadas

Como muitos de sua geração, Boyd K. Packer também serviu nas forças armadas.

Um Trabalhador Esforçado

Depois de se formar no Ensino Médio, trabalhou durante um tempo na construção de um hospital do exército em sua cidade natal. Como muitos jovens SUD de sua geração, ele não pôde fazer uma missão de proselitismo por causa da Segunda Guerra Mundial. Na primavera de 1943, ele alistou-se na Aeronáutica e formou-se piloto no ano seguinte. Foi enviado para o Pacífico e ficou no Japão por aproximadamente um ano após o término da guerra.

Voltou para casa em 1946 e matriculou-se no Weber College (atualmente a Universidade Estadual de Weber) em Ogden, Utah. Foi lá que ele conheceu Donna Edith Smith, também de Brigham City. Casaram-se em 27 de julho de 1947, no Templo de Logan Utah. Eles tiveram dez filhos: Allan, Kenneth, David, Laurel, Russell, Spencer, Gayle, Kathleen, Lawrence e Eldon.

Boyd e Donna Packer casados

Boyd K. Packer e sua esposa, Donna, casaram-se no Templo de Logan Utah.

Desejo de Ensinar

O sonho de Boyd K. Packer era tornar-se professor. Ele se formou como tecnólogo pelo Weber College em 1948 e 1949 recebeu o bacharelado pela Universidade Estadual de Utah em Logan. Em 1953, tornou-se mestre pela Universidade Estadual de Utah e, em 1962, terminou seu doutorado na Universidade Brigham Young.

Foram anos muito corridos. Além de exercer chamados locais da Igreja — professor, secretário adjunto da estaca e sumo conselheiro — ele começou a dar aulas no seminário em 1949. O mesmo hospital de Brigham City que ele ajudara a construir passou a ser uma escola administrada pelo governo federal para alunos índios e, de 1949 até meados de 1955, o jovem professor do seminário, que trabalhava para o Sistema Educacional da Igreja, também serviu como Coordenador de Assuntos Indígenas naquela escola. Ao exercer essa função, com frequência ele tinha a oportunidade de trabalhar com o Élder Spencer W. Kimball, do Quórum dos Doze Apóstolos. Nessa mesma época, durante quatro anos, serviu como conselheiro municipal em Brigham City.

Em 1955, foi nomeado administrador assistente dos seminários e institutos no Sistema Educacional da Igreja. No ano seguinte, mudou-se para Lindon, Utah.

O Presidente Packer com a família

A família Packer afirma que ser pai foi sempre uma prioridade para o Presidente Packer.

O Presidente Packer fala a uma turma de formandos da Universidade de Utah

O Presidente Packer realizou o sonho de sua vida de tornar-se professor. O Presidente Packer fala a uma turma de formandos da Universidade de Utah.

A Família em Primeiro Lugar

Com a família crescendo, as responsabilidades aumentando e o estudo contínuo, os primeiros anos de casado foram bem corridos; a família, porém, sempre foi uma prioridade para ele.

“Quando estava em casa com meus filhos, fazia de tudo para ficar com eles”, afirma o Presidente Packer. Isso significava passar um pouco de tempo com cada um individualmente sempre que possível.

O filho, Allan, atualmente Élder Allan F. Packer dos Setenta, disse que o pai estava sempre à disposição em casa e aproveitava cada oportunidade que tinha para ensinar. Os filhos do Presidente Packer ainda o procuram para pedir conselhos.

“Ele é nosso patriarca”, comentou Allan. “Ele ainda é pai, e essa é sua prioridade número um.”

A filha do Presidente Packer, Laurel Packer Dillman, diz que o pai sempre foi muito sensível aos sussurros do Espírito. Quando ela estudava na BYU, ela se recorda: “Ele sempre me ligava nos dias que eu estava passando pelas situações mais difíceis”. Uma palavra de conselho e de encorajamento a ajudava.

 

Boyd K. Packer se preparando para realizar um batismo no Japão após a Segunda Guerra Mundial

Depois da Segunda Guerra Mundial, Boyd K. Packer continuou no Japão onde, durante as horas de folga, ajudava a pregar o evangelho. Aqui ele se prepara para realizar um batismo.

O Élder Packer e o Presidente Hugh B. Brown

O Presidente Hugh B. Brown (1883–1975) num momento mais descontraído com o Élder Boyd K. Packer. O Presidente Brown serviu no Quórum dos Doze Apóstolos e também como conselheiro de várias Primeiras Presidências.

Uma Vida de Serviço e Testemunho

O Presidente Packer continuou trabalhando para o Sistema Educacional da Igreja até setembro de 1961, quando foi chamado Assistente dos Doze. Ele foi apoiado no Quórum dos Doze Apóstolos em abril de 1970.

Depois que o Presidente Thomas S. Monson foi apoiado em abril de 2008, o Presidente Packer mencionou uma visão apostólica sobre o progresso da Igreja de Jesus Cristo. Seu relato sobre o que aconteceu durante a ordenação do Presidente Monson pode parecer algo simples, mas seu testemunho não foi. Seu testemunho demonstrou o respeito que ele tem por seus chamados de liderança na Igreja assim como a certeza quanto à fonte divina de sua autoridade.

“Não havia dúvidas sobre o que tinha que ser feito, nenhuma dúvida. (…) [Naquela] reunião sagrada, Thomas Spencer Monson foi apoiado pelo Quórum dos Doze Apóstolos como Presidente da Igreja.” Havia também uma vaga no quórum. Aquela vaga foi preenchida pelo Élder D. Todd Christofferson, e não havia dúvidas sobre a procedência de seu chamado. “O chamado de um apóstolo remonta ao Senhor Jesus Cristo”, disse o Presidente Packer, esclarecendo que o processo não é algo novo. “O próprio Senhor estabeleceu esse padrão de administração.”

 

 

Escultura de Pássaro e Lírios

Esta escultura, feita pelo Presidente Packer, demonstra tanto sua habilidade artística quanto seu eterno amor pela natureza e pelos pássaros.

O Presidente Packer refere-se aos apóstolos vivos, inclusive a ele próprio, como “pessoas comuns” que se perguntam por que foram chamados para um ofício tão sagrado “Há muitas qualidades que não tenho. Meu empenho em servir não é o suficiente. Há apenas uma coisa, um requisito que pode explicar meu chamado. Assim como Pedro e todos os que foram ordenados desde aquela época, eu tenho aquele testemunho.”

“Testifico que Deus é nosso Pai. Ele apresentou Seu Filho, Jesus Cristo, a Joseph Smith. Declaro-lhes que sei que Jesus é o Cristo. Sei que Ele vive. (…) Ele expiou por nós. Dele eu testifico.”

A decisão que Boyd K. Packer tomou ainda jovem de dar ao Senhor tudo o que ele é conduziu-lhe a uma vida de discipulado e a um chamado como testemunha especial do Senhor Jesus Cristo, um chamado que ele ainda exerce como Presidente do Quórum dos Doze Apóstolos.

O Quórum dos Doze Apóstolos

O Quórum dos Doze Apóstolos (abaixo).

  • Leia a biografia do Presidente Packer na revista Ensign de junho de 1986.
  • Leia mais biografias da Primeira Presidência e do Quórum dos Doze Apóstolos.

Leia a biografia oficial