CAPÍTULO 17

Néfi é instruído a construir um navio—Seus irmãos opõem-se a ele—Ele exorta-os, recontando a história dos procedimentos de Deus para com Israel—Néfi enche-se do poder de Deus—Seus irmãos são proibidos de tocá-lo, para não definharem como uma cana seca. Aproximadamente 592–591 a.C.

  E aconteceu que reiniciamos a jornada pelo deserto e, dali em diante, viajamos na direção aproximada do leste. E viajamos e passamos por muitas aflições no deserto; e nossas mulheres tiveram filhos no deserto.

  E tão grandes foram as bênçãos do Senhor que, enquanto vivemos de carne acrua no deserto, nossas mulheres tiveram bastante leite para seus filhos e eram fortes, sim, tanto quanto os homens; e começaram a suportar as viagens sem murmurar.

  E assim vemos que os mandamentos de Deus devem ser cumpridos. E se os filhos dos homens aguardam os mandamentos de Deus, ele alimenta-os e fortalece-os e dá-lhes meios pelos quais poderão cumprir as coisas que lhes ordenou; portanto ele nos bdeu os meios de sobrevivermos enquanto permanecíamos no deserto.

  E permanecemos no deserto pelo espaço de muitos anos, sim, oito anos no deserto.

  E chegamos à terra a que demos o nome de Abundância, por causa das muitas frutas e também do mel silvestre; e todas essas coisas foram preparadas pelo Senhor, a fim de que não perecêssemos. E vimos o mar, ao qual demos o nome de Irreântum, que significa muitas águas.

  E aconteceu que armamos nossas tendas perto da costa e, apesar de havermos sofrido muitas aaflições e dificuldades, sim, tantas que não podemos escrevê-las todas, ficamos imensamente contentes quando chegamos à costa; e demos ao lugar o nome de Abundância, devido a suas muitas frutas.

  E aconteceu que depois de estar eu, Néfi, pelo espaço de muitos dias na terra de Abundância, ouvi a voz do Senhor, dizendo: Levanta-te e vai à montanha. E aconteceu que me levantei e subi à montanha e clamei ao Senhor.

  E aconteceu que o Senhor me falou, dizendo: Tu construirás um navio da amaneira que eu te mostrarei, a fim de que eu leve o teu povo através destas águas.

  E eu disse: Senhor, aonde irei a fim de encontrar minério para fundir e fazer ferramentas, com o fito de construir o navio do modo que tu me mostraste?

  10 E aconteceu que o Senhor me disse onde eu encontraria minério para fazer ferramentas.

  11 E aconteceu que eu, Néfi, fiz um fole de peles de animais para avivar o fogo; e depois de haver feito o fole para avivar o fogo, bati duas pedras, uma contra a outra, para fazer fogo.

  12 Pois até então o Senhor não nos havia permitido fazer muito fogo, enquanto viajávamos pelo deserto, pois disse: Farei com que vossos alimentos se tornem saborosos, para que não vos seja preciso acozinhá-los.

  13 E serei também vossa luz no deserto; e aprepararei o caminho a vossa frente, se guardardes meus mandamentos; portanto, se guardardes meus mandamentos, sereis conduzidos à terra da bpromissão; e csabereis que sois conduzidos por mim.

  14 Sim, e disse também o Senhor: Depois de haverdes chegado à terra da promissão, asabereis que eu, o Senhor, sou bDeus; e que eu, o Senhor, vos salvei da destruição; sim, que vos tirei da terra de Jerusalém.

  15 Portanto eu, Néfi, esforcei-me em guardar os mandamentos do Senhor e exortei meus irmãos a serem fiéis e diligentes.

  16 E aconteceu que fiz ferramentas com o metal que fundi da rocha.

  17 E quando meus irmãos viram que eu estava prestes a aconstruir um navio, começaram a murmurar contra mim, dizendo: Nosso irmão é um tolo, pois pensa que poderá construir um navio; sim, e pensa também que poderá atravessar estas grandes águas.

  18 E assim meus irmãos se queixavam de mim e não tinham vontade de trabalhar, pois não acreditavam que eu pudesse construir um navio nem acreditavam que eu havia sido instruído pelo Senhor.

  19 E aconteceu que eu, Néfi, fiquei muito pesaroso por causa da dureza de seu coração; e então, quando viram que eu começava a ficar pesaroso, alegraram-se em seu coração, de maneira que se arejubilaram, dizendo: Sabíamos que não poderias construir um navio, pois sabíamos que não tinhas juízo; não podes, portanto, realizar uma obra tão grandiosa.

  20 E tu és como nosso pai, que é levado pelas tolas afantasias de seu coração; sim, ele tirou-nos da terra de Jerusalém e temos vagado no deserto por todos esses anos; e nossas mulheres têm trabalhado, ainda que grávidas; e tiveram filhos no deserto e suportaram todas as coisas, exceto a morte. E teria sido melhor que tivessem morrido antes de deixar Jerusalém, do que suportar todas essas aflições.

  21 Eis que temos padecido durante todos estes anos no deserto, quando poderíamos ter usufruído nossos bens e a terra de nossa herança; sim, e poderíamos ter sido felizes.

  22 E sabemos que o povo que estava na terra de Jerusalém era um povo ajusto, porque guardava os estatutos e os juízos do Senhor e todos os seus mandamentos, de acordo com a lei de Moisés; sabemos, portanto, que eles são um povo justo e nosso pai julgou-os e tirou-nos de lá, porque demos ouvidos às palavras dele; sim, e nosso irmão é semelhante a ele. E dessa maneira meus irmãos murmuravam e queixavam-se de nós.

  23 E aconteceu que eu, Néfi, lhes falei, dizendo: Credes vós que nossos pais, que eram os filhos de Israel, teriam sido tirados das mãos dos egípcios se não tivessem dado ouvidos às palavras do Senhor?

  24 Sim, e supondes vós que eles poderiam ter saído do cativeiro, se o Senhor não houvesse ordenado a Moisés que os atirasse do cativeiro?

  25 Ora, sabeis que os filhos de Israel estavam no acativeiro e sabeis que eram oprimidos com btarefas difíceis de suportar; sabeis, portanto, que deve ter sido uma coisa boa para eles haverem sido libertados do cativeiro.

  26 Ora, sabeis também que o Senhor ordenou a aMoisés que fizesse esse grande trabalho; e sabeis que, por sua bpalavra, as águas do Mar Vermelho dividiram-se para um e para outro lado; e passaram em terra seca.

  27 Sabeis, porém, que os egípcios que formavam os exércitos do Faraó afogaram-se no Mar Vermelho.

  28 E sabeis também que eles foram alimentados com amaná no deserto.

  29 Sim, e também sabeis que Moisés, por sua palavra, de acordo com o poder de Deus que estava nele, aferiu a rocha da qual jorrou água, para que os filhos de Israel matassem a sede.

  30 E, não obstante serem eles guiados, indo o Senhor seu Deus, seu Redentor, diante deles, conduzindo-os durante o dia e dando-lhes luz durante a noite e fazendo por eles tudo o que era anecessário a um homem receber, endureceram o coração e cegaram a mente e bultrajaram Moisés e o Deus vivo e verdadeiro.

  31 E aconteceu que, de acordo com sua palavra, ele os adestruiu e, de acordo com sua palavra, bguiou-os; e, de acordo com sua palavra, fez tudo por eles; e nada foi feito que não fosse por meio de sua palavra.

  32 E depois de haverem atravessado o rio Jordão, ele tornou-os poderosos, para que aexpulsassem os filhos da terra, sim, para que os dispersassem até a destruição.

  33 E agora supondes que os filhos desta terra, que estavam na terra da promissão, que foram expulsos por nossos pais, supondes vós que eram justos? Eis que vos digo: Não.

  34 Pensais que nossos pais teriam sido mais favorecidos do que eles, se eles tivessem sido justos? Eu vos digo: Não.

  35 Eis que o Senhor considera toda acarne igualmente; aquele que é bjusto é cfavorecido por Deus. Eis, porém, que esse povo havia rejeitado toda palavra de Deus e amadurecido em iniqüidade; e a plenitude da ira de Deus estava sobre eles. E o Senhor amaldiçoou a terra para eles e abençoou-a para nossos pais; sim, amaldiçoou-a para a destruição deles e abençoou-a para que nossos pais obtivessem poder sobre ela.

  36 Eis que o Senhor acriou a bTerra para que fosse chabitada; e criou seus filhos para que a habitassem.

  37 E ele alevanta uma nação justa e destrói as nações dos iníquos.

  38 E conduz os justos a aterras ricas e bdestrói os iníquos e amaldiçoa a terra por causa deles.

  39 Ele governa nas alturas dos céus, porque é seu trono; e esta Terra é o aescabelo de seus pés.

  40 E ele ama os que o tomam por seu Deus. Eis que amou nossos pais e fez aconvênios com eles, sim, com Abraão, bIsaque e cJacó; e lembrou-se dos convênios que fez; portanto, tirou-os da terra do dEgito.

  41 E afligiu-os no deserto com sua vara, porque aendureceram o coração do mesmo modo que vós; e o Senhor afligiu-os por causa de sua iniqüidade. Enviou-lhes bserpentes voadoras ardentes e, depois de mordidos, preparou um meio para que fossem ccurados; e o que tinham a fazer era olhar; e por causa da dsimplicidade do método, ou seja, da facilidade dele, houve muitos que pereceram.

  42 E endureceram o coração de tempos em tempos e aultrajarambMoisés e também Deus; não obstante, sabeis que foram conduzidos à terra da promissão por seu incomparável poder.

  43 E então, depois de todas estas coisas, chegou o tempo em que se tornaram iníquos, sim, quase totalmente; e não sei se neste dia não estão para serem destruídos; pois sei que certamente virá o dia em que serão destruídos, exceto poucos que serão levados em cativeiro.

  44 Assim, aordenou o Senhor a meu pai que partisse para o deserto; e os judeus também procuraram tirar-lhe a vida; sim, e bvós também procurastes tirar-lhe a vida. Sois, portanto, assassinos em vosso coração e sois como eles.

  45 Sois arápidos em cometer iniqüidades, porém vagarosos em lembrar-vos do Senhor vosso Deus. Haveis visto um banjo que vos falou; sim, haveis ouvido sua voz de tempos em tempos; e ele vos falou numa voz mansa e delicada, mas havíeis cperdido a sensibilidade, de modo que não pudestes perceber suas palavras; portanto, falou-vos ele com voz de trovão, o que fez tremer a terra como se fosse partir-se em pedaços.

  46 E sabeis também que, pelo apoder de sua palavra todo-poderosa, ele pode fazer com que a Terra deixe de existir; sim, e sabeis que, por sua palavra, pode fazer com que os lugares acidentados sejam aplainados e os lugares planos sejam fragmentados. Oh! então, como podeis ter o coração tão duro?

  47 Eis que minha alma está despedaçada por vossa causa e meu coração sofre; temo que sejais rejeitados para sempre. Eis que estou acheio do Espírito de Deus, de modo que meu corpo bnão tem forças.

  48 E então aconteceu que, depois de eu ter dito estas palavras, iraram-se contra mim e tiveram desejo de lançar-me nas profundezas do mar; e quando se aproximaram para deitar-me as mãos, falei-lhes, dizendo: Em nome do Deus Todo-Poderoso, ordeno-vos que não me atoqueis, porque estou cheio do bpoder de Deus a ponto de consumir-me a carne; e quem me deitar as mãos cdefinhará como uma cana seca e será como nada diante do poder de Deus, porque Deus o ferirá.

  49 E aconteceu que eu, Néfi, lhes disse que não mais deveriam murmurar contra seu pai nem deveriam recusar-me o seu trabalho, pois Deus havia ordenado que eu construísse um navio.

  50 E disse-lhes: aSe Deus me tivesse ordenado que fizesse todas as coisas, poderia fazê-las. Se ele me ordenasse que dissesse a esta água: Converte-te em terra, ela se converteria; e se eu o dissesse, assim seria feito.

  51 Ora, se o Senhor possui tão grande poder e fez tantos milagres entre os filhos dos homens, por que não pode aensinar-me a construir um navio?

  52 E aconteceu que eu, Néfi, disse muitas coisas a meus irmãos, de modo que ficaram confundidos e não puderam contender comigo; nem se atreveram a deitar-me as mãos nem a tocar-me com os dedos por muitos dias. Ora, não se atreveram a fazer isso para não definharem diante de mim, tão poderoso era o aEspírito de Deus; e assim agiu sobre eles.

  53 E aconteceu que o Senhor me disse: Estende outra vez a mão para teus irmãos e eles não definharão diante de ti, mas eu os sacudirei, diz o Senhor, e isto farei para que saibam que sou o Senhor seu Deus.

  54 E aconteceu que eu estendi a mão para meus irmãos e eles não definharam diante de mim; mas o Senhor sacudiu-os, de acordo com o que dissera.

  55 E então eles disseram: Temos certeza de que o Senhor está contigo, pois sabemos que foi o poder do Senhor que nos sacudiu. E prostraram-se diante de mim e estavam prestes a aadorar-me, mas eu não o permiti, dizendo: Eu sou vosso irmão, sim, vosso irmão mais jovem; adorai, pois, ao Senhor vosso Deus e honrai vosso pai e vossa mãe, para que os vossos bdias sejam prolongados na terra que o Senhor vosso Deus vos dará.