CAPÍTULO 5

Os nefitas arrependem-se e abandonam seus pecados—Mórmon escreve a história de seu povo e declara-lhes a palavra eterna—Israel será reunida após longa dispersão. Aproximadamente 22–26 d.C.

  E então eis que não havia uma só alma, entre todos os nefitas, que tivesse a menor dúvida quanto às palavras proferidas por todos os santos profetas; pois todos sabiam ser necessário que elas se cumprissem.

  E sabiam que era necessário que Cristo tivesse vindo, por causa dos muitos sinais que haviam sido dados segundo as palavras dos profetas; e em virtude das coisas que já haviam acontecido, sabiam que era necessário que se cumprissem todas as coisas, conforme anunciadas.

  Por conseguinte abandonaram todos os seus pecados e suas abominações e suas libertinagens e serviram a Deus com toda diligência, dia e noite.

  E então aconteceu que depois de haverem aprisionado os ladrões, não tendo deixado escapar um só dos que não tinham sido mortos, lançaram seus prisioneiros na prisão e fizeram com que a palavra de Deus lhes fosse pregada; e todos os que se arrependeram de seus pecados e fizeram convênio de não mais cometer homicídios, foram postos em aliberdade.

  Todos os que não fizeram convênio, porém, e que continuaram a ter no coração aqueles assassinatos secretos, sim, todos os que continuaram proferindo ameaças contra seus irmãos, foram condenados e punidos de conformidade com a lei.

  E assim acabaram com todas essas combinações iníquas e secretas e abomináveis, pelas quais tantas iniqüidades e tantos assassinatos foram cometidos.

  E assim se passou o avigésimo segundo ano e também o vigésimo terceiro ano e o vigésimo quarto e o vigésimo quinto; e assim se passaram vinte e cinco anos.

  E haviam sucedido muitas coisas que, aos olhos de alguns, seriam grandes e maravilhosas; não obstante, todas elas não podem ser escritas neste livro; sim, este livro não pode conter nem a acentésima parte do que aconteceu entre tanta gente no espaço de vinte e cinco anos;

  Mas eis que existem outros aregistros que contêm todos os feitos deste povo; e uma narração mais curta, porém verdadeira, foi feita por Néfi.

  10 Por conseguinte fiz meu registro dessas coisas segundo o registro de Néfi, que foi gravado nas placas chamadas placas de Néfi.

  11 E eis que faço o relato em placas que preparei com minhas próprias mãos.

  12 E eis que me chamo aMórmon, por causa da bterra de Mórmon, a terra onde Alma organizou a igreja entre o povo, sim, a primeira igreja que foi organizada entre eles depois de sua transgressão.

  13 Eis que sou discípulo de Jesus Cristo, o Filho de Deus. Fui por ele chamado para anunciar sua palavra ao povo, a fim de que tenham vida eterna.

  14 E tornou-se necessário que eu, de acordo com a vontade de Deus de que as orações dos que morreram, que eram santos, fossem cumpridas segundo sua fé, fizesse um aregistro das coisas que aconteceram—

  15 Sim, um pequeno registro do que ocorreu desde o tempo em que Leí saiu de Jerusalém até agora.

  16 Portanto faço meu registro de acordo com os relatos daqueles que me antecederam, até o começo de meus dias.

  17 E depois farei um aregistro das coisas que vi com meus próprios olhos.

  18 E sei que o registro que faço é exato e verdadeiro; não obstante, há muitas coisas que, segundo nossa linguagem, não somos capazes de aescrever.

  19 E agora dou por terminados os meus dizeres no que me concernem; e prossigo fazendo o meu relato das coisas sucedidas antes de mim.

  20 Eu sou Mórmon, descendente direto de Leí. Tenho motivos para bendizer meu Deus e meu Salvador Jesus Cristo, que trouxe nossos pais da terra de Jerusalém (e aninguém o soube, a não ser ele mesmo e aqueles que tirou daquela terra) e deu a mim e a meu povo tanto conhecimento para a salvação de nossa alma.

  21 Certamente ele abençoou a acasa de bJacó e tem sido cmisericordioso com os descendentes de José.

  22 E aenquanto os filhos de Leí guardaram seus mandamentos, ele abençoou-os e fê-los prosperar segundo a sua palavra.

  23 Sim, e sem dúvida fará com que um aremanescente dos descendentes de José tenha bconhecimento do Senhor seu Deus.

  24 E tão certo como vive, o Senhor areunirá, das quatro partes da Terra, todo o remanescente dos descendentes de Jacó que estão dispersos sobre toda a face da Terra.

  25 E como fez convênio com toda a casa de Jacó, então o convênio que fez com a casa de Jacó será cumprido no seu devido tempo, para que seja arestituído a toda a casa de Jacó o conhecimento do convênio que fez com eles.

  26 E aí hão de aconhecer o seu Redentor, que é Jesus Cristo, o Filho de Deus; e aí serão coligados dos quatro cantos do mundo para suas próprias terras, de onde foram dispersados; sim, tão certo como vive o Senhor, assim sucederá. Amém.