CAPÍTULO 6

Pessoas arrependidas são batizadas e integradas na Igreja— Membros da Igreja que se arrependem são perdoados—Reuniões são dirigidas pelo poder do Espírito Santo. Aproximadamente 401–421 d.C.

  E agora falo a respeito do abatismo. E eis que eram batizados élderes, sacerdotes e mestres; e não eram batizados, a menos que seus frutos mostrassem serem eles bdignos do batismo.

  Nem recebiam pessoa alguma para o batismo, a menos que se apresentasse com um acoração quebrantado e um espírito contrito e testificasse à igreja que verdadeiramente se havia arrependido de todos os seus pecados.

  E ninguém era recebido para batismo, a menos que atomasse sobre si o nome de Cristo, com a firme resolução de servi-lo até o fim.

  E depois de haverem sido recebidos pelo batismo, de haverem sido moldados e apurificados pelo poder do Espírito Santo, eram contados com o povo da igreja de Cristo; e seus bnomes eram registrados, para que fossem lembrados e nutridos pela boa palavra de Deus, a fim de mantê-los no caminho certo e mantê-los continuamente catentos à oração, dconfiando somente nos méritos de Cristo, eautor e aperfeiçoador de sua fé.

  E a aigreja reunia-se bfreqüentemente para cjejuar e orar e para falar a respeito do bem-estar de suas almas.

  E reuniam-se freqüentemente para partilhar o pão e o vinho, em lembrança do Senhor Jesus.

  E eram muito cuidadosos de que anão houvesse iniqüidade entre eles; e todos os que eram descobertos praticando iniqüidade e eram acusados perante os bélderes por ctrês testemunhas da igreja e que não se arrependiam nem dconfessavam, tinham os nomes eapagados e não mais eram contados com o povo de Cristo.

  aSempre, porém, que se arrependiam e pediam perdão com verdadeiro intento, eram bperdoados.

  E suas reuniões eram adirigidas pela igreja, segundo as manifestações do Espírito e pelo poder do bEspírito Santo; porque se o poder do Espírito Santo os levava a pregar ou a exortar ou a orar ou a suplicar ou a cantar, assim o faziam.