Seção 58

Revelação dada por intermédio de Joseph Smith, o Profeta, em Sião, Condado de Jackson, Missouri, em 1º de agosto de 1831. Anteriormente, no primeiro domingo depois da chegada do Profeta e da comitiva ao Condado de Jackson, Missouri, um serviço religioso tinha sido realizado e dois membros haviam sido recebidos por meio do batismo. Durante aquela semana, chegaram, junto com outros, alguns santos de Colesville, do ramo de Thompson. (Ver seção 54.) Muitos estavam ansiosos para conhecer a vontade do Senhor a seu respeito no novo local de reunião.

1–5, Os que suportarem tribulações serão coroados de glória; 6–12, Os santos devem preparar-se para as bodas do Cordeiro e a ceia do Senhor; 13–18, Os bispos são juízes em Israel; 19–23, Os santos devem obedecer às leis do país; 24–29, Os homens devem usar seu livre-arbítrio para fazer o bem; 30–33, O Senhor ordena e revoga; 34–43, Para arrependerem-se, os homens precisam confessar e abandonar seus pecados; 44–58, Os santos devem comprar sua herança e congregar-se em Missouri; 59–65, O evangelho deve ser pregado a toda criatura.

 Escutai, ó élderes de minha igreja, e dai ouvidos à minha palavra, e aprendei de mim a minha vontade concernente a vós, e também a aesta terra para a qual vos enviei.

 Pois em verdade vos digo: Bem-aventurado é o que aguarda meus mandamentos, seja na vida ou na bmorte; e o que é cfiel nas dtribulações recebe maior recompensa no reino do céu.

 Por agora não podeis, com vossos olhos naturais, ver o desígnio de vosso aDeus com respeito às coisas que virão mais tarde nem a bglória que se seguirá depois de muitas tribulações.

 Pois após muitas atribulações vêm as bbênçãos. Portanto, vem o dia em que sereis ccoroados de muita dglória; ainda não é chegada a hora, mas está próxima.

 Lembrai-vos disto, que eu vos digo de antemão, para que o aguardeis no coração e recebais o que se seguirá.

 Eis que em verdade vos digo, que por este motivo vos enviei — para que fôsseis obedientes e para que vosso coração estivesse apreparado para prestar btestemunho das coisas que estão para vir;

 E também para que tivésseis a honra de estabelecer o alicerce e de testificar quanto à terra na qual a aSião de Deus será edificada;

 E também para que um banquete de coisas gordas fosse preparado para os apobres; sim, um banquete de coisas gordas, de vinho bpuro bem refinado, para que a Terra saiba que a boca dos profetas não falhará;

 Sim, uma ceia da casa do Senhor, bem preparada, para a qual todas as nações serão convidadas.

 10 Primeiro o rico e o instruído, o sábio e o nobre;

 11 E depois vem o dia do meu poder; então o pobre, o coxo e o cego e o surdo virão às abodas do Cordeiro e participarão da bceia do Senhor, preparada para o grande dia que virá.

 12 Eis que eu, o Senhor, o disse.

 13 E para que o atestemunho saia de Sião, sim, da boca da cidade da herança de Deus —

 14 Sim, por essa razão mandei-vos aqui e escolhi meu servo aEdward Partridge e designei-lhe sua missão nesta terra.

 15 Mas se ele não se arrepender de seus pecados, que são incredulidade e cegueira de coração, que se acautele para não acair.

 16 Eis que lhe é dada sua missão e não será dada outra vez.

 17 E quem tem essa missão é designado para ser ajuiz em Israel, como nos tempos antigos, para dividir as terras da herança de Deus entre seus bfilhos;

 18 E para julgar seu povo pelo testemunho dos justos e com a assistência de seus conselheiros, de acordo com as leis do reino, que são dadas pelos aprofetas de Deus.

 19 Pois em verdade vos digo: Minha lei será observada nesta terra.

 20 Que ninguém se julgue governante; mas que governe Deus o que julga, de acordo com sua própria vontade ou, em outras palavras, o que aconselha ou se assenta na cadeira de juiz.

 21 Que ninguém quebre as aleis do país, porque o que guarda as leis de Deus não tem necessidade de quebrar as leis do país.

 22 Portanto, sujeitai-vos aos poderes existentes até que reine aaquele cujo direito é reinar; e subjugue todos os inimigos sob seus pés.

 23 Eis que as aleis que recebestes de minha mão são as leis da igreja e, como tal, considerá-las-eis. Eis que aqui há sabedoria.

 24 E agora, como falei a respeito de meu servo Edward Partridge, esta terra é a terra de sua residência e dos que ele nomeou como seus conselheiros; e também a terra da residência daquele a quem designei para cuidar de meu aarmazém;

 25 Portanto, que tragam suas famílias para esta terra, como decidirem entre eles e mim.

 26 Pois eis que não é conveniente que em todas as coisas eu mande; pois o que é compelido em todas as coisas é servo aindolente e não sábio; portanto, não recebe recompensa.

 27 Em verdade eu digo: Os homens devem aocupar-se zelosamente numa boa causa e fazer muitas coisas de sua livre e espontânea vontade e realizar muita retidão.

 28 Pois neles está o poder e nisso são seus próprios aárbitros. E se os homens fizerem o bem, de modo algum perderão sua recompensa.

 29 Mas o que nada faz até que seja mandado e recebe um mandamento com o coração duvidoso e guarda-o com indolência, é acondenado.

 30 Quem sou eu que afiz o homem, diz o Senhor, para considerar inocente o que não obedece aos meus mandamentos?

 31 Quem sou eu, diz o Senhor, para aprometer e não cumprir?

 32 Eu mando, e os homens não obedecem; arevogo, e eles não recebem a bênção.

 33 Depois dizem em seu coração: Esta não é a obra do Senhor, porque suas promessas não se cumprem. Mas ai deles, porque sua recompensa os espreita ade baixo e não de cima.

 34 E agora eu vos dou mais instruções com respeito a esta terra.

 35 Considero conveniente que meu servo Martin Harris dê o exemplo à igreja, aentregando seu dinheiro ao bispo da igreja.

 36 E também esta é uma lei para todo homem que vier para esta terra a fim de receber uma herança; e ele fará com seu dinheiro o que a lei determinar.

 37 E é prudente também que se comprem terras em Independence para o armazém e também para a atipografia.

 38 E outras instruções com respeito ao meu servo Martin Harris ser-lhe-ão dadas pelo Espírito, para que ele receba sua herança como lhe aprouver;

 39 E que se arrependa de seus pecados, pois procura o alouvor do mundo.

 40 E também que meu servo aWilliam W. Phelps ocupe o cargo para o qual o designei e receba sua herança na terra;

 41 E também ele precisa arrepender-se porque eu, o Senhor, não estou satisfeito com ele, pois procura sobressair-se e não é suficientemente humilde perante mim.

 42 Eis que aquele que se aarrependeu de seus pecados é bperdoado e eu, o Senhor, deles não mais me clembro.

 43 Desta maneira sabereis se um homem se arrepende de seus pecados — eis que ele os aconfessará e babandonará.

 44 E agora, em verdade falo a respeito dos demais élderes de minha igreja; não chegará, por muitos anos, a hora de receberem sua herança nesta terra, a não ser que o desejem pela oração da fé e segundo o que lhes for designado pelo Senhor.

 45 Pois eis que dos confins da Terra areunirão os povos.

 46 Portanto, congregai-vos; e os que não forem designados para permanecer nesta terra, que preguem o evangelho nas regiões circunvizinhas; e depois disso, que regressem a seus lares.

 47 Que preguem pelo caminho e aprestem testemunho da verdade em todos os lugares, chamando ao arrependimento os ricos, os nobres e os plebeus e os pobres.

 48 E que edifiquem aigrejas, se os habitantes da Terra se arrependerem.

 49 E que pela voz da igreja seja nomeado um agente para a igreja de Ohio, a fim de receber dinheiro para a compra de terras em aSião.

 50 E dou ao meu servo, Sidney Rigdon, o mandamento de fazer por aescrito uma descrição da terra de Sião e uma exposição da vontade de Deus, como lhe for manifestada pelo Espírito;

 51 E uma epístola e uma subscrição, para serem apresentadas a todas as igrejas com o fim de obter dinheiro para ser entregue nas mãos do bispo ou do agente, como lhe parecer melhor ou como determinar, com o propósito de comprar terras para herança dos filhos de Deus.

 52 Pois eis que em verdade vos digo que o Senhor deseja que os discípulos e os filhos dos homens abram o coração para comprar toda esta região o mais depressa possível.

 53 Eis que aqui há sabedoria. Que façam isto; do contrário não receberão qualquer aherança, a não ser por derramamento de sangue.

 54 E também, quando se obtiverem terras, que se envie trabalhadores de toda classe a esta terra, a fim de trabalharem para os santos de Deus.

 55 Que todas essas coisas sejam feitas em ordem; e que os privilégios das terras sejam anunciados de tempos em tempos pelo bispo ou pelo agente da igreja.

 56 E que o trabalho da reunião não seja feito às pressas nem fugindo, mas seja feito conforme aconselharem os élderes da igreja nas conferências, de acordo com o conhecimento que eles receberem de tempos em tempos.

 57 E que meu servo Sidney Rigdon consagre e dedique ao Senhor esta terra e o local para o atemplo.

 58 E que se convoque uma conferência; e que depois os meus servos Sidney Rigdon e Joseph Smith Júnior regressem; e também Oliver Cowdery com eles, para concluírem o restante da obra que lhes designei em sua própria terra; e o restante, como for adeterminado pelas conferências.

 59 E que nenhum homem regresse desta terra sem atestificar pelo caminho aquilo que sabe e em que seguramente acredita.

 60 E que seja tirado de Ziba Peterson o que lhe foi conferido; e que ele permaneça como membro da igreja e trabalhe com as próprias mãos, juntamente com os irmãos, até que seja suficientemente acastigado por todos os seus pecados, pois ele não os confessa e pensa escondê-los.

 61 Que os demais élderes desta igreja, que estão vindo para esta terra, alguns dos quais são extremamente abençoados, também realizem uma conferência nesta terra.

 62 E que meu servo Edward Partridge dirija a conferência que será realizada por eles.

 63 E que também regressem pregando o evangelho pelo caminho, testificando quanto às coisas que lhes forem reveladas.

 64 Pois, em verdade, o som deverá partir deste lugar para todo o mundo e para os confins da Terra — o evangelho deverá ser apregado a toda criatura; e bsinais seguirão os que crerem.

 65 E eis que o Filho do Homem avem. Amém.