CAPÍTULO 26

Cristo exercerá seu ministério entre os nefitas—Néfi prevê a destruição de seu povo—Eles falarão desde o pó—Os gentios edificarão falsas igrejas e farão combinações secretas—O Senhor proíbe aos homens o uso de artimanhas sacerdotais. Aproximadamente 559–545 a.C.

  E depois de haver Cristo aressuscitado dentre os mortos, baparecerá a vós, meus filhos e meus amados irmãos; e as palavras que ele vos disser serão a clei que devereis cumprir.

  Pois eis que em verdade vos digo: Vi que muitas gerações se hão de passar e haverá grandes guerras e contendas entre meu povo.

  E depois que o Messias vier, meu povo receberá asinais de seu bnascimento e também de sua morte e ressurreição; e aquele dia será grande e terrível para os iníquos, porque perecerão; e perecem porque expulsam os profetas e os santos e apedrejam-nos e matam; portanto o clamor do csangue dos santos subirá da terra a Deus, contra eles.

  Portanto todos os orgulhosos e os que praticam iniqüidade serão aqueimados naquele dia, diz o Senhor dos Exércitos, porque serão como restolho.

  E os que matam os profetas e os santos serão atragados pelas profundezas da terra, diz o Senhor dos Exércitos; e bmontanhas cobri-los-ão e redemoinhos hão de carregá-los e edifícios cairão sobre eles, despedaçando-os e reduzindo-os a pó.

  E serão visitados por trovões e relâmpagos e terremotos e toda espécie de destruição, porque o fogo da ira do Senhor estará aceso contra eles e serão como restolho; e o dia que há de vir os consumirá, diz o Senhor dos Exércitos.

  Oh! A dor e a angústia de minha alma pela perda daqueles de meu povo que serão mortos! Pois eu, Néfi, vi essa perda e ela quase me consome na presença do Senhor; devo porém clamar a meu Deus: Teus caminhos são ajustos.

  Mas eis que os justos, que dão ouvidos às palavras dos profetas e não os matam, mas que esperam em Cristo com firmeza os sinais que serão dados, apesar de toda aperseguição—eis que esses são os que bnão perecerão.

  Mas o Filho da Retidão aaparecer-lhes-á e bcurá-los-á; e eles terão cpaz com ele, até que dtrês gerações se tenham passado e muitos da equarta geração hajam terminado seus dias em retidão.

  10 E depois que estas coisas tiverem acontecido, uma rápida adestruição advirá a meu povo; pois apesar dos sofrimentos de minha alma, eu a vi; sei portanto que acontecerá; e eles vendem-se por nada; pois como recompensa de seu orgulho e de sua insensatez, hão de colher destruição; pois já que cedem ao diabo e escolhem obras de trevas em lugar de luz, devem portanto ir para o binferno.

  11 Pois o Espírito do Senhor não tentará ainfluenciar para sempre o homem. E quando o Espírito cessa de tentar influenciar o homem, advém rápida destruição; e isto me aflige a alma.

  12 E como falei a respeito de os ajudeus serem bconvencidos de que Jesus é o cverdadeiro Cristo, é necessário que os gentios também sejam convencidos de que Jesus é o Cristo, o Eterno Deus;

  13 E de que se manifesta a todos os que nele crêem, pelo poder do aEspírito Santo; sim, a toda nação, tribo, língua e povo, fazendo grandes milagres, sinais e maravilhas no meio dos filhos dos homens, de acordo com sua fé.

  14 Mas eis que eu vos profetizo a respeito dos aúltimos dias; sobre os dias em que o Senhor Deus brevelar estas coisas aos filhos dos homens.

  15 Depois que os meus descendentes e os descendentes de meus irmãos houverem degenerado, caindo na incredulidade, e sido afligidos pelos gentios, sim, depois que o Senhor Deus os houver cercado com o seu arraial e sitiado com baluartes e levantado fortalezas contra eles; e depois de haverem sido lançados no pó até deixarem de existir, as palavras dos justos ainda serão escritas e as orações dos fiéis, ouvidas; e todos os que caíram na incredulidade não serão esquecidos.

  16 Pois os que forem destruídos afalar-lhes-ão da terra e sua fala será fraca desde o pó e a sua voz será como a de alguém que evoca espíritos; pois o Senhor Deus dar-lhe-á poder para sussurrar a respeito deles, como se fosse da terra; e sua fala sussurrará desde o pó.

  17 Pois assim diz o Senhor Deus: aEscreverão as coisas que serão feitas no meio deles e serão escritas e seladas num livro; e os que tiverem degenerado, caindo na incredulidade, não as terão, porque bprocuram destruir as coisas de Deus.

  18 Portanto, como os que foram destruídos, foram destruídos rapidamente; e a multidão de seus terríveis será como o arestolho que desaparece—assim, pois, diz o Senhor Deus: Será num instante, repentinamente.

  19 E acontecerá que os que degenerarem, caindo na incredulidade, serão aafligidos pela mão dos gentios.

  20 E os gentios ensoberbecem-se no aorgulho de seus olhos e btropeçam por causa da sua grande cpedra de tropeço, de modo que constroem muitas digrejas; não obstante, menosprezam o poder e os milagres de Deus e pregam a si mesmos sua própria sabedoria e seu próprio econhecimento, a fim de obter lucro e foprimir os pobres.

  21 E há muitas igrejas edificadas que provocam ainveja e contendas e malevolência.

  22 E há também acombinações secretas, como nos tempos passados, segundo as combinações do diabo, pois ele é o fundador de todas estas coisas; sim, o fundador do homicídio e das obras de trevas; sim, e guia-os pelo pescoço com um cordel de linho, até amarrá-los para sempre com suas cordas fortes.

  23 Pois eis que, meus amados irmãos, eu vos digo que o Senhor Deus não trabalha em trevas.

  24 Ele nada faz que não seja em benefício do mundo; porque aama o mundo a ponto de entregar sua própria vida para atrair a si btodos os homens. Portanto a ninguém ordena que não participe de sua salvação.

  25 Eis que clama ele a alguém, dizendo: Afasta-te de mim? Eis que vos digo: Não; mas ele diz: aVinde a mim todos vós, extremos da Terra, bcomprai leite e mel sem dinheiro e sem preço.

  26 Eis que mandou ele que alguém saísse das sinagogas, ou melhor, das casas de adoração? Eis que vos digo: Não.

  27 Ordenou ele a alguém que não participasse de sua asalvação? Eis que vos digo: Não; mas bdeu-a gratuitamente a todos os homens e ordenou a seu povo que persuadisse todos os homens a se carrependerem.

  28 Eis que ordenou o Senhor a alguém que não participasse de sua bondade? Eis que vos digo: Não; mas atodo homem tem tanto privilégio quanto qualquer outro e nenhum é excluído.

  29 Ele ordena que não haja aartimanhas sacerdotais; pois eis que artimanha sacerdotal é o homem pregar e estabelecer-se como uma luz para o mundo, a fim de obter lucros e blouvor do mundo; não procura, porém, o bem-estar de Sião.

  30 Eis que o Senhor proibiu isto; portanto deu o Senhor Deus um mandamento de que todos os homens tenham acaridade; e a caridade é bamor. E se não têm caridade, nada são. Portanto, se tivessem caridade, não permitiriam que o trabalhador de Sião perecesse.

  31 Mas o trabalhador de aSião trabalhará por Sião; porque, se trabalhar por bdinheiro, perecerá.

  32 E novamente o Senhor Deus aordenou que os homens não cometam assassínio; que não mintam; que não roubem; que não tomem o nome do Senhor seu Deus em bvão; que não sintam inveja; que não tenham malícia; que não disputem uns com os outros; que não cometam libertinagem; e que não façam qualquer destas coisas, porque quem as fizer perecerá.

  33 Pois nenhuma destas iniqüidades vem do Senhor, porque ele faz o que é bom para os filhos dos homens; e não faz coisa alguma que não seja clara para os filhos dos homens; e convida todos a virem a ele e a participarem de sua bondade; e não arepudia quem quer que o procure, negro e branco, escravo e livre, homem e mulher; e lembra-se dos bpagãos; e ctodos são iguais perante Deus, tanto judeus como gentios.