CAPÍTULO 3

Muitos nefitas emigram para a terra do norte—Eles constroem casas de cimento e fazem muitos registros—Dezenas de milhares de pessoas são convertidas e batizadas—A palavra de Deus leva os homens à salvação—Néfi, o filho de Helamã, ocupa a cadeira de juiz. Aproximadamente 49–39 a.C.

  E então aconteceu que no quadragésimo terceiro ano do governo dos juízes não houve contendas entre o povo de Néfi, com exceção de algumas demonstrações de orgulho verificadas na igreja, as quais causaram pequenas dissensões entre o povo e foram resolvidas no fim do quadragésimo terceiro ano.

  E não houve contendas entre o povo no quadragésimo quarto ano; tampouco houve muitas contendas no quadragésimo quinto ano.

  E aconteceu que no quadragésimo sexto ano houve muitas contendas e muitas dissensões, em virtude das quais muitos deixaram a terra de Zaraenla e foram para a terra do anorte, a fim de herdar a terra.

  E viajaram para muito longe, chegando a agrandes extensões de água e muitos rios.

  Sim, e espalharam-se por todas as partes da terra, por todas as partes que não estavam desoladas e sem árvores devido aos muitos habitantes que haviam vivido naquela terra anteriormente.

  Ora, nenhuma parte da terra estava desolada, salvo no tocante a árvores; mas em virtude da grande adestruição do povo que antes habitara a terra, chamaram-na bdesolada.

  E como eram escassas as árvores na terra, o povo que para lá seguiu se tornou perito em trabalhos de cimento; portanto construíram casas de cimento, nas quais passaram a habitar.

  E aconteceu que se multiplicaram e espalharam-se e foram da terra do sul para a terra do norte; e espalharam-se de tal forma que começaram a cobrir a face de toda a terra, desde o mar do sul até o mar do norte, do mar do aoeste até o mar do leste.

  E o povo que estava na terra do norte vivia em tendas e em casas de cimento, deixando crescer todas as árvores que brotavam na face da terra, a fim de que mais tarde tivessem madeira para construir suas casas, sim, suas cidades e seus templos e suas sinagogas e seus santuários; e todo tipo de edifícios.

  10 E aconteceu que como a madeira era muito escassa na terra do norte, fizeram com que muita madeira lhes fosse enviada por abarco.

  11 E assim tornaram possível que o povo da terra do norte construísse muitas cidades, tanto com madeira como com cimento.

  12 E aconteceu que havia entre o apovo de Amon muitos que eram lamanitas de nascimento, que também foram para aquela terra.

  13 Ora, há muitos registros desses feitos, detalhados e extensos, escritos por muitos deste povo e relativos a eles.

  14 Mas eis que uma centésima parte dos feitos deste povo, sim, a história dos lamanitas e dos nefitas e suas guerras e contendas e dissensões; e de suas pregações e de suas profecias; e de suas viagens marítimas e construção de barcos; e construção de atemplos e de sinagogas e seus santuários; e de sua retidão e suas iniqüidades e seus assassinatos e seus roubos e suas pilhagens e todo tipo de abominações e libertinagens, não pode ser incluída nesta obra.

  15 Mas eis que há muitos livros e muitos registros de toda espécie que foram escritos principalmente pelos nefitas.

  16 E eles foram atransmitidos de uma geração a outra pelos nefitas, até que eles caíram em transgressão e foram assassinados, roubados e perseguidos e expulsos e mortos e espalhados pela face da terra; e misturaram-se com os lamanitas até bnão serem mais chamados de nefitas, tornando-se iníquos e selvagens e ferozes, sim, até se transformarem em lamanitas.

  17 E agora retorno ao meu relato; portanto tudo que eu disse aconteceu após ter havido grandes contendas e distúrbios e guerras e dissensões entre o povo de Néfi.

  18 O quadragésimo sexto ano do reinado dos juízes terminou.

  19 E aconteceu que havia ainda muita contenda na terra, sim, no quadragésimo sétimo ano; e também no quadragésimo oitavo ano.

  20 Não obstante, Helamã ocupou a cadeira de juiz com retidão e eqüidade; sim, esforçou-se para observar os estatutos e os juízos e os mandamentos de Deus; e fez continuamente o que era reto aos olhos de Deus; e andou nos caminhos de seu pai, de modo que prosperou na terra.

  21 E aconteceu que teve dois filhos. Deu ao mais velho o nome de aNéfi e, ao mais novo, o nome de bLeí. E principiaram a crescer no Senhor.

  22 E aconteceu que no fim do quadragésimo oitavo ano em que os juízes governaram o povo de Néfi, começaram a cessar um pouco as dissensões e guerras entre o povo de Néfi.

  23 E aconteceu que no quadragésimo nono ano do governo dos juízes, houve paz contínua na terra, com exceção das combinações secretas que aGadiânton, o ladrão, estabelecera nas partes mais povoadas da terra e que, na época, não eram do conhecimento daqueles que estavam à frente do governo; portanto não haviam sido eliminadas daquela terra.

  24 E aconteceu que nesse mesmo ano houve grande progresso na igreja, o que fez com que milhares se unissem à igreja e fossem batizados para o arrependimento.

  25 E foi tanta a prosperidade da igreja e tão numerosas as bênçãos derramadas sobre o povo, que até os sumos sacerdotes e mestres ficaram sobremaneira admirados.

  26 E aconteceu que a obra do Senhor prosperou, batizando-se e unindo-se à igreja de Deus muitas almas, sim, dezenas de milhares.

  27 Assim podemos ver que o Senhor é misericordioso para com todos os que invocam seu santo nome com sinceridade de coração.

  28 Sim, vemos portanto que a aporta do céu está aberta a btodos, sim, a todos os que vierem a crer no nome de Jesus Cristo, que é o Filho de Deus.

  29 Sim, vemos que quem o desejar poderá aderir à apalavra de Deus, que é bviva e eficaz, que romperá ao meio todas as artimanhas e as armadilhas e os artifícios do diabo; e guiará o homem de Cristo por um caminho cestreito e apertado, através daquele dabismo eterno de miséria que foi preparado para tragar os iníquos—

  30 E depositar sua alma, sim, sua alma imortal, à amão direita de Deus no reino dos céus, para sentar-se com Abraão e Isaque e Jacó; e com todos os nossos santos pais, para não mais sair.

  31 E nesse ano houve regozijo contínuo na terra de Zaraenla e em todas as regiões vizinhas, sim, em toda a terra habitada pelos nefitas.

  32 E aconteceu que reinou paz e imensa alegria durante todo o resto do quadragésimo nono ano; sim, e também houve paz contínua e grande alegria no qüinquagésimo ano do governo dos juízes.

  33 E houve paz também no qüinquagésimo primeiro ano do reinado dos juízes, salvo pelo orgulho que começou a manifestar-se na igreja; não na igreja de Deus, mas no coração daqueles que professavam pertencer à igreja de Deus.

  34 E encheram-se de aorgulho, a ponto de perseguirem muitos de seus irmãos. Ora, esse foi um grande mal que fez com que a parte mais humilde do povo padecesse grande perseguição e passasse por muitas aflições.

  35 Não obstante, ajejuavam e boravam freqüentemente e tornavam-se cada vez mais fortes em sua chumildade e cada vez mais firmes na fé em Cristo, enchendo a alma de alegria e consolo, sim, dpurificando e esantificando o coração, santificação essa resultante da fentrega de seu coração a Deus.

  36 E aconteceu que o qüinquagésimo segundo ano também terminou em paz, salvo pelo excessivo orgulho que se apoderara do coração do povo; e isso devido a suas enormes ariquezas e prosperidade na terra; e aumentava dia após dia.

  37 E aconteceu que no qüinquagésimo terceiro ano do governo dos juízes morreu Helamã; e Néfi, seu filho mais velho, começou a governar em seu lugar. E aconteceu que ele ocupou a cadeira de juiz com justiça e eqüidade; sim, ele guardou os mandamentos de Deus e andou nos caminhos de seu pai.