CAPÍTULO 33

As palavras de Néfi são verdadeiras—Elas testificam de Cristo—Aqueles que crêem em Cristo crerão nas palavras de Néfi, as quais serão como uma testemunha diante do tribunal. Aproximadamente 559–545 a.C.

  E agora eu, Néfi, não posso escrever todas as coisas que foram ensinadas a meu povo; nem sou apoderoso no escrever como o sou no falar; porque quando um homem bfala pelo poder do Espírito Santo, o poder do Espírito Santo leva as suas palavras ao coração dos filhos dos homens.

  Mas eis que muitos há que aendurecem o coração contra o Santo Espírito, de modo que neles não encontra espaço; portanto lançam fora muitas coisas que estão escritas e consideram-nas sem importância.

  Mas eu, Néfi, escrevi o que escrevi e considero-o de grande avalor, especialmente para o meu povo. Porque boro por eles continuamente durante o dia e meus olhos molham meu travesseiro durante a noite por causa deles; e clamo a meu Deus com fé e sei que ele ouvirá o meu clamor.

  E sei que o Senhor Deus consagrará minhas orações para o bem de meu povo. E as palavras que escrevi em fraqueza tornar-se-ão afortes para eles; porque os bpersuadem a fazer o bem; fazem com que saibam a respeito de seus pais; e falam de Jesus, persuadindo-os a acreditar nele e a perseverar até o fim, que é vida ceterna.

  E falam aasperamente contra o pecado, segundo a bclareza da verdade; portanto nenhum homem se zangará com as palavras que escrevi, a não ser que ele seja do espírito do diabo.

  Glorio-me na clareza; glorio-me na verdade; glorio-me em meu Jesus, pois aredimiu minha alma do inferno.

  Tenho acaridade para com meu povo e grande fé em Cristo de que encontrarei muitas almas sem mancha no seu tribunal.

  Tenho caridade para com os ajudeus—digo judeus, porque me refiro àqueles de onde vim.

  Tenho também caridade para com os agentios; mas eis que não posso ter esperança por nenhum deles, a não ser que se breconciliem com Cristo e entrem pela porta capertada e dandem no caminho eestreito, que leva à vida, e continuem no caminho até o fim do dia de provação.

  10 E agora, meus amados irmãos, e também judeus e todos vós, confins da Terra, dai ouvidos a estas palavras e aacreditai em Cristo; e se não acreditardes nestas palavras, acreditai em Cristo. E se acreditardes em Cristo, acreditareis nestas bpalavras, porque são as cpalavras de Cristo e ele deu-as a mim; e elas densinam a todos os homens que devem fazer o bem.

  11 E se elas não são as palavras de Cristo, julgai vós—porque no último dia Cristo vos mostrará, com apoder e grande glória, que são suas palavras; e vós e eu estaremos face a face ante o seu btribunal e sabereis que ele me mandou escrever estas coisas, apesar de minha fraqueza.

  12 E oro ao Pai, em nome de Cristo, para que muitos de nós, senão todos, sejamos salvos no seu areino no grande e último dia.

  13 E agora, meus amados irmãos, todos os que são da casa de Israel e todos vós, confins da Terra, falo-vos com a voz de quem aclama do pó: Adeus, até que chegue aquele grande dia.

  14 E vós outros, que não quereis participar da bondade de Deus nem respeitar as apalavras dos judeus nem tampouco minhas bpalavras nem as que sairão da boca do Cordeiro de Deus, eis que vos dou um eterno adeus, porque estas palavras vos ccondenarão no último dia.

  15 Porque o que eu selo na Terra será apresentado contra vós no atribunal; porque assim me ordenou o Senhor e devo obedecer. Amém.