CAPÍTULO 13

Homens são chamados como sumos sacerdotes por causa de sua grande fé e boas obras—Eles devem ensinar os mandamentos—São santificados por meio da retidão e entram no descanso do Senhor—Melquisedeque foi um deles—Anjos declaram boas-novas por toda a terra—Eles revelarão a vinda de Cristo. Aproximadamente 82 a.C.

  E outra vez, meus irmãos, desejaria chamar vossa atenção para a época em que o Senhor Deus transmitiu estes mandamentos a seus filhos; e quisera que vos lembrásseis de que o Senhor Deus aordenou sacerdotes segundo a sua santa ordem, que era segundo a ordem de seu Filho, para que ensinassem estas coisas ao povo.

  E esses sacerdotes foram ordenados segundo a aordem de seu Filho, de um bmodo que permitisse ao povo saber como esperar pelo seu Filho para receber a redenção.

  E este é o modo pelo qual foram ordenados—sendo achamados e bpreparados desde a cfundação do mundo, segundo a dpresciência de Deus, por causa de sua grande fé e suas boas obras, sendo primeiramente livres para eescolherem o bem ou o mal; portanto, tendo escolhido o bem e exercendo uma f muito grande, são gchamados com uma santa vocação, sim, com aquela santa vocação que lhes foi preparada com uma redenção preparatória e de conformidade com ela.

  E assim foram achamados para este santo chamado por causa de sua fé, enquanto outros rejeitaram o Espírito de Deus devido à dureza de seu coração e cegueira de sua mente; porquanto, se não tivesse sido por isso, poderiam ter recebido tão grande bprivilégio quanto seus irmãos.

  Ou, em resumo, no princípio achavam-se na amesma posição que seus irmãos; assim, este santo chamado foi preparado desde a fundação do mundo para aqueles que não endurecessem o coração, por meio da expiação do Filho Unigênito que foi preparado—

  E sendo assim chamados por este santo chamado e ordenados ao sumo sacerdócio da santa ordem de Deus, a fim de ensinarem seus mandamentos aos filhos dos homens para que estes também pudessem entrar no seu adescanso

  Este sumo sacerdócio sendo segundo a ordem de seu Filho, ordem essa que existia desde a fundação do mundo ou, em outras palavras, asem começo de dias nem fim de anos, sendo preparado de eternidade a toda eternidade segundo bsua presciência em todas as coisas—

  Ora, eram aordenados da seguinte maneira—Eram chamados com um santo chamado e ordenados com uma santa ordenança, tomando sobre si o sumo sacerdócio da santa ordem; chamado esse e ordenança e sumo sacerdócio que não têm começo nem fim—

  Tornam-se, assim, asumos sacerdotes para sempre, segundo a ordem do Filho, o Unigênito do Pai, que é sem princípio de dias nem fim de anos, que é cheio de bgraça, eqüidade e verdade. E assim é. Amém.

  10 Ora, como falei sobre a santa ordem, ou seja, este asumo sacerdócio, muitos foram ordenados e tornaram-se sumos sacerdotes de Deus; e isso graças a sua grande fé e barrependimento e sua retidão perante Deus, preferindo arrepender-se e praticar a retidão a perecer.

  11 Portanto foram chamados segundo esta santa ordem e asantificados; e suas bvestimentas foram branqueadas pelo sangue do Cordeiro.

  12 Ora, tendo sido asantificados pelo bEspírito Santo, havendo suas vestimentas sido branqueadas, achando-se cpuros e imaculados perante Deus, só viam o dpecado com ehorror; e houve muitos, e grande foi o seu número, que foram purificados e entraram no descanso do Senhor seu Deus.

  13 E agora, meus irmãos, quisera que vos humilhásseis perante Deus e apresentásseis afrutos dignos do arrependimento, para que também venhais a entrar nesse descanso.

  14 Sim, humilhai-vos como o povo nos dias de aMelquisedeque, o qual também foi um sumo sacerdote desta mesma ordem de que falei; que também tomou sobre si, para sempre, o sumo sacerdócio.

  15 E foi a esse mesmo Melquisedeque que aAbraão pagou bdízimos; sim, até mesmo nosso pai Abraão pagou como dízimo uma décima parte de tudo quanto possuía.

  16 Ora, essas aordenanças foram instituídas dessa maneira para que, por meio delas, o povo pudesse ter esperança no Filho de Deus, sendo um bsímbolo de sua ordem, ou melhor, sendo sua ordem; e isto para que pudessem esperar dele a remissão de seus pecados, a fim de entrarem no descanso do Senhor.

  17 Ora, este Melquisedeque era rei da terra de Salém; e seu povo entregara-se à pratica de iniqüidades e abominações; sim, todos se haviam extraviado; praticavam toda sorte de iniqüidades;

  18 Melquisedeque, porém, tendo exercido uma fé vigorosa e recebido o ofício do sumo sacerdócio segundo a asanta ordem de Deus, pregou o arrependimento a seu povo. E eis que eles se arrependeram; e Melquisedeque estabeleceu paz na terra em seus dias; foi portanto chamado de príncipe da paz, pois era o rei de Salém; e governou subordinado a seu pai.

  19 Ora, houve amuitos antes dele e também houve muitos depois, mas bnenhum foi maior; portanto se fez particular menção a ele.

  20 Ora, não necessito estender-me sobre o assunto; basta o que já disse. Eis que as aescrituras estão diante de vós e, se quiserdes bdeturpá-las, será para vossa destruição.

  21 E então, tendo Alma acabado de dizer-lhes estas palavras, estendeu a mão em direção a eles e clamou com voz forte, dizendo: Agora é o momento de aarrepender-se, porque o dia da salvação se aproxima;

  22 Sim, e a voz do Senhor, pela aboca dos anjos, assim o declara a todas as nações; sim, declara-o para que tenham boas novas de grande alegria; sim, e proclama estas boas novas entre todo o seu povo, sim, mesmo aos que estão espalhados sobre a face da Terra; portanto chegaram até nós.

  23 E elas são-nos dadas a conhecer em atermos claros, para que possamos entender e não errar; e isso por sermos berrantes em uma terra estranha; somos, portanto, altamente favorecidos, porque estas boas novas nos foram declaradas em todas as partes de nossa vinha.

  24 Pois eis que os aanjos as estão declarando a muitos em nossa terra, neste momento; e isso com o propósito de preparar o coração dos filhos dos homens para receber a sua palavra quando vier em sua glória.

  25 E agora nós só esperamos ouvir as alegres novas de sua vinda, que nos foram declaradas pela boca de anjos; porque o tempo se aproxima e nós anão sabemos quão próximo está. Prouvera a Deus que fosse em meus dias; mas seja mais cedo ou mais tarde, nele me regozijarei.

  26 E será dado a conhecer a ahomens justos e santos pela boca de anjos, na ocasião de sua vinda, para que se cumpram as palavras de nossos pais, segundo o que disseram a respeito dele, conforme o espírito de profecia que estava neles.

  27 E agora, meus irmãos, adesejo, do mais íntimo de meu coração, sim, com grande ansiedade e até dor, que deis ouvidos a minhas palavras e abandoneis vossos pecados e não procrastineis o dia de vosso arrependimento;

  28 Mas que vos humilheis perante o Senhor e invoqueis seu santo nome e avigieis e oreis continuamente para não serdes btentados além do que podeis suportar; e serdes assim conduzidos pelo Santo Espírito, tornando-vos humildes, cmansos, submissos, pacientes, cheios de amor e longanimidade;

  29  aTendo fé no Senhor, tendo esperança de que recebereis a vida eterna, tendo sempre o bamor de Deus no coração, para que sejais elevados no último dia e entreis em seu cdescanso.

  30 E que o Senhor vos conceda o arrependimento para não fazerdes cair sobre vós a sua ira, a fim de não serdes acorrentados pelas cadeias do ainferno e não sofrerdes a segunda bmorte.

  31 E Alma disse ao povo muitas palavras mais que não estão escritas neste livro.