SEÇÃO 6

Revelação dada a Joseph Smith, o Profeta, e a Oliver Cowdery em Harmony, Estado da Pensilvânia, em abril de 1829 ( History of the Church 1:32–35). Oliver Cowdery iniciou seus trabalhos como escrevente na tradução do Livro de Mórmon em 7 de abril de 1829. Ele já havia recebido uma manifestação divina, atestando a veracidade do testemunho de Joseph com respeito às placas nas quais estava gravada a história do Livro de Mórmon. Joseph inquiriu o Senhor por intermédio do Urim e Tumim e recebeu esta resposta.

1–6, Os que trabalham no campo do Senhor alcançam a salvação; 7–13, Não há dom maior que o dom da salvação; 14–27, O testemunho da verdade é dado pelo poder do Espírito; 28–37, Confiai em Cristo e fazei o bem continuamente.

  UMA grande e amaravilhosa obra está para iniciar-se entre os filhos dos homens.

  Eis que eu sou Deus; atenta para a minha apalavra, que é viva e poderosa, mais bpenetrante que uma espada de dois gumes, que penetra até dividir as juntas e medulas; portanto atenta para minhas palavras.

  Eis que o acampo já está branco para a ceifa; portanto quem deseja ceifar que lance a sua foice com vigor e ceife enquanto durar o dia, a fim de entesourar para sua alma salvação eterna no reino de Deus.

  Sim, aquele que alança sua foice e ceifa é chamado por Deus.

  Portanto, se me apedires, receberás; se bateres, ser-te-á aberto.

  Agora, como me pediste, eis que te digo: Guarda meus mandamentos e aprocura trazer à luz e estabelecer a causa de bSião;

  Não abusquebriquezas, mas csabedoria, e eis que os dmistérios de Deus te serão revelados e então serás enriquecido. Eis que é rico aquele que tem a evida eterna.

  Em verdade, em verdade te digo: Aquilo que desejares de mim ser-te-á concedido; e se o desejares, serás o instrumento para que se faça muito de bom nesta geração.

  Não pregues coisa alguma a esta geração, a não ser aarrependimento; guarda meus mandamentos e ajuda a trazer à luz minha obra, de acordo com meus mandamentos; e serás abençoado.

  10 Eis que tens um dom e abençoado és por causa de teu dom. Lembra-te de que ele é asagrado e que vem do alto—

  11 E se aperguntares, conhecerás bmistérios que são grandes e maravilhosos; portanto exercerás teu cdom para que desvendes mistérios, para que leves muitos a conhecerem a verdade, sim, para dconvencê-los do erro de seus caminhos.

  12 Não dês a conhecer teu dom, a não ser àqueles que são de tua fé. Não trates com leviandade as acoisas sagradas.

  13 Se fizeres o bem, sim, e te aconservaresbfiel até o cfim, serás salvo no reino de Deus, o que é o maior de todos os dons de Deus; porque não há dom maior que o da dsalvação.

  14 Em verdade, em verdade te digo: Bem-aventurado és pelo que fizeste; porque me aprocuraste e eis que, tantas vezes quantas inquiriste, recebeste instruções de meu Espírito. Se assim não fora, não terias chegado ao lugar onde agora estás.

  15 Eis que tu sabes que me inquiriste e que te iluminei a amente; e agora te digo estas coisas para que saibas que foste iluminado pelo Espírito da verdade;

  16 Sim, digo-te para que saibas que ninguém há, a não ser Deus, que aconheça teus pensamentos e os intentos de teu bcoração.

  17 Digo-te estas coisas como um testemunho a ti de que as palavras, ou seja, a obra que estás escrevendo é averdadeira.

  18 Portanto sê adiligente; bapóia fielmente meu servo Joseph em qualquer circunstância difícil em que se encontrar por causa da palavra.

  19 Admoesta-o a respeito de suas faltas e aceita suas admoestações. Sê paciente; sê sóbrio; sê temperante; tem paciência, fé, esperança e caridade.

  20 Eis que tu és Oliver e falei contigo por causa de teus desejos; portanto aentesoura estas palavras no coração. Sê fiel e diligente na observância dos mandamentos de Deus e envolver-te-ei nos braços de meu amor.

  21 Eis que eu sou Jesus Cristo, o aFilho de Deus. Sou o mesmo que vim para os bmeus e os meus não me receberam. Eu sou a cluz que resplandece nas dtrevas e as trevas não a compreendem.

  22 Em verdade, em verdade eu te digo: Se desejas mais um testemunho, volve tua mente para a noite em que clamaste a mim em teu coração a fim de asaberes a respeito da veracidade destas coisas.

  23 Não dei apaz a tua mente quanto ao assunto? Que maior btestemunho podes ter que o de Deus?

  24 E agora, eis que recebeste um testemunho; porque, se eu te disse coisas que homem algum sabe, não recebeste um testemunho?

  25 E eis que te concedo o dom, se de mim o desejas, de atraduzir, sim, como meu servo Joseph.

  26 Em verdade, em verdade te digo que existem aregistros que contêm muito de meu evangelho, os quais foram retidos por causa da biniqüidade do povo;

  27 E agora te ordeno que, se tens bons desejos—um desejo de acumular para ti tesouros no céu—então auxilia a trazer à luz, com teu dom, as partes de minhas aescrituras que foram escondidas por causa de iniqüidade.

  28 E agora eis que te concedo, e também a meu servo Joseph, as chaves deste dom, que trará à luz este ministério; e pela boca de duas ou três atestemunhas toda palavra será estabelecida.

  29 Em verdade, em verdade vos digo: Se rejeitarem minhas palavras e esta parte de meu evangelho e ministério, bem-aventurados sereis, porque não poderão fazer a vós mais do que fizeram a mim.

  30 E mesmo se vos afizerem o que fizeram a mim, bem-aventurados sereis, pois bhabitareis comigo em cglória.

  31 Mas se não arejeitarem minhas palavras, as quais serão estabelecidas pelo btestemunho que será dado, bem-aventurados serão e, aí, tereis gozo no fruto de vossos labores.

  32 Em verdade, em verdade vos digo, como disse a meus discípulos: Onde dois ou três estiverem areunidos em meu nome, tratando de alguma coisa, eis que aí estarei no bmeio deles—assim também estou no meio de vós.

  33 Não tenhais areceio de praticar o bem, meus filhos, pois o que bsemeardes, isso colhereis; portanto, se semeardes o bem, colhereis o bem como vossa recompensa.

  34 Portanto não temais, pequeno rebanho; fazei o bem; deixai que a Terra e o inferno se unam contra vós, pois se estiverdes estabelecidos sobre minha arocha, eles não poderão prevalecer.

  35 Eis que eu não vos condeno; segui vossos caminhos e anão pequeis mais; executai com seriedade a obra que vos ordenei.

  36  aBuscai-me em cada pensamento; não duvideis, não temais.

  37  aVede as feridas que me perfuraram o lado e também as marcas dos bcravos em minhas mãos e pés; sede fiéis, guardai meus mandamentos e cherdareis o dreino do céu. Amém.