Henry B. Eyring

Primeiro Conselheiro na Primeira Presidência

O Presidente Henry B. Eyring cumprimenta os membros antes da dedicação de uma capela. Ele serviu na Primeira Presidência, no Quórum dos Doze Apóstolos, no Bispado Presidente e como Setenta.

A família do Presidente Eyring (a partir da esquerda)— seu pai, Henry; seus irmãos, Ted e Harden; o jovem Henry ou “Hal” e a mãe, Mildred.

Alguns anos depois de Henry Bennion Eyring se tornar diretor do que agora é a Universidade Brigham Young-Idaho (na época Ricks College), ele recebeu uma oferta no sul da Califórnia para receber um bom salário, em um emprego de muito prestígio.

“Parece uma oportunidade excelente”, comentou seu tio, o Presidente Spencer W. Kimball, o décimo segundo Presidente da Igreja (1895–1985), quando Henry descreveu a oferta e seus benefícios. “Se um dia precisarmos de você, saberemos onde o encontrar.”

Henry (conhecido como “Hal” pela família e amigos) esperava que o Presidente Kimball lhe pedisse para ficar na Ricks, então ele e sua esposa, Kathleen, decidiram jejuar e orar a respeito da sua decisão. Dentro de uma semana, o Espírito sussurrou a Henry que ele teria o privilégio de ficar na Ricks College “por mais algum tempo”.

Ele telefonou para Jeffrey R. Holland, na época Comissário do Sistema Educacional da Igreja, e contou-lhe que recusara a proposta. Na mesma noite, Hal recebeu um telefonema do Presidente Kimball.

“Vejo que decidiu ficar”, constatou o Presidente Kimball.

“Sim”, respondeu ele.

“Acha que fez um sacrifício?” perguntou o presidente Kimball.

“Não!”

“É isso mesmo!” O Presidente Kimball o tranquilizou e encerrou a conversa.

Para quem conhece o Presidente Henry B. Eyring, sua disposição de seguir os sussurros do Espírito não constitui surpresa alguma. Ele aprendeu por si mesmo que a fé e a humildade, aliadas à obediência, tornam os filhos de Deus dignos de bênçãos mais preciosas do que todas as riquezas do mundo.

O Presidente Eyring serviu como reitor da Ricks College, um cargo que ele aceitou fielmente depois de conseguir uma posição na Universidade de Stanford. Mais tarde ele serviu como Comissário de Educação da Igreja.

Preparar-se para o Futuro

Hal nasceu em 31 de maio de 1933, em Princeton, Nova Jersey, filho de Henry e Mildred Bennion Eyring.

Ao crescer, Hal não se considerava superior aos outros, mas recusava-se a participar de atividades que perturbassem sua espiritualidade. Apesar de jogar basquetebol no time da escola, sua prioridade eram os estudos.

O pai de Hal, um químico renomado, era professor na Universidade Princeton, incentivou seus filhos a estudarem física e a se prepararem para uma carreira científica. Mas certo dia, quando pediu ajuda ao pai para um complexo problema matemático, Henry percebeu claramente que Hal não partilhava sua paixão pela matemática.

O porte físico de Henry Eyring o favoreceu ao jogar basquete na escola. Ao crescer, ele foi cuidadoso ao manter os estudos como sua prioridade e arranjar tempo para atividades salutares.

“Meu pai estava escrevendo numa lousa que tínhamos no porão”, relembra o Presidente Eyring. “De repente, ele parou. ‘Hal’, disse ele, ‘já estudamos esse mesmo tipo de problema há uma semana. Você não parece compreendê-lo melhor agora do que naquela ocasião. Você tem estudado isso?’”

Hal admitiu que ele não tinha. “Você não entende”, seu pai continuou. “Quando você anda pela rua, quando está no banho, quando não tem mais nada para pensar, não é nisso que você pensa?”

“Quando eu lhe disse que não”, conclui o Presidente Eyring, “meu pai fez uma pausa. Foi realmente um momento de ternura e emoção, pois eu sabia o quanto ele me amava e o quanto ele desejava que me tornasse cientista. Então, ele disse: ‘Hal, acho melhor você deixar de estudar física. Escolha uma área que o atraia a tal ponto que, quando não tiver nada para pensar, seja ela que lhe venha à mente’”.

O pai do Presidente Eyring, Henry, exibido neste quadro, era um químico e educador de renome. Ele tinha uma lousa em seu porão para usar em seus estudos e incentivar seus filhos no aprendizado de física.

Servir ao Senhor

Ainda assim, Hal se formou em física na Universidade de Utah em 1955, antes de ingressar na Força Aérea Americana. Duas semanas depois de chegar à Base Sandia perto de Albuquerque, Novo México, Hal foi chamado para ser missionário de distrito na Missão dos Estados do Oeste — um chamado que magnificou à noite e nos fins de semana durante os dois anos de serviço militar.

Depois de dar baixa da Força Aérea, Hal matriculou-se na Escola de Pós-Graduação em Administração de Harvard, onde obteve o mestrado em 1959 e o doutorado em 1963, ambos em Administração de Empresas. Ele se casou com Kathleen Johnson em julho de 1962 e ao final daquele ano se tornou professor assistente da Escola de Graduação em Administração de Stanford. Hal descobriu que sua paixão estava em ensinar, edificar e fortalecer o próximo.

Henry B. Eyring se casou com Kathleen Johnson em julho de 1962 no Templo de Logan Utah. Eles têm seis filhos.

O Presidente Eyring passou a vida ensinando, fortalecendo e edificando o próximo. Ele sempre usa exemplos das escrituras e das suas próprias experiências.

No primeiro dia, em Harvard, o professor disse: “Olhem para a pessoa sentada a sua esquerda e a sua direita. Um de vocês três não chegará até o final do curso”. Os horários das aulas tomavam os cinco dias da semana desde cedo até tarde. Eu ficava fazendo as lições para as aulas do dia seguinte até quase meia-noite, ou mais tarde. Na sexta-feira à tarde, recebíamos trabalhos muito importantes que tinham que ser feitos e entregues até as 9:00 p.m. do sábado.

“Ainda me lembro das horas frenéticas de estudo escrevendo trabalhos naqueles sábados”, ele disse. “À medida que o prazo final se aproximava, grupos de alunos se amontoavam na frente da biblioteca para comemorar quando o último aluno corria desesperado para entregar o trabalho antes que a biblioteca fechasse. Os alunos, então, voltavam para casa ou dormitório e comemoravam por algumas horas antes de se prepararem para as aulas de segunda-feira. A maioria estudava durante o domingo todo e até tarde da noite.”

“Para mim, não havia festas aos sábados e nem estudo aos domingos”. Naquele ano ele foi chamado para um cargo na Igreja que exigia muitas viagens aos domingos visitando os ramos pequenos e os santos dos últimos dias espalhados pela área. “Encontrei alegria ao visitar tais lugares, amar ao Senhor e confiar que de alguma maneira Ele cumpriria Sua promessa” disse ele. “Ele sempre o fez. Na segunda-feira pela manhã, durante os poucos minutos que eu tinha para me preparar para as aulas daquele dia, ideias e conhecimentos surgiam em minha mente e eram os mesmos que os outros tinham aprendido durante o domingo de estudo.”

O Presidente Eyring aprendeu que se você for ao Senhor em oração e perguntar o que Ele deseja que você faça, prometendo que você irá colocar Seu reino em primeiro lugar, Ele responderá a sua oração.

Anos mais tarde Hal estava desfrutando de sua posição em Stanford e servindo como bispo, quando Kathleen lhe fez duas perguntas: “Tem certeza de estar fazendo a coisa certa com a sua vida? Não poderia fazer estudos para Neal Maxwell?”

Kathleen pediu que Hall orasse a respeito disso, e Hall escutou o conselho de sua esposa. Menos de uma semana depois, Neal A. Maxwell — então Comissário do Sistema de Educação da Igreja — telefonou e convidou Hal para uma reunião em Salt Lake City. Hal pegou o avião no dia seguinte. As primeiras palavras saídas da boca do Comissário Maxwell foram: “Gostaria de convidá-lo para ser o reitor da Ricks College”.

O Presidente Eyring desfruta de um momento com sua esposa, Kathleen, após uma sessão da conferência geral.

Hal avisou ao Comissário Maxwell que precisaria orar a respeito. Na manhã seguinte ele se reuniu com a Primeira Presidência e ao voltar para a Califórnia, Hal continuou a orar com fervor. A resposta veio. “Ouvi uma voz tão sutil que mal lhe dera atenção”, recorda. “A voz dizia: ‘É minha escola’. ” Telefonou para o Comissário Maxwell e anunciou: “Estou a caminho”.

Foi uma mudança considerável ir de uma das principais universidades do país localizada em uma grande área metropolitana para ser o reitor de uma pequena escola particular com cursos de dois anos de duração na cidade rural de Rexburg, Idaho. Mas foi uma época maravilhosa para a família Eyring. Ela proveu uma oportunidade para a família se aproximar mais.

Na época, o Presidente Eyring ainda não sabia, mas ao aceitar o cargo de reitor da Ricks College abandonara definitivamente sua carreira secular. Seu trabalho e serviço o levaram a um contato cada vez maior com os líderes da Igreja, que reconheceram seus dons espirituais. O Senhor, por Sua vez, conhecia a disposição dele para servir.

Em 1° de abril de 1995, Henry B. Eyring foi apoiado para integrar o Quórum dos Doze Apóstolos. Depois, em 27 de janeiro de 2008, o Presidente Thomas S. Monson chamou o Presidente Eyring para servir como primeiro conselheiro na Primeira Presidência após ter servido por quatro meses como Segundo Conselheiro do Presidente Gordon B. Hinckley (1910–2008). Desde essa época ele tem buscado uma porção maior do Espírito do Senhor enquanto abençoa os membros da Igreja no mundo inteiro.

Abaixo, Presidente Thomas S. Monson (centro) com seus conselheiros: Henry B. Eyring (à esquerda) e Dieter F. Uchtdorf (à direita), respondem a perguntas em uma entrevista coletiva.

Leia a biografia oficial.