SEÇÃO 82

Revelação dada a Joseph Smith, o Profeta, no Condado de Jackson, Estado de Missouri, em 26 de abril de 1832 ( History of the Church 1:267–269). Naquela ocasião realizava-se o conselho geral da Igreja, no qual Joseph Smith, o Profeta, foi apoiado como Presidente do Sumo Sacerdócio, cargo para o qual havia sido anteriormente ordenado em uma conferência de sumos sacerdotes, élderes e membros, em Amherst, Estado de Ohio, em 25 de janeiro de 1832. (Ver cabeçalho da seção 75. ) A fim de ocultar a identidade das pessoas, nomes incomuns foram outrora usados na publicação desta revelação. (Ver cabeçalho da seção 78. )

1–4, Onde muito se dá, muito se requer; 5–7, A escuridão reina no mundo; 8–13, O Senhor está obrigado quando fazemos o que ele diz; 14–18, Sião deve aumentar em beleza e santidade; 19–24, Todo homem deve buscar o interesse de seu próximo.

  EM verdade, em verdade vos digo, meus servos, que como vos tendes aperdoado uns aos outros vossas ofensas, assim também eu, o Senhor, vos perdôo.

  Contudo, há entre vós alguns que pecaram muito; sim, atodos vós pecastes; mas em verdade vos digo: Acautelai-vos daqui em diante; abstende-vos do pecado para que dolorosos julgamentos não vos caiam sobre a cabeça.

  Porque a quem amuito é dado, muito é bexigido; e o que cpecar contra a dluz maior receberá a condenação maior.

  Invocais meu nome pedindo arevelações e eu vo-las dou; e se não guardais minhas palavras, as quais vos dou, vós vos tornais transgressores; e bjustiça e julgamento são a penalidade afixada pela minha lei.

  Portanto o que digo a um digo a todos: aVigiai, porque o badversário espalha seus domínios e as ctrevas reinam;

  E a ira de Deus está acesa contra os habitantes da Terra; e ninguém faz o bem, pois todos se desviaram do acaminho.

  E agora, em verdade vos digo: Eu, o Senhor, não vos atribuirei apecado algum; segui vossos caminhos e não pequeis mais; mas à alma que pecar bretornarão os pecados passados, diz o Senhor vosso Deus.

  E também vos digo: Dou-vos um anovo mandamento para que compreendais minha vontade concernente a vós;

  Ou, em outras palavras, dou-vos instruções sobre como aagirdes perante mim, a fim de que isso se transforme em vossa salvação.

  10 Eu, o Senhor, estou aobrigado quando fazeis o que eu digo; mas quando não o fazeis, não tendes promessa alguma.

  11 Portanto em verdade vos digo que é preciso que meus servos Edward Patridge e Newel K. Whitney, A. Sidney Gilbert e Sidney Rigdon e meu servo Joseph Smith e John Whitmer e Oliver Cowdery e W. W. Phelps e Martin Harris se aunam, em vossas diversas mordomias, por um vínculo e convênio que não se desfaça por transgressão sem que isso cause julgamento imediato—

  12 Para dirigir os negócios dos pobres e todas as coisas que dizem respeito ao bispado, tanto na terra de Sião como na de Kirtland;

  13 Pois consagrei a terra de Kirtland, no meu próprio e devido tempo, para benefício dos santos do Altíssimo e como uma aestaca de Sião.

  14 Pois Sião deve crescer em beleza e em santidade; suas fronteiras devem ser expandidas; suas estacas devem ser fortalecidas; sim, em verdade vos digo: aSião deve erguer-se e vestir suas bformosas vestes.

  15 Portanto dou-vos este mandamento de que vos unais por meio deste convênio; e isto será feito de acordo com as leis do Senhor.

  16 Eis que isto também me é sábio, para o vosso bem.

  17 E deveis ser aiguais, ou, em outras palavras, deveis ter os mesmos direitos sobre as propriedades, para o benefício da administração dos negócios de vossas mordomias, cada homem de acordo com seus anseios e necessidades, desde que seus anseios sejam justos—

  18 E tudo isso para o benefício da igreja do Deus vivo, para que todo homem desenvolva seus atalentos, para que todo homem adquira outros talentos, sim, até cem vezes mais, para que sejam lançados no barmazém do Senhor a fim de se tornarem propriedade comum de toda a igreja—

  19 Todo homem procurando os interesses de seu próximo e fazendo todas as coisas com os aolhos fitos na glória de Deus.

  20 Esta aordem designei como ordem eterna para vós e para vossos sucessores, desde que não pequeis.

  21 E a alma que pecar contra este convênio e contra ele endurecer o coração será tratada de acordo com as leis da minha igreja e será entregue às abofetadas de Satanás até o dia da redenção.

  22 E agora, em verdade vos digo e nisto há sabedoria: Granjeai amigos com as riquezas da injustiça e eles não vos destruirão.

  23 Deixai o julgamento somente para mim, porque ele é meu e eu arecompensarei. A paz seja convosco; convosco continuem minhas bênçãos.

  24 Pois o areino é vosso e sê-lo-á para sempre, se não abandonardes vossa perseverança. Assim seja. Amém.