Os mandamentos de Alma a seu filho Siblon.
Abrangem o capítulo 38.

CAPÍTULO 38

Siblon foi perseguido por causa da retidão—A salvação está em Cristo, que é a vida e a luz do mundo—Refreai todas as vossas paixões. Aproximadamente 74 a.C.

  Meu filho, ouve minhas palavras, pois digo-te, como disse a Helamã, que, se guardares os mandamentos de Deus, prosperarás na terra; e se não guardares os mandamentos de Deus, serás afastado de sua presença.

  E agora, meu filho, confio em que terei grande alegria em ti, devido a tua constância e fidelidade a Deus; porque assim como principiaste em tua juventude a confiar no Senhor teu Deus, da mesma forma espero que acontinues a guardar seus mandamentos; porque bem-aventurado é o que bpersevera até o fim.

  Digo-te, meu filho, que eu já tive grande satisfação por tua causa, devido a tua fidelidade e tua diligência e tua paciência e tua longanimidade quando com os azoramitas.

  Porque sei que estiveste preso; sim, sei também que foste apedrejado por causa da palavra; e suportaste todas estas coisas com apaciência, porque o Senhor estava bcontigo; e agora sabes que o Senhor te livrou.

  E agora, meu filho Siblon, quisera que te lembrasses de que, se puseres a tua aconfiança em Deus, serás blibertado de tuas provações e teus cdissabores e tuas aflições; e serás elevado no último dia.

  Ora, meu filho, eu não quero que julgues que sei estas coisas por mim mesmo; mas é o Espírito de Deus que está em mim que me dá a conhecer estas coisas; pois se eu não tivesse anascido de Deus, não saberia estas coisas.

  Mas eis que o Senhor, em sua grande misericórdia, enviou seu aanjo a fim de declarar-me que eu deveria cessar a obra de bdestruição entre seu povo; sim, e vi um anjo face a face e ele falou comigo; e sua voz era como um trovão e abalou a terra toda.

  E aconteceu que eu passei três dias e três noites na mais amarga dor e angústia; e não obtive a aremissão de meus pecados até rogar por misericórdia ao Senhor Jesus Cristo. Mas eis que clamei a ele e achei paz para minha alma.

  E agora, meu filho, disse-te isto para que adquiras sabedoria, para que aprendas de mim que anão há outro caminho ou meio pelo qual o homem possa ser salvo, a não ser em Cristo e por intermédio dele. Eis que ele é a vida e a bluz do mundo. Eis que ele é a palavra da verdade e da retidão.

  10 E agora, como começaste a ensinar a palavra, assim desejo que continues a ensinar. E desejo que sejas diligente e moderado em todas as coisas.

  11 Procura não ser orgulhoso; sim, procura não te avangloriares da tua própria sabedoria nem de tua grande força.

  12 Usa de ousadia, mas não de despotismo; faze também com que todas as tuas paixões sejam dominadas, para que te enchas de amor; procura fugir da ociosidade.

  13 Não ores como o fazem os zoramitas, pois viste que eles oram para serem ouvidos pelos homens e para serem louvados por sua sabedoria.

  14 Não digas: Ó Deus, agradeço-te por sermos amelhores que nossos irmãos; mas antes, dize: Ó Senhor, perdoa minha bindignidade e lembra de meus irmãos com misericórdia! Sim, reconhece a tua indignidade perante Deus em todos os momentos.

  15 E que o Senhor abençoe tua alma e te receba no último dia em seu reino, para assentares-te em paz. Vai agora, meu filho, e ensina a palavra a este povo. Sê sóbrio. Adeus, meu filho.