Capítulo 12

Isaías vê o templo dos últimos dias, a coligação de Israel e o julgamento e a paz do milênio — Os orgulhosos e iníquos serão humilhados na segunda vinda — Comparar com Isaías 2. Aproximadamente 559–545 a.C.

 A avisão de bIsaías, filho de Amós, a respeito de Judá e de Jerusalém:

 E acontecerá nos últimos dias, quando o amonte da bcasa do Senhor for estabelecido no cume dos cmontes e se exalçar acima dos outeiros e concorrerem a ele todas as nações.

 E irão muitos povos e dirão: Vinde, subamos ao monte do Senhor, à casa do Deus de Jacó; e ele nos ensinará os seus caminhos, e aandaremos nas suas veredas; porque de Sião sairá a blei, e de Jerusalém, a palavra do Senhor.

 E ele ajulgará as nações e repreenderá muitos povos; e converterão as suas espadas em enxadas e as suas lanças em foices — não levantará espada nação contra nação nem aprenderão mais a guerrear.

 Vinde, ó casa de Jacó, e andemos na luz do Senhor; sim, vinde, pois vós todos vos adesviastes, cada um para seus caminhos iníquos.

 Portanto, tu, ó Senhor, desamparaste o teu povo, a casa de Jacó; porque aestão cheios de costumes do oriente e dão ouvidos aos adivinhos como os bfilisteus; e cassociam-se com os filhos de estranhos.

 Sua terra também está cheia de prata e ouro, não têm fim os seus tesouros; também está cheia a sua terra de cavalos e os seus carros não têm fim.

 Também está cheia a sua terra de aídolos; adoram a obra das suas mãos, aquilo que fabricaram os seus dedos.

 E o malvado não se ainclina e o grande não se humilha; portanto, não o perdoes.

 10 Ó iníquos, entrai na rocha e aescondei-vos no pó, porque o temor do Senhor e a glória da sua majestade vos ferirão.

 11 E acontecerá que os olhares altivos dos homens serão humilhados e a altivez dos varões será abatida; e só o Senhor será exaltado naquele dia.

 12 Pois o adia do Senhor dos Exércitos logo virá a todas as nações; sim, a todas; sim, ao bsoberbo e altivo e a todo o que se exalta; e ele será humilhado.

 13 Sim, e o dia do Senhor virá a todos os cedros do Líbano, porque são altos e imponentes; e a todos os carvalhos de Basã.

 14 E a todos os montes altos e a todos os outeiros; e a todas as nações que se exaltam e a todos os povos.

 15 E a toda torre alta e a todo muro reforçado.

 16 E a todos os navios do amar e a todos os navios de Társis e a todos os cenários agradáveis.

 17 E a altivez do homem será abatida, humilhada será a sua soberba; e só o Senhor será exaltado anaquele dia.

 18 E os ídolos ele totalmente abolirá.

 19 E meter-se-ão nos buracos das rochas e nas cavernas da terra, porque o temor do Senhor virá sobre eles; e a glória da sua majestade feri-los-á quando ele se levantar para sacudir terrivelmente a terra.

 20 Naquele dia um homem alançará às toupeiras e aos morcegos os seus ídolos de prata e os seus ídolos de ouro, que fez para ele próprio adorar;

 21 Para entrar pelas fendas das rochas e pelos cumes dos penhascos, porque o temor do Senhor virá sobre eles; e a majestade da sua glória feri-los-á quando ele se levantar para sacudir terrivelmente a terra.

 22 aAfastai-vos do homem cujo fôlego está no seu nariz; pois em que deve ele ser estimado?