CAPÍTULO 14

Samuel prediz que haverá luz durante a noite e que uma nova estrela aparecerá quando Cristo nascer—Cristo redime os homens da morte física e da espiritual—Entre os sinais de sua morte haverá três dias de trevas, fender-se-ão as rochas e haverá grandes cataclismos da natureza. Aproximadamente 6 a.C.

  E então aconteceu que aSamuel, o lamanita, profetizou muitas coisas mais que não podem ser escritas.

  E eis que ele lhes disse: Eis que vos dou um sinal; pois mais cinco anos se hão de passar e eis que então o Filho de Deus virá para redimir todos os que crerem em seu nome.

  E eis que isto vos darei por asinal, na ocasião de sua vinda: Eis que haverá grandes luzes no céu, de modo que na noite anterior a sua vinda não haverá escuridão, tanto que aos homens parecerá ser dia.

  Portanto haverá um dia e uma noite e um dia, como se fosse um só dia e não houvesse noite; e isso vos será por sinal; pois vereis o nascer e também o pôr-do-sol; portanto, saber-se-á com certeza que se terão passado dois dias e uma noite, muito embora não haja escuridão durante a noite. E essa noite precederá o aseu nascimento.

  E eis que uma nova aestrela aparecerá, uma que nunca vistes antes; e isto também vos será por sinal.

  E eis que isso não é tudo; haverá muitos sinais e maravilhas no céu.

  E acontecerá que vós todos ficareis espantados e admirados a tal ponto que acaireis por terra.

  E acontecerá que todos os que aacreditarem no Filho de Deus terão vida eterna.

  E eis que assim me ordenou o Senhor, por seu anjo, que eu viesse dizer-vos isto; sim, ordenou que eu vos profetizasse estas coisas; sim, ele disse-me: Clama a este povo: Arrependei-vos e preparai o caminho do Senhor.

  10 E agora, porque sou lamanita e vos disse as palavras que o Senhor me ordenou e porque foi duro convosco, estais irados contra mim e procurais destruir-me e me aexpulsastes de vosso meio.

  11 E ouvireis minhas palavras, porque por este motivo subi às muralhas desta cidade—para que pudésseis ouvir e conhecer os julgamentos de Deus que vos esperam em virtude das vossas iniqüidades; e também a fim de que vos inteireis das condições do arrependimento;

  12 E também para que saibais da vinda de Jesus Cristo, o Filho de Deus, o aPai do céu e da Terra, o Criador de todas as coisas desde o princípio; e para que saibais dos sinais de sua vinda e para que acrediteis em seu nome.

  13 E se aacreditardes em seu nome, arrepender-vos-eis de todos os vossos pecados, para que, desse modo, alcanceis a remissão dos pecados por meio de seus bméritos.

  14 E eis que novamente outro sinal eu vos dou, sim, um sinal da morte dele.

  15 Pois eis que ele certamente deverá morrer para que venha a asalvação; sim, cabe-lhe morrer e isso é necessário para levar a efeito a bressurreição dos mortos, para que assim os homens possam ser conduzidos à presença do Senhor.

  16 Sim, eis que essa morte leva a efeito a ressurreição e aredime toda a humanidade da primeira morte—dessa morte espiritual; porque toda a humanidade, tendo sido bafastada da presença do Senhor pela cqueda de Adão, é considerada como dmorta, tanto em relação às coisas materiais como às coisas espirituais.

  17 Mas eis que a ressurreição de Cristo aredime a humanidade, sim, toda a humanidade; e leva-a de volta à presença do Senhor.

  18 Sim, e torna operantes as condições do arrependimento, de que todo aquele que se arrepende não é cortado nem atirado ao fogo; mas todo aquele que não se arrepende é cortado e atirado ao fogo; e recai sobre eles novamente uma morte espiritual; sim, uma segunda morte, porque novamente são separados das coisas concernentes à retidão.

  19 Portanto, arrependei-vos, arrependei-vos, para que não aconteça que, conhecendo estas coisas e não as cumprindo, incorrais em condenação e sejais arrastados a essa segunda morte.

  20 Mas eis que, como vos falei a respeito de outro asinal, um sinal de sua morte, eis que, no dia em que ele padecer a morte, o sol será bobscurecido e recusar-se-á a dar-vos sua luz e também a lua e as estrelas; e não haverá luz sobre a face desta terra pelo espaço de ctrês dias, desde a hora em que ele morrer até o momento em que ressuscitar dos mortos.

  21 Sim, no momento em que ele entregar o espírito haverá atrovões e relâmpagos por muitas horas e a terra tremerá e estremecerá; e as rochas que estão sobre a face desta terra, as que estão em cima como as que estão embaixo da terra, as quais sabeis agora que são sólidas, ou cuja maior parte constitui uma sólida massa, serão bdespedaçadas;

  22 Sim, rachar-se-ão ao meio e para sempre se aacharão rachadas e fendidas e em fragmentos sobre a face de toda a terra, sim, tanto em cima como embaixo da terra.

  23 E eis que sobrevirão grandes tempestades e haverá muitas montanhas que se rebaixarão como um vale; e muitos lugares que agora são chamados vales transformar-se-ão em montanhas de grande altura.

  24 E muitas estradas far-se-ão em pedaços e muitas acidades ficarão devastadas.

  25 E muitas asepulturas abrir-se-ão, entregando muitos de seus mortos e muitos santos aparecerão a muitas pessoas.

  26 E eis que assim me falou o aanjo; pois ele disse-me que haverá trovões e relâmpagos pelo espaço de muitas horas.

  27 E disse-me que enquanto durassem os trovões e os relâmpagos e a tempestade, essas coisas aconteceriam; e que a aescuridão cobriria a face de toda a terra pelo espaço de três dias.

  28 E o anjo disse-me que muitos verão coisas maiores que estas, para que creiam que aesses sinais e essas maravilhas acontecerão por toda a face desta terra, a fim de que não haja motivo de descrença entre os filhos dos homens.

  29 E isso a fim de que todos os que crerem sejam salvos e para que, sobre os que não crerem, recaia um ajulgamento justo; e também, se forem condenados, terão atraído sobre si a sua própria condenação.

  30 E agora, meus irmãos, lembrai-vos, lembrai-vos de que os que perecem, perecem por culpa própria; e todos os que praticam iniqüidades o fazem contra si mesmos; pois eis que sois alivres; tendes permissão para agir por vós mesmos; porque eis que Deus vos deu o bconhecimento e vos fez livres.

  31 Ele permitiu-vos adiscernir o bem do mal e permitiu-vos bescolher a vida ou a morte; e podeis fazer o bem e serdes crestituídos ao que é bom, ou seja, ter o que é bom restituído a vós; ou podeis praticar o mal e fazerdes com que o mal vos seja restituído.