CAPÍTULO 20

Jesus milagrosamente provê pão e vinho e torna a administrar o sacramento ao povo—Os remanescentes de Jacó conhecerão o Senhor seu Deus e herdarão as Américas—Jesus é o profeta semelhante a Moisés e os nefitas são filhos dos profetas—Outros do povo do Senhor serão reunidos em Jerusalém. Aproximadamente 34 d.C.

  E aconteceu que ele ordenou à multidão e também a seus discípulos que cessassem de orar. E ordenou que não cessassem de aorar em seu coração.

  E ordenou-lhes que se levantassem e ficassem de pé. E levantaram-se e ficaram de pé.

  E aconteceu que ele novamente partiu o pão e abençoou-o e deu-o aos discípulos, para que comessem.

  E depois de haverem comido, ordenou-lhes que partissem o pão e dessem-no à multidão.

  E depois de terem dado à multidão, ele também lhes deu vinho para beber e ordenou que dessem à multidão.

  Ora, nem os discípulos nem a multidão haviam levado apão ou vinho;

  Mas ele verdadeiramente lhes adeu pão para comer e vinho para beber.

  E disse-lhes: Aquele que acome este pão, come do meu corpo para a sua alma; e aquele que bebe deste vinho, bebe do meu sangue para a sua alma; e sua alma nunca terá fome nem sede, mas ficará satisfeita.

  Ora, depois de toda a multidão ter comido e bebido, eis que ficaram cheios do Espírito; e clamaram a uma só voz e deram glória a Jesus, a quem viram e ouviram.

  10 E aconteceu que depois de todos terem dado glória a Jesus, ele disse-lhes: Eis que agora cumpro o mandamento que o Pai me deu, concernente a este povo, que é um remanescente da casa de Israel.

  11 Vós vos lembrais de que eu vos falei e disse que quando as apalavras de bIsaías fossem cumpridas—eis que elas estão escritas e vós as tendes perante vós; portanto, examinai-as—

  12 Em verdade, em verdade vos digo que quando elas forem cumpridas, cumprir-se-á então o aconvênio que o Pai fez com seu povo, ó casa de Israel.

  13 E então os aremanescentes que estiverem bdispersos pela face da Terra serão creunidos do leste e do oeste, do sul e do norte; e terão dconhecimento do Senhor seu Deus que os redimiu.

  14 E o Pai ordenou-me que vos desse esta aterra por herança.

  15 E digo-vos que se os gentios não se aarrependerem depois da bênção que receberão após haverem dispersado meu povo—

  16 Então vós, que sois um remanescente da casa de Jacó, ireis para o meio deles; e estareis no meio deles, que serão muitos; e sereis entre eles como o leão entre os animais da floresta ou como um filho de aleão entre os rebanhos de ovelhas que, se passa no meio, bpisa-as e despedaça-as e ninguém as pode livrar.

  17 Tua mão será levantada contra teus adversários e todos os teus inimigos serão dizimados.

  18 E eu areunirei meu povo como um homem reúne seus feixes na eira.

  19 Pois farei meu povo, com quem o Pai fez convênio, sim, farei de ferro os teus achifres e farei de bronze os teus cascos; e esmiuçarás muitos povos; e o seu ganho eu consagrarei ao Senhor e, seus bens, ao Senhor de toda a Terra. E eis que eu sou aquele que o faz.

  20 E acontecerá, diz o Pai, que a aespada de minha justiça penderá sobre eles nesse dia; e a não ser que se arrependam, ela cairá sobre eles, diz o Pai, sim, sobre todas as nações dos gentios.

  21 E acontecerá que eu estabelecerei meu apovo, ó casa de Israel!

  22 E eis que estabelecerei este povo nesta terra, em cumprimento ao aconvênio que fiz com Jacó, vosso pai, e será uma bNova Jerusalém. E os poderes dos céus estarão no meio deste povo, sim, até ceu estarei no meio de vós.

  23 Eis que eu sou aquele de quem Moisés falou, dizendo: O Senhor vosso Deus levantará para vós, dentre vossos irmãos, aum profeta semelhante a mim; ouvi-lo-eis em todas as coisas que ele vos disser. E acontecerá que toda alma que não quiser ouvir esse profeta será afastada do meio do povo.

  24 Em verdade vos digo, sim, e atodos os profetas, desde Samuel e os que vieram depois, todos os que falaram, deram testemunho de mim.

  25 E eis que vós sois os filhos dos profetas; e vós sois da casa de Israel; e vós sois do aconvênio que o Pai fez com vossos antepassados, dizendo a Abraão: E bem tua semente serão benditas todas as famílias da Terra.

  26 O Pai ressuscitou-me para vir primeiramente a vós e enviou-me para abençoar-vos, adesviando cada um de vós de vossas iniqüidades; e isto porque sois os filhos do convênio—

  27 E depois que tiverdes sido abençoados, então o Pai cumprirá o convênio que fez com Abraão, dizendo: aEm tua semente serão benditas todas as famílias da Terra—com o derramamento do Espírito Santo sobre os gentios, por meu intermédio, bênção essa que fará com que os bgentios se tornem mais fortes que todos, a ponto de dispersarem o meu povo, ó casa de Israel.

  28 E eles serão como um aaçoite para o povo desta terra. Não obstante, quando tiverem recebido a plenitude do meu evangelho, se então endurecerem o coração contra mim, farei com que suas iniqüidades lhes caiam sobre a própria cabeça, diz o Pai.

  29 E alembrar-me-ei do convênio que fiz com meu povo; e com eles fiz o convênio de que os breuniria em meu próprio e devido tempo, que novamente lhes daria a cterra de seus pais como herança, a qual é a terra de dJerusalém, terra que lhes foi prometida para sempre, diz o Pai.

  30 E eis que chegará o dia em que a plenitude do meu evangelho lhes será pregada.

  31 E acrerão em mim, que eu sou Jesus Cristo, o Filho de Deus; e orarão ao Pai em meu nome.

  32 Então suas asentinelas alçarão a voz e juntamente cantarão; porque verão olho a olho.

  33 Então o Pai os reunirá novamente e dar-lhes-á Jerusalém como terra de sua herança.

  34 Aí, rejubilar-se-ão— aCantai juntamente, lugares desolados de Jerusalém; porque o Pai consolou o seu povo, remiu a Jerusalém!

  35 O Pai desnudou seu santo braço perante os olhos de todas as nações; e todos os confins da Terra verão a salvação do Pai; e o Pai e eu somos um.

  36 E então acontecerá o que está escrito: aDesperta, desperta outra vez, veste-te da tua fortaleza, ó Sião; veste-te dos teus vestidos formosos, ó Jerusalém, cidade santa; porque nunca mais entrará em ti nem incircunciso nem imundo!

  37 Sacode-te do pó; levanta-te e assenta-te, ó Jerusalém: solta-te das ligaduras de teu pescoço, ó cativa filha de Sião.

  38 Pois assim diz o Senhor: Por nada vos vendestes e sem dinheiro sereis resgatados.

  39 Em verdade, em verdade vos digo que meu povo conhecerá meu nome; sim, naquele dia saberão que eu sou o que fala.

  40 E aí eles dirão: aQuão belos são sobre os montes os pés do que anuncia boas novas, que bproclama a paz, que anuncia o bem, que proclama a salvação; que diz a Sião: O teu Deus reina!

  41 E então um grito soará: aRetirai-vos, retirai-vos, saí daí, não toqueis em coisa bimunda; saí do meio dela; cpurificai-vos, os que levais os vasos do Senhor!

  42 Porque anão saireis apressadamente nem vos ireis fugindo; pois o Senhor irá diante de vós e o Deus de Israel será a vossa retaguarda.

  43 Eis que o meu servo operará com prudência; será exaltado e louvado e posto nas alturas.

  44 Como pasmaram muitos à vista de ti—seu parecer estava tão desfigurado, mais do que qualquer homem; e sua figura, mais do que os filhos dos homens—

  45 Assim aborrifará muitas nações; os reis fecharão a boca por causa dele, porque aquilo que não lhes foi anunciado, verão; e aquilo que não ouviram, considerarão.

  46 Em verdade, em verdade vos digo que todas essas coisas seguramente hão de acontecer, assim como o Pai me ordenou. Então este convênio que o Pai fez com seu povo será cumprido; e então aJerusalém será novamente habitada por meu povo e será a terra de sua herança.