Profecia de Néfi, filho de Helamã —Deus ameaça visitar o povo de Néfi em sua cólera, até sua inteira destruição, caso não se arrependa de suas iniqüidades. Deus fere o povo de Néfi com uma pestilência; o povo arrepende-se e volta-se para ele. Samuel, um lamanita, profetiza aos nefitas.
Abrange os capítulos 7 a 16.

CAPÍTULO 7

Néfi é rejeitado no norte e volta para Zaraenla—Ele ora na torre de seu jardim e depois chama o povo ao arrependimento, para que não pereça. Aproximadamente 23–21 a.C.

  Eis que aconteceu, no sexagésimo nono ano em que os juízes governaram o povo nefita, que Néfi, filho de Helamã, aretornou da terra do norte para a terra de Zaraenla.

  Pois ele havia estado com o povo que habitava a terra do norte e pregara-lhes a palavra de Deus; e profetizara-lhes muitas coisas;

  E rejeitaram todas as suas palavras, de modo que Néfi não pôde permanecer no meio deles e voltou para sua terra de origem.

  E vendo o povo naquele estado de tão terrível iniqüidade e aqueles ladrões de Gadiânton ocupando as cadeiras dos juízes—tendo usurpado o poder e a autoridade da terra; desprezando os mandamentos de Deus e em nada sendo dignos perante ele; não fazendo justiça aos filhos dos homens;

  Condenando os justos, em virtude de sua retidão; deixando os culpados e iníquos impunes, por causa de seu dinheiro; e ainda mais, mantendo-os em altos cargos de governo para dirigirem e fazerem o que bem quisessem, a fim de enriquecerem e gozarem as glórias do amundo e, também, para mais facilmente poderem cometer adultério e roubar e matar e proceder de acordo com a própria vontade—

  Ora, esta grande iniqüidade tomara conta dos nefitas no espaço de poucos anos; e quando Néfi viu isto, encheu-se-lhe o coração de mágoa dentro do peito; e exclamou, na agonia de sua alma:

  Oh! Se eu tivesse vivido nos dias em que meu pai Néfi saiu da terra de Jerusalém, para que eu me regozijasse com ele na terra da promissão! Então seu povo era fácil de persuadir, firme na obediência aos mandamentos de Deus, lento em ser induzido à prática de iniqüidades; e era rápido em dar ouvidos às palavras do Senhor—

  Sim, se eu pudesse ter vivido naqueles dias, então minha alma se teria regozijado com a retidão de meus irmãos!

  Mas eis que me toca viver nestes dias e sentir a alma cheia de amargura por causa dessa iniqüidade de meus irmãos.

  10 Ora, eis que isso aconteceu em uma torre que se achava no jardim de Néfi, que ficava perto da estrada que conduzia ao mercado principal da cidade de Zaraenla; e inclinou-se Néfi nessa torre que ficava em seu jardim, torre essa que também ficava perto do portão do jardim, que se abria para a estrada.

  11 E aconteceu que certos homens, passando por ali, viram Néfi que, na torre, elevava a alma a Deus; e correram e contaram ao povo o que haviam visto. E o povo reuniu-se em multidões para saber a causa de tão grande lamentação pela iniqüidade do povo.

  12 E então, quando se levantou, viu Néfi as multidões que se haviam reunido.

  13 E aconteceu que abriu a boca e disse-lhes: aPor que vos haveis reunido? Para que eu vos fale de vossas iniqüidades?

  14 Sim, porque eu subi a minha torre para elevar a alma a Deus, devido à profunda tristeza de meu coração causada por vossas iniqüidades!

  15 E por causa de meus clamores e lamentos vos haveis reunido e estais admirados; sim, tendes muito de que ficar admirados; sim, deveríeis estar admirados por haverdes permitido que o diabo tivesse tanto poder sobre vosso coração.

  16 Sim, como pudestes ser seduzidos por aquele que procura mergulhar-vos a alma em miséria sem fim e angústia interminável?

  17 Oh! Arrependei-vos, arrependei-vos! aPor que desejais morrer? Voltai-vos, voltai-vos para o Senhor vosso Deus. Por que vos abandonou ele?

  18 Porque haveis endurecido o coração; sim, porque não quereis dar ouvidos à voz do aBom Pastor; sim, haveis bprovocado sua cólera contra vós.

  19 E a não ser que vos arrependais, eis que, ao invés de vos areunir, ele vos dispersará, para que vos torneis alimento de cães e feras.

  20 Oh! Como pudestes vos esquecer de vosso Deus, no próprio dia em que ele vos libertou?

  21 Mas eis que é para obterdes lucros, para serdes louvados pelos homens, sim, e para adquirirdes ouro e prata. E haveis colocado o coração nas riquezas e coisas vãs deste amundo; e por elas assassinais e saqueais e roubais e levantais bfalsos testemunhos contra o próximo, entregando-vos a toda sorte de iniqüidades.

  22 E ai de vós por essa razão, a menos que vos arrependais. Pois se não vos arrependerdes, eis que esta grande cidade e também todas as grandes cidades circunvizinhas que ficam na terra de nossa possessão serão tomadas e não tereis lugar nelas; pois eis que o Senhor não vos concederá aforças para resistirdes a vossos inimigos, como tem feito até agora.

  23 Pois eis que assim diz o Senhor: Não manifestarei minha força aos ímpios, a um mais do que a outro, a não ser aos que se arrependem de seus pecados e ouvem minhas palavras. Agora, meus irmãos, quisera que compreendêsseis que será amelhor para os lamanitas do que para vós, a não ser que vos arrependais.

  24 Pois eis que eles são mais justos do que vós, porque não pecaram contra esse grande conhecimento que haveis recebido. Portanto o Senhor será misericordioso para com eles; sim, aprolongará seus dias e aumentará sua posteridade, ao passo que sereis completamente bdestruídos, a não ser que vos arrependais.

  25 Sim, ai de vós por causa da grande abominação que se introduziu em vosso meio; e vos haveis unido a ela, sim, a esse abando secreto que foi organizado por Gadiânton!

  26 Sim, aai de vós por causa do orgulho que permitistes entrar em vosso coração e que vos engrandeceu além do que é devido por causa de vossas enormes briquezas!

  27 Sim, ai de vós por causa de vossas iniqüidades e abominações!

  28 E a não ser que vos arrependais, perecereis; sim, até vossas terras vos serão tomadas e sereis varridos da face da Terra.

  29 Ora, eis que não digo por mim mesmo que estas coisas sucederão, porque não é por mim mesmo que sei estas coisas; mas eis que asei que estas coisas são verdadeiras porque o Senhor Deus mas deu a conhecer; portanto testifico que sucederão.