Capítulo 21

O Messias será uma luz para os gentios e libertará os prisioneiros — Israel será reunida com poder nos últimos dias — Reis serão seus aios — Comparar com Isaías 49. Aproximadamente 588–570 a.C.

 E outra vez: Escutai, ó vós, casa de Israel, todos vós que fostes separados e expulsos por causa da iniquidade dos pastores de meu povo; sim, todos vós que estais separados, que estais dispersos no estrangeiro, que sois de meu povo, ó casa de Israel. Escutai-me, ó ailhas, e dai ouvidos, ó povos blongínquos; o Senhor chamou-me desde o ventre; desde as entranhas de minha mãe fez menção ao meu nome.

 E ele fez a minha boca como uma espada afiada; escondeu-me na sombra da sua mão e fez-me como uma flecha polida; escondeu-me na sua aljava;

 E disse-me: Tu és meu aservo, ó Israel, em quem serei glorificado.

 Eu disse: Trabalhei em vão; despendi a minha força em vão e sem proveito; certamente o meu julgamento está com o Senhor, e o meu trabalho, com o meu Deus.

 E agora, diz o Senhor — que me aformou desde o ventre para ser seu servo, para trazer-lhe novamente Jacó — mesmo que Israel não esteja reunido, serei glorificado perante os olhos do Senhor, e o meu Deus será a minha força.

 E ele disse: Pouco é que sejas o meu servo, para levantar as atribos de Jacó e restaurar os preservados de Israel. E dar-te-ei também por bluz aos cgentios, para seres a minha salvação até os confins da Terra.

 Assim diz o Senhor, o Redentor de Israel, o seu Santo, àquele a quem os homens desprezam, a quem as nações abominam, ao servo de governantes: Por causa do Senhor, que é fiel, reis verão e levantar-se-ão, príncipes também adorarão.

 Assim diz o Senhor: Na ocasião propícia vos ouvi, ó ilhas do mar, e no dia da salvação vos ajudei; e eu vos preservarei e dar-vos-ei ameu servo por convênio do povo, para estabelecer a terra e para fazer herdar as desoladas herdades.

 Para dizeres aos apresos: Saí! E aos que estão na bescuridão: Mostrai-vos! Eles serão alimentados nos caminhos, e os seus cpastos serão em todos os lugares altos.

 10 Não terão fome nem sede, nem o calor nem o sol os afligirão; pois aquele que tem misericórdia deles os conduzirá, sim, junto aos mananciais das águas guiá-los-á.

 11 E farei de todas as minhas montanhas um caminho, e as minhas averedas serão exaltadas.

 12 E então, ó casa de Israel, eis que aestes virão de longe; e eis que estes, do norte e do ocidente; e estes, da terra de Sinim.

 13 aCantai, ó céus; e alegra-te, ó Terra, pois estabelecer-se-ão os pés dos que estão no oriente; cantai, ó montanhas, pois eles não mais serão feridos; porque o Senhor consolou o seu povo e dos seus aflitos compadecer-se-á.

 14 Mas eis que Sião disse: O Senhor abandonou-me e o meu Senhor esqueceu-se de mim — ele, porém, mostrará que não é assim.

 15 Pois pode uma amulher se esquecer tanto do seu filho que está amamentando, que não sinta compaixão do filho do seu ventre? Sim, pode besquecer; eu, porém, não te esquecerei, ó casa de Israel.

 16 Eis que te tenho gravada nas apalmas de minhas mãos; os teus muros estão continuamente diante de mim.

 17 Teus filhos precipitar-se-ão contra os teus destruidores, e os que te aassolaram fugirão de ti.

 18 Alça os teus olhos ao redor e olha; todos estes se aajuntam e virão a ti. E como vivo, diz o Senhor, de todos eles te vestirás, como com um adorno; e te cingirás deles como uma noiva.

 19 Porque os teus desertos e os teus lugares solitários e a terra da tua destruição serão ainda agora bem pequenos por causa dos habitantes; e os que te tragaram estarão longe.

 20 Os filhos que tiveres, depois de haveres perdido o primeiro, dirão novamente aos teus ouvidos: O lugar é muito estreito para mim; dá-me lugar para habitar.

 21 aDirás, pois, no teu coração: Quem me concebeu estes, sabendo que eu havia perdido os meus filhos e que estou bsolitária, cativa e errante de um para outro lado? E quem criou estes? Eis que fui deixada sozinha; e estes, onde estavam?

 22 Assim diz o Senhor Deus: Eis que levantarei a minha mão para os agentios e levantarei o meu bestandarte para o povo; e eles trarão os teus filhos nos seus cbraços e as tuas filhas serão carregadas nos seus ombros.

 23 E areis serão os teus baios, e as suas rainhas serão as tuas amas; e inclinar-se-ão diante de ti, com o rosto para o solo, e lamberão o pó dos teus pés, e saberás que eu sou o Senhor; pois não serão envergonhados os que cconfiam em mim.

 24 Tirar-se-á, pois, a presa dos fortes ou libertar-se-ão os acativos legítimos?

 25 Assim, porém, diz o Senhor: Até os cativos serão tirados dos fortes e a presa do terrível será liberta; porque contenderei com os que contenderem contigo e salvarei os teus filhos.

 26 aAlimentarei os teus opressores com a sua própria carne; serão embriagados com o seu próprio sangue, como se fosse vinho doce; e toda carne bsaberá que eu, o Senhor, sou o teu Salvador e o teu Redentor, o cPoderoso de Jacó.