Capítulo 5

Os santos tornam-se filhos e filhas de Cristo por meio da fé — Passam a ser chamados pelo nome de Cristo — O rei Benjamim exorta-os a serem firmes e imutáveis nas boas obras. Aproximadamente 124 a.C.

 E então aconteceu que, tendo o rei Benjamim assim falado a seu povo, mandou investigar se seu povo acreditara nas palavras que lhe dissera.

 E todos clamaram a uma só voz, dizendo: Sim, acreditamos em todas as palavras que nos disseste e também sabemos que são certas e verdadeiras, por causa do Espírito do Senhor Onipotente que efetuou em nós, ou melhor, em nosso coração, uma vigorosa amudança, de modo que não temos mais disposição para praticar o bmal, mas, sim, de fazer o bem continuamente.

 E também nós mesmos, pela infinita bondade de Deus e manifestações de seu Espírito, temos grandes visões do que está por acontecer e, se fosse conveniente, poderíamos profetizar sobre todas as coisas.

 E foi a fé que tivemos nas coisas que nosso rei nos disse que nos levou a este grande conhecimento, pelo que nos regozijamos com tão grande alegria.

 E estamos dispostos a fazer um aconvênio com nosso Deus, de cumprir a sua vontade e obedecer a seus mandamentos em todas as coisas que ele nos ordenar, para o resto de nossos dias, a fim de que não recaia sobre nós um tormento bsem fim, como foi anunciado pelo canjo, e não bebamos do cálice da ira de Deus.

 Ora, estas eram as palavras que o rei Benjamim esperava deles; e, portanto, lhes disse: Dissestes as palavras que eu desejava; e o convênio que fizestes é um convênio justo.

 E agora, por causa do convênio que fizestes, sereis chamados aprogênie de Cristo, filhos e filhas dele, porque eis que neste dia ele vos bgerou espiritualmente; pois dizeis que vosso ccoração se transformou pela fé em seu nome; portanto, dnascestes dele e vos tornastes seus efilhos e suas filhas.

 E sob esse nome vós sois alibertados e não há bqualquer outro nome por meio do qual podeis ser libertados. Não há qualquer outro cnome pelo qual seja concedida a salvação; quisera, portanto, que dtomásseis sobre vós o nome de Cristo, todos vós que haveis feito convênio com Deus de serdes obedientes até o fim de vossa vida.

 E acontecerá que aquele que fizer isto se encontrará à mão direita de Deus, porque saberá o nome pelo qual é chamado; porque será chamado pelo nome de Cristo.

 10 E então acontecerá que aquele que não tomar sobre si o nome de Cristo deverá ser chamado por algum aoutro nome; portanto, se encontrará à bmão esquerda de Deus.

 11 E quisera que também vos lembrásseis de que esse é o anome que eu disse que vos daria e que nunca seria apagado, a menos que o fosse devido a transgressão; portanto, tomai cuidado para não transgredirdes, a fim de que o nome não seja apagado de vosso coração.

 12 Digo-vos: Quisera que vos lembrásseis de aconservar sempre o nome escrito em vosso coração, para que não vos encontreis à mão esquerda de Deus, mas para que ouçais e conheçais a voz pela qual sereis chamados e também o nome pelo qual ele vos chamará.

 13 Pois como aconhece um homem o mestre a quem não serviu e que lhe é estranho e que está longe dos pensamentos e desígnios de seu coração?

 14 E ainda, toma alguém um jumento que pertence a seu vizinho e guarda-o? Digo-vos que não; nem mesmo permitirá que paste com os seus rebanhos, mas ele irá afugentá-lo e expulsá-lo. Digo-vos que o mesmo acontecerá convosco, se não souberdes o nome pelo qual sois chamados.

 15 Portanto, quisera que fôsseis firmes e inamovíveis, sobejando sempre em boas obras, para que Cristo, o Senhor Deus Onipotente, possa aselar-vos como seus, a fim de que sejais levados ao céu e tenhais salvação sem fim e vida eterna por meio da sabedoria e poder e justiça e misericórdia daquele que bcriou todas as coisas no céu e na Terra, que é Deus acima de tudo. Amém.