Livro de Jacó Irmão de Néfi

Jacó 

As palavras de sua pregação a seus irmãos. Ele confunde um homem que procura destruir a doutrina de Cristo. Algumas palavras sobre a história do povo de Néfi.
Capítulo 1

Jacó e José procuram persuadir os homens a crerem em Cristo e a guardarem Seus mandamentos — Néfi morre — A iniquidade prevalece entre os nefitas. Aproximadamente 544–421 a.C.

Capítulo 2

Jacó denuncia o amor às riquezas, o orgulho e a falta de castidade — Os homens podem procurar obter riquezas para ajudar seus semelhantes — O Senhor ordena que nenhum homem entre os nefitas tenha mais do que uma esposa — O Senhor deleita-se na castidade das mulheres. Aproximadamente 544–421 a.C.

Capítulo 3

Os puros de coração recebem a agradável palavra de Deus — A retidão dos lamanitas excede a dos nefitas — Jacó adverte contra fornicação, lascívia e todo pecado. Aproximadamente 544–421 a.C.

Capítulo 4

Todos os profetas adoravam o Pai em nome de Cristo — A oferta que Abraão fez de Isaque foi à semelhança de Deus e Seu Unigênito — Os homens devem reconciliar-se com Deus por meio da expiação — Os judeus rejeitarão a pedra de fundamento. Aproximadamente 544–421 a.C.

Capítulo 5

Jacó cita Zenos com referência à alegoria das oliveiras boas e das oliveiras bravas — Elas simbolizam Israel e os gentios — A dispersão e a coligação de Israel são prefiguradas — Alusões feitas aos nefitas e lamanitas e a toda a casa de Israel — Os gentios serão enxertados em Israel — No final, a vinha será queimada. Aproximadamente 544–421 a.C.

Capítulo 6

O Senhor recuperará Israel nos últimos dias — O mundo será queimado com fogo — Os homens devem seguir a Cristo para evitar o lago de fogo e enxofre. Aproximadamente 544–421 a.C.

Capítulo 7

Serém nega a Cristo, contende com Jacó, exige um sinal e é ferido por Deus — Todos os profetas falaram sobre Cristo e Sua Expiação — Os nefitas viveram seus dias como errantes, nascidos em meio a tribulações e odiados pelos lamanitas. Aproximadamente 544–421 a.C.