CAPÍTULO 29

O aparecimento do Livro de Mórmon é um sinal de que o Senhor começou a coligar Israel e a cumprir seus convênios—Os que rejeitarem suas revelações e dons dos últimos dias serão amaldiçoados. Aproximadamente 34–35 d.C.

  E agora eis que vos digo que quando o Senhor, em sua sabedoria, julgar conveniente que estas palavras acheguem aos gentios, segundo sua promessa, então sabereis que o bconvênio que o Pai fez com os filhos de Israel, relativo a sua volta às terras de sua herança, já está começando a ser cumprido.

  E sabereis que as palavras do Senhor, proferidas pelos santos profetas, serão todas cumpridas; e não tendes que dizer que o Senhor aretarda a sua vinda aos filhos de Israel.

  E não tendes que imaginar em vosso coração que as palavras que foram ditas são vãs, pois eis que o Senhor se lembrará do convênio que fez com seu povo da casa de Israel.

  E quando virdes estas palavras aparecendo no meio de vós, não tereis mais necessidade de desdenhar as obras do Senhor, porque a aespada de sua bjustiça está em sua mão direita; e eis que, nesse dia, se desdenhardes as suas obras, ele fará com que ela prontamente vos alcance.

  aAi daquele que bdesdenha as obras do Senhor; sim, ai daquele que cnega o Cristo e suas obras!

  Sim, aai daquele que nega as revelações do Senhor e que diz que o Senhor não se manifesta mais por meio de revelação nem por profecia nem por bdons nem por línguas nem por curas nem pelo poder do Espírito Santo!

  Sim, e ai daquele que disser, naquele dia, a fim de obter alucro, que bnenhum milagre pode haver, realizado por Jesus Cristo; porque o que fizer isso se tornará como o cfilho de perdição, para o qual não houve misericórdia, segundo a palavra de Cristo.

  Sim, e já não tendes que azombar nem bdesdenhar nem escarnecer dos cjudeus nem de nenhum dos remanescentes da casa de Israel; pois eis que o Senhor se lembra de seu convênio com eles; e procederá com eles de acordo com o que jurou.

  Portanto não deveis supor que vos será possível virar a mão direita do Senhor para a esquerda, a fim de que ele não execute julgamento em cumprimento do convênio que fez com a casa de Israel.