SEÇÃO 89

Revelação dada por intermédio de Joseph Smith, o Profeta, em Kirtland, Estado de Ohio, em 27 de fevereiro de 1833 ( History of the Church 1:327–329). O fato de os irmãos daquela época mascarem tabaco em suas reuniões levou o Profeta a ponderar sobre o assunto; por conseguinte, inquiriu o Senhor a respeito disto. O resultado foi esta revelação, conhecida como Palavra de Sabedoria. O Profeta originalmente escreveu os três primeiros versículos como introdução e descrição inspiradas.

1–9, Condena-se o uso de vinho, bebidas fortes, tabaco e bebidas quentes; 10–17, Indicam-se para uso dos homens e dos animais as ervas, frutas, carnes e grãos; 18–21, A obediência à lei do evangelho, incluindo-se a Palavra de Sabedoria, proporciona bênçãos físicas e espirituais.

  UMA aPalavra de Sabedoria, para o benefício do conselho de sumos sacerdotes, reunido em Kirtland, e da igreja e também dos santos de Sião—

  Para ser enviada como saudação; não como mandamento ou coerção, mas como revelação e palavra de sabedoria, manifestando a ordem e a avontade de Deus quanto à salvação física de todos os santos nos últimos dias—

  Dada como princípio com apromessa, adaptada à capacidade dos fracos e do mais fraco de todos os bsantos, que são ou podem ser chamados santos.

  Eis que, em verdade, assim vos diz o Senhor: Devido a amaldades e desígnios que existem e virão a existir no coração de bhomens conspiradores nos últimos dias, eu vos cadverti e previno-vos, dando-vos esta palavra de sabedoria por revelação—

  Eis que não é bom nem aceitável aos olhos de vosso Pai que alguém entre vós tome avinho ou bebida forte, exceto quando vos reunis para oferecer vossos sacramentos perante ele.

  E eis que deve ser vinho, sim, avinho puro de uva da videira, de vossa própria fabricação.

  E também abebidas fortes não são para o ventre, mas para lavar vosso corpo.

  E também tabaco não é para o acorpo nem para o ventre e não é bom para o homem, mas é uma erva para machucaduras e todo gado doente, a qual se deve usar com discernimento e habilidade.

  E também bebidas quentes não são para o corpo nem para o ventre.

  10 E também em verdade vos digo: Todas as aervas salutares indicou Deus para a constituição, natureza e uso do homem—

  11 Toda erva em sua estação e toda fruta em sua estação; todas essas para serem usadas com prudência e aação de graças.

  12 Sim, também a acarne de banimais e a das aves do ar, eu, o Senhor, indiquei para uso do homem, com gratidão; contudo, devem ser usadas cmoderadamente;

  13 Agrada-me que não sejam usadas a não ser no inverno ou em tempos de frio ou de fome.

  14 Todos os agrãos são indicados para uso do homem e dos animais, para ser o esteio da vida, não só para o homem, mas também para os animais do campo e as aves do céu e todos os animais selvagens que correm ou rastejam na terra;

  15 E estes fez Deus para uso do homem apenas em épocas de escassez ou fome excessiva.

  16 Todos os grãos são bons para alimento do homem, como também o fruto da videira; aquilo que produz fruto, seja na terra ou acima da terra—

  17 Contudo, o trigo para o homem e o milho para o boi e a aveia para o cavalo e o centeio para as aves e os porcos e para todos os animais do campo; e a cevada para todos os animais úteis e para bebidas suaves, como também outros grãos.

  18 E todos os santos que se lembrarem de guardar e fazer estas coisas, obedecendo aos mandamentos, receberão asaúde para o umbigo e medula para os ossos;

  19 E encontrarão asabedoria e grandes tesouros de bconhecimento, sim, tesouros ocultos;

  20 E acorrerão e não se cansarão; e caminharão e não desfalecerão.

  21 E eu, o Senhor, faço-lhes uma apromessa de que o anjo destruidor bpassará por eles, como os filhos de Israel, e não os matará. Amém.