Robert D. Hales

Quórum dos Doze Apóstolos

Élder Robert D. Hales

Élder Hales tem com frequência alertado àqueles a quem aconselha a voltarem com honra.

 
.
Robert Hales quando criança

O jovem Robert D. Hales, curioso e feliz, criou-se em um lar centralizado no evangelho, em Long Island, Nova York.

Quando Robert D. Hales era aluno de pós-graduação em Harvard, foi chamado para ser o presidente do seu quórum de élderes. Estava desejoso de aceitar o chamado. Mas sabia também que, devido à intensidade dos cursos exigidos por seu Mestrado no Programa de Administração Comercial, os professores desencorajavam os estudantes a participarem em atividades externas. Ele e sua mulher, Mary, oraram pedindo orientação e discutiram juntos o chamado. Ao fazerem isso, Mary disse: “Prefiro ter um portador ativo do sacerdócio a um homem que possua um mestrado de Harvard. Vamos fazer os dois”.

No dia seguinte, ao voltar da escola, descobriu que Mary havia dividido o porão em construção de seu apartamento, para torná-lo um pequeno escritório. O escritório daria a Robert um lugar onde poderia concentrar-se em seus estudos, para que pudesse desempenhar melhor seu chamado no quórum de élderes.

Nas Mãos do Senhor

“Coloquei-me nas mãos do Senhor, quando tomei aquela decisão [de servir]”, diz o Élder Hales agora, muitos anos depois. Pôr-se nas mãos do Senhor é o padrão adotado por Élder e Irmã Hales durante toda a sua vida juntos; eles formam uma equipe comprometida em equilibrar a vida em família, o serviço à Igreja e a carreira. E, por terem estabelecido esse padrão logo no início de seu casamento, foi muito mais fácil aceitar outros chamados mais tarde.

Uma Família Centralizada no Evangelho

Élder Hales nasceu em 24 de agosto de 1932, na cidade de Nova York, filho de J. Rulon e Vera Marie Holbrook Hales. Cresceu em Long Island, Nova York, em um lar onde o evangelho era o centro da vida familiar. Durante anos, seu pai e sua mãe serviram em diversos cargos na Ala de Queens, a 32 quilômetros de distância. Enquanto servia no bispado, o pai de Robert também achava tempo para dar atenção a seus filhos.

“Quando eu era diácono, meu pai levou-me ao Bosque Sagrado”, conta o Élder Hales. “Lá oramos juntos e dedicamos nossa vida. Depois, ele falou-me sobre coisas sagradas. Quando voltamos para casa, meu pai, que trabalhava como artista na Cidade de Nova York, pintou um quadro do Bosque Sagrado para mim. Sempre pendurei esse quadro em meu escritório e, quando olho para ele, lembro-me de meu pai e de nossa conversa naquela tarde de verão.”

Robert e Mary Hales

Élder Hales e sua mulher, Mary Crandall Hales, casaram-se em 1953. Desde seu casamento, eles têm se comprometido a equilibrar a vida em família, o serviço à Igreja e a carreira.

Élder Hales fora do Tabernáculo

Élder Hales aproveita um momento para falar com um membro, entre sessões da conferência geral.

Não Canse o Braço

No início da escola secundária, Bob Hales jogava como lançador inicial da equipe de beisebol da escola. Certa vez, quando não estava bem preparado para lançar, fez a equipe perder três jogos seguidos, cada um por um placar de 1–0. A manchete do jornalzinho da escola dizia: “O Pé-Frio Hales Perde Novamente”. Ele pegou seu uniforme e foi dizer ao treinador que ia parar. Quando chegou à sala do treinador, este lhe disse: “Você sabe por que está perdendo? Seu braço arremessador está cansado ao final da partida, porque, antes do jogo, quando você deveria estar-se aquecendo, fica lá fora impressionando todo mundo com suas jogadas rápidas e em curva. Você, provavelmente, faz (o equivalente) a dois ou três lances, quando age assim. [Pare] de se exibir e não ficará com o braço cansado”. Robert prestou atenção, e no jogo seguinte, arremessou tão bem, que a outra equipe não conseguiu marcar.

Casamento com Mary

Quando chegou a época da educação superior, Robert foi para a Universidade de Utah, mas vinha para casa no verão. Quando frequentava sua ala de origem, em Queens, conheceu Mary Crandall, que também era universitária. Ela havia se mudado com a família, da Califórnia para Nova York. “Depois que a conheci, nunca mais saí com ninguém”, diz o Élder Hales. “Ficávamos juntos todas as noites, depois do trabalho durante os primeiros dois meses, participando das atividades da família. Ela me ajudava a lavar o carro, e eu a auxiliava a cuidar de seus irmãozinhos pequenos; era como se nunca fôssemos nos separar”. No final do verão, ambos voltaram para a faculdade, em Utah—Robert para a Universidade de Utah, e Mary para a Universidade Brigham Young. No verão seguinte, em 10 de junho de 1953, eles se casaram no Templo de Salt Lake.

Voltar com Honra

Robert formou-se pela Universidade de Utah em 1954, graduando-se em comunicações e negociações, e entrou no serviço ativo da Força Aérea dos Estados Unidos. Em 1955, Robert e Mary, com seu filhinho recém-nascido, Stephen, mudaram-se para a Flórida. Robert serviu durante quatro anos como piloto de um avião de caça a jato. Seu segundo filho, David, nasceu em 1958.

Élder Hales no México

Élder Hales mostra uma lembrança que recebeu durante sua visita ao México.

Robert aprendeu um importante princípio ao servir na Força Aérea. “O lema de nossa unidade era ‘Voltar com Honra’”, diz o Élder Hales. “Este lema era-nos um lembrete constante relativo à nossa determinação de voltar à nossa base com honra, depois de havermos despendido todos os nossos esforços para completar com sucesso cada fase de nossa missão.” Como pai, ele abraçou cada um de seus dois filhos antes que saíssem para a missão—Stephen na Inglaterra e David na Alemanha—e sussurrou, “Volte com honra”.

Quando Robert terminou seu serviço ativo na Força Aérea, a família mudou-se para Cambridge, Massachusetts, onde ele frequentou Harvard. Formou-se em 1960 com Mestrado em Administração Comercial. As oportunidades de carreira logo se abriram diante dele. Serviu em diversas posições como principal executivo em diversas empresas de projeção, e, durante anos, a família morou em vários países, assim como em diversos locais dos Estados Unidos. Serviu como presidente do ramo em Albany, Geórgia; como primeiro conselheiro na presidência de um ramo em Sevilha, na Espanha; como bispo em Weston, Massachusetts; Chicago, Illinois; e Frankfurt, Alemanha; no sumo-conselho em Boston, Massachussetts, e Londres, Inglaterra; como conselheiro na presidência da estaca de Boston; e como representante regional para as regiões de Minnesota e Louisiana.

Auxílio Humanitário

No Centro de Triagem das Indústrias Deseret, em 1992, o Bispo Robert D. Hales (à direita) mostra incubadoras infantis ao (da esquerda para a direita) Presidente Thomas S. Monson, Irmã Elaine L. Jack, Élder James E. Faust e Élder Rex D. Pinegar. Incubadoras semelhantes ainda são enviadas a diversos países como parte dos esforços de ajuda humanitária da Igreja.

Élder e Irmã Hales

Élder e Irmã Hales partilham de um momento juntos, em frente ao Templo de Salt Lake.

Serviço como Autoridade Geral

 Em 1975, ele estava em uma reunião da junta, quando seu secretário lhe entregou um bilhete dizendo que o Presidente Marion G. Romney (1897–1988), Segundo Conselheiro na Primeira Presidência, estava ao telefone. Robert surpreendeu os membros da junta, ao sair da reunião para atender o telefone. O Presidente Romney convidou-o a servir como presidente de missão. Depois, pouco tempo mais tarde, o Presidente Spencer W. Kimball (1895-1985), décimo-segundo Presidente da Igreja, telefonou-lhe, perguntando se ele se importaria em ir para uma missão diferente. Fez um chamado a Robert D. Hales para servir pelo resto da vida como Autoridade Geral da Igreja.

Como Assistente dos Doze e depois como Setenta, Élder Hales ajudou a planejar 27 conferências de área para a Primeira Presidência. “Observar profetas, videntes e reveladores, prestar testemunho da veracidade do evangelho aos santos, cidade após cidade, foi mesmo maravilhoso”, disse ele.

Depois de três anos como Autoridade Geral, Élder Hales foi chamado como presidente da Missão Inglaterra Londres. Após esse serviço, ele foi designado como supervisor de área na Europa e trabalhou de perto com o Élder Thomas S. Monson, do Quórum dos Doze Apóstolos (atualmente Presidente da Igreja), para apoiar e fortalecer os santos dos últimos dias na Checoslováquia, Alemanha Oriental, Hungria e Polônia.

De 1983 a 1984, Élder Hales serviu como Presidente da Área Norte América Sudoeste. Em 1985, foi chamado para servir como Bispo Presidente e ficou nesse chamado até ser apoiado como um Apóstolo, em 2 de abril de 1994.

O Quórum dos Doze Apóstolos

O Quórum dos Doze Apóstolos (abaixo).


  • Leia mais biografias da Primeira Presidência e do Quórum dos Doze Apóstolos.

Leia a biografia oficial