SEÇÃO 49

Revelação dada por intermédio de Joseph Smith, o Profeta, a Sidney Rigdon, Parley P. Pratt e Leman Copley, em Kirtland, Estado de Ohio, em março de 1831 ( History of the Church 1:167–169). (Algumas fontes históricas dão a data desta revelação como maio de 1831. ) Leman Copley havia abraçado o evangelho, mas ainda se apegava a alguns ensinamentos dos Shakers (Sociedade Unida dos Crentes na Segunda Aparição de Cristo), organização à qual pertencera anteriormente. Algumas das crenças dos Shakers eram que a segunda vinda de Cristo já ocorrera e que ele havia aparecido na forma de uma mulher, Ann Lee; o batismo com água não era considerado essencial; era especificamente proibido comer carne de porco e muitos não comiam qualquer tipo de carne; e o celibato era considerado superior ao casamento. Ao prefaciar esta revelação, o Profeta escreveu: “A fim de ter um entendimento mais perfeito do assunto, inquiri o Senhor e recebi o seguinte” ( History of the Church 1:167). A revelação refutou alguns dos conceitos básicos do grupo Shaker. Os irmãos acima mencionados levaram uma cópia da revelação à comunidade Shaker (perto de Cleveland, Ohio) e leram-na para eles em sua totalidade, mas foi rejeitada.

1–7, O dia e a hora da vinda de Cristo permanecerão incógnitos até que ele venha; 8–14, Os homens devem arrepender-se, crer no evangelho e obedecer às ordenanças para obter salvação; 15–16, O casamento é decretado por Deus; 17–21, É aprovado que se coma carne; 22–28, Sião prosperará e os lamanitas florescerão como a rosa, antes da Segunda Vinda.

  ESCUTAI minha palavra, meus servos Sidney e Parley e Leman; pois eis que em verdade vos digo que vos dou o mandamento de irdes apregar aos Shakers o meu evangelho que recebestes, da forma como o recebestes.

  Eis que vos digo que eles desejam conhecer a verdade em parte, mas não toda, pois não são aretos diante de mim e precisam arrepender-se.

  Portanto, meus servos Sidney e Parley, envio-vos a pregar-lhes o evangelho.

  E meu servo Leman será ordenado para esse trabalho a fim de arrazoar com eles, não conforme o que recebeu deles, mas conforme o que lhe será aensinado por vós, meus servos; e, fazendo isso, abençoá-lo-ei; caso contrário, ele não prosperará.

  Assim diz o Senhor; pois eu sou Deus e aenviei meu Filho Unigênito ao mundo para a bredenção do mundo; e decretei que aquele que o recebesse seria salvo e aquele que não o recebesse seria ccondenado

  E fizeram ao aFilho do Homem o que quiseram; e na mão bdireita de sua cglória tomou ele o seu poder; e agora reina nos céus e reinará até que desça à Terra, para pôr ddebaixo de seus pés todos os inimigos, tempo esse que está próximo—

  Eu, o Senhor Deus, disse-o; mas a hora e o adia nenhum homem sabe, nem os anjos nos céus; nem o saberão até que ele venha.

  Portanto eu desejo que todos os homens se arrependam, porque todos estão debaixo do apecado, exceto aqueles que reservei para mim, homens bsantos dos quais não sabeis.

  Digo-vos, pois, que vos enviei o meu aconvênio eterno, aquele que existiu desde o princípio.

  10 E aquilo que prometi, eu cumpri; e as anações da Terra a isso se bcurvarão; e se não o fizerem por si mesmas, serão abatidas, porque aquele que agora a si mesmo se exalta, será chumilhado pela força.

  11 Portanto dou-vos mandamento de vos adirigirdes a esse povo e dizer, como meu apóstolo da antigüidade, cujo nome era Pedro:

  12 Crede no nome do Senhor Jesus, que esteve na Terra e que virá, o princípio e o fim;

  13  aArrependei-vos e sede batizados em nome de Jesus Cristo, para a remissão de pecados, de acordo com o santo mandamento;

  14 E todo o que isto fizer receberá o adom do Espírito Santo, pela imposição das bmãos dos élderes da igreja.

  15 E também, em verdade vos digo que aquele que aproíbe o casamento não é aprovado por Deus, porque o bcasamento foi instituído por Deus para o homem.

  16 Portanto é legítimo que ele tenha uma aesposa e os dois serão buma só carne; e tudo isto para que a cTerra cumpra o fim de sua criação;

  17 E para que se encha com a medida do homem, de acordo com sua acriaçãobantes que o mundo fosse feito.

  18 E todo o que manda que se abstenha de acarne, que o homem dela não faça uso, não é autorizado por Deus;

  19 Porque eis que as abestas do campo e as aves do ar e aquilo que provém da terra foram estabelecidos para uso do homem, para alimento e para vestuário e a fim de que ele tenha em abundância.

  20 Mas não foi determinado que apossuísse um homem mais do que o outro; portanto o bmundo se acha em pecado.

  21 E ai do homem que aderrama sangue ou desperdiça carne sem necessidade.

  22 E também, em verdade vos digo que o Filho do Homem não avirá na forma de uma mulher nem na de um homem viajando pela terra.

  23 Portanto não vos deixeis aenganar, mas continuai firmes, à bespera de que os céus sejam sacudidos e a Terra trema e cambaleie como um homem embriagado; e os cvales sejam elevados e as dmontanhas sejam rebaixadas e os lugares acidentados sejam aplainados—e tudo isso quando o anjo soar sua etrombeta.

  24 Mas antes que venha o grande dia do Senhor, aJacó prosperará no deserto e os lamanitas bflorescerão como a rosa.

  25 Sião aflorescerá nos bouteiros e nas montanhas regozijar-se-á; e será reunida no lugar que designei.

  26 Eis que vos digo: Ide, como vos mandei; arrependei-vos de todos os vossos pecados; apedi e recebereis; batei e ser-vos-á aberto.

  27 Eis que eu irei adiante de vós e serei vossa aretaguarda; e estarei no bmeio de vós e não sereis cconfundidos.

  28 Eis que eu sou Jesus Cristo e adepressa venho. Assim seja. Amém.