CAPÍTULO 12

Abinádi é aprisionado por profetizar a destruição do povo e a morte do rei Noé—Os falsos sacerdotes citam as escrituras e alegam guardar a lei de Moisés—Abinádi começa a ensinar-lhes os Dez Mandamentos. Aproximadamente 148 a.C.

  E aconteceu que, passados dois anos, Abinádi voltou para o meio deles disfarçado, de modo que não o reconheceram, e começou a profetizar entre eles, dizendo: Assim me ordenou o Senhor, dizendo: Abinádi, vai e profetiza a este meu povo, porque endureceram o coração contra minhas palavras; eles não se arrependeram de suas más obras; portanto, avisitá-los-ei com minha ira, sim, com minha furiosa ira visitá-los-ei em suas iniqüidades e abominações.

  Sim, ai desta geração! E o Senhor disse-me: Estende a mão e profetiza, dizendo: Assim diz o Senhor: Acontecerá que esta geração, por causa de suas iniqüidades, cairá em acativeiro e será ferida na bface; sim, e será rechaçada pelos homens e será morta; e os abutres do ar e os cães, sim, e os animais selvagens devorar-lhe-ão a carne.

  E acontecerá que a avida do rei Noé valerá tanto quanto uma vestimenta numa bfornalha quente; pois ele saberá que eu sou o Senhor.

  E acontecerá que ferirei este meu povo com grandes aflições, sim, com fome e com apeste; e farei com que buive o dia inteiro.

  Sim, e farei com que acargas pesadas sejam amarradas sobre seus lombos; e eles serão conduzidos como um jumento mudo.

  E acontecerá que enviarei granizo entre eles, que os ferirá; e também serão feridos com o avento oriental; e binsetos também infestarão suas terras e devorarão seus grãos.

  E serão feridos com uma grande peste—e tudo isto farei por causa de suas ainiqüidades e abominações.

  E acontecerá que, a menos que se arrependam, eu os avarrerei completamente da face da Terra; contudo, deixarão um bregistro atrás de si, o qual preservarei para outras nações que vierem a ocupar a terra; sim, e até isto eu farei para mostrar a outras nações as iniqüidades deste povo. E muitas coisas profetizou Abinádi contra esse povo.

  E aconteceu que se zangaram com ele; e prenderam-no e levaram-no amarrado perante o rei e disseram ao rei: Eis que te trouxemos um homem que profetizou infortúnios concernentes a teu povo e disse que Deus o destruirá.

  10 E ele também profetiza infortúnios concernentes a tua vida e diz que tua vida será semelhante a uma vestimenta numa fornalha de fogo.

  11 E diz ainda que serás como um talo, como um talo seco do campo, que é pisado pelos animais e calcado com os pés.

  12 E acrescentou que tu serás como a flor do cardo que, quando está plenamente desabrochada, se o vento sopra, é levada pela face da terra. E alega que o Senhor o disse. E afirma que tudo isso recairá sobre ti, a menos que te arrependas; e isto por causa de tua iniqüidade.

  13 E agora, ó rei, que grande mal fizeste ou que grandes pecados cometeu o teu povo, para que sejamos condenados por Deus ou julgados por este homem?

  14 E agora, ó rei, eis que somos inocentes e tu, ó rei, não pecaste; portanto este homem mentiu a teu respeito e profetizou em vão.

  15 E eis que somos fortes e não seremos escravizados nem seremos aprisionados por nossos inimigos; sim, e prosperaste nesta terra e continuarás a prosperar.

  16 Eis que aqui está o homem; nós o entregamos em tuas mãos; podes fazer com ele o que bem entenderes.

  17 E aconteceu que o rei Noé mandou que pusessem Abinádi na prisão; e ordenou aos asacerdotes que se reunissem para formarem com ele um conselho e resolverem o que fazer com ele.

  18 E aconteceu que disseram ao rei: Traze-o aqui, para que o interroguemos; e o rei ordenou que o levassem à presença deles.

  19 E começaram a interrogá-lo, com o fim de fazê-lo cair em contradição, para assim terem de que acusá-lo; ele, porém, respondeu-lhes arrojadamente e fez frente a todas as suas perguntas, sim para espanto deles; pois afez frente a eles em todas as suas perguntas e confundiu-os em todas as suas palavras.

  20 E aconteceu que um deles lhe disse: Que significam as palavras que foram escritas e ensinadas por nossos pais e que dizem:

  21  aQuão belos são sobre os montes os pés do que anuncia boas novas, que proclama a paz, que anuncia o bem, que proclama a salvação; que diz a Sião: O teu Deus reina!

  22 Tuas sentinelas levantarão a voz; em uníssono cantarão; porque verão olho a olho quando o Senhor trouxer novamente Sião;

  23 Exultai de alegria! Cantai em coro, ó lugares desolados de Jerusalém! Pois o Senhor confortou seu povo, ele redimiu Jerusalém;

  24 O Senhor desnudou seu santo abraço aos olhos de todas as nações e todos os confins da Terra verão a salvação de nosso Deus?

  25 Disse-lhes então Abinádi: Sois vós asacerdotes e alegais ensinar este povo e entender o espírito de profecia e, não obstante, desejais que eu vos explique o que significam estas coisas?

  26 Digo-vos: Ai de vós por perverterdes os caminhos do Senhor! Pois, se entendeis estas coisas, não as haveis ensinado; portanto haveis pervertido os caminhos do Senhor.

  27 Não haveis aplicado vosso coração para acompreender; portanto não haveis sido sábios. O que, pois, ensinais a este povo?

  28 E eles disseram: Ensinamos a lei de Moisés.

  29 E ele tornou a dizer-lhes: Se ensinais a alei de Moisés, por que não a guardais? Por que pondes vosso coração nas riquezas? Por que cometeis blibertinagens e gastais vossa energia com meretrizes, sim, e fazeis com que este povo cometa pecados, dando motivo ao Senhor para enviar-me, a fim de profetizar contra este povo, sim, um grande mal contra este povo?

  30 Não sabeis que digo a verdade? Sim, sabeis que digo a verdade e deveríeis tremer diante de Deus.

  31 E acontecerá que sereis feridos por vossas iniqüidades, pois haveis dito que ensinais a lei de Moisés. E que sabeis vós sobre a lei de Moisés? aTraz a lei de Moisés a salvação? Que dizeis vós?

  32 E responderam-lhe, dizendo que a salvação era obtida pela lei de Moisés.

  33 Abinádi, porém, disse-lhes: Sei que, se guardardes os mandamentos de Deus, sereis salvos; sim, se guardardes os mandamentos que o Senhor entregou a Moisés no monte aSinai, dizendo:

  34  aEu sou o Senhor teu Deus que te btirei da terra do Egito, da casa da servidão.

  35 Não terás aoutro Deus diante de mim.

  36 Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma semelhança do que há em cima nos céus nem embaixo na Terra.

  37 E disse-lhes Abinádi: Haveis vós feito tudo isto? Digo-vos que não, não haveis. E haveis aensinado a este povo que deve fazer todas estas coisas? Digo-vos que não, não haveis.