CAPÍTULO 32

Anjos falam pelo poder do Espírito Santo—Os homens devem orar e obter do Espírito Santo conhecimento para si mesmos. Aproximadamente 559–545 a.C.

  E agora eis que, meus amados irmãos, suponho que meditais em vosso coração sobre o que deveis fazer, depois de haverdes entrado pelo caminho. Mas por que ponderais sobre estas coisas em vosso coração?

  Não vos lembrais de que eu vos disse que depois de haverdes arecebido o Espírito Santo poderíeis falar a blíngua de anjos? E então, como poderíeis falar a língua de anjos se não fosse pelo Espírito Santo?

  Os aanjos falam pelo poder do Espírito Santo; falam, portanto, as palavras de Cristo. Por isto eu vos disse: bBanqueteai-vos com as palavras de Cristo; pois eis que as palavras de Cristo vos dirão todas as coisas que deveis fazer.

  Portanto, agora que vos disse estas palavras, se não as puderdes compreender será porque não apedis nem bateis; de modo que não sereis levados para a luz, mas perecereis na escuridão.

  Pois eis que vos digo novamente que, se entrardes pelo caminho e receberdes o Espírito Santo, ele vos mostrará todas as coisas que deveis fazer.

  Eis que esta é a doutrina de Cristo e nenhuma doutrina mais será dada até depois de ele se amanifestar a vós na carne. E quando ele se manifestar na carne, devereis fazer as coisas que ele vos disser.

  E agora eu, Néfi, não posso dizer mais; o Espírito encerra a minha fala e só me resta lamentar a aincredulidade e a iniqüidade e a ignorância e a obstinação dos homens; porque não procuram conhecimento nem compreendem grande conhecimento, quando lhe é dado com bclareza, sim, tão claramente quanto o podem ser as palavras.

  E agora, meus amados irmãos, percebo que ainda meditais em vosso coração; e é-me doloroso falar-vos sobre isso. Porque, se désseis ouvidos ao Espírito que ensina o homem a aorar, saberíeis que deveis orar; porque o bespírito mau não ensina o homem a orar, mas ensina-lhe que não deve orar.

  Mas eis que vos digo que deveis aorar sempre e não desfalecer; e nada deveis fazer para o Senhor sem antes orar ao Pai, em bnome de Cristo, para que ele consagre para vós a vossa ação, a fim de que a vossa ação seja para o cbem-estar de vossa alma.