SEÇÃO 90

Revelação a Joseph Smith, o Profeta, dada em Kirtland, Estado de Ohio, em 8 de março de 1833 ( History of the Church 1:329–331). Esta revelação é um passo adicional no estabelecimento da Primeira Presidência (ver cabeçalho da seção 81); como resultado, os conselheiros mencionados foram ordenados em 18 de março de 1833.

1–5, As chaves do reino são conferidas a Joseph Smith e, por meio dele, à Igreja; 6–7, Sidney Rigdon e Frederick G. Williams devem servir na Primeira Presidência; 8–11, Deve-se pregar o evangelho às nações de Israel, aos gentios e aos judeus, cada homem ouvindo-o em sua própria língua; 12–18, Joseph Smith e seus conselheiros devem pôr em ordem a Igreja; 19–37, Várias pessoas são aconselhadas pelo Senhor a andar retamente e a servir em seu reino;

  ASSIM diz o Senhor: Em verdade, em verdade te digo, meu filho, que teus pecados te são aperdoados, de acordo com teu pedido, pois tuas orações e as orações de teus irmãos subiram a meus ouvidos.

  Portanto serás abençoado, daqui em diante, tu que possuis as achaves do reino que te foram dadas; breino esse que está surgindo pela última vez.

  Em verdade te digo: As chaves deste reino jamais te serão tomadas, enquanto estiveres no mundo; tampouco no mundo vindouro;

  Contudo, por teu intermédio os aoráculos serão dados a um outro, sim, à igreja.

  E todos os que receberem os oráculos de Deus, que se aacautelem de como os consideram, para que não os menosprezem e se ponham, assim, sob condenação e tropecem e caiam quando descerem as tempestades e assoprarem os ventos e caírem as bchuvas e baterem contra sua casa.

  E também, em verdade eu digo a teus irmãos, Sidney Rigdon e Frederick G. Williams, que perdoados também lhes são os seus pecados; e eles são considerados iguais a ti na posse das chaves deste último reino;

  Como também, pela tua administração, das chaves da aescola dos profetas, que ordenei ser organizada;

  Para que, dessa forma, sejam aperfeiçoados em seu ministério, para a salvação de Sião e das nações de Israel e dos gentios, todos os que crerem;

  Para que, pela tua administração, recebam a palavra; e pela administração deles, a palavra chegue aos confins da Terra, aprimeiro aos bgentios e, depois, eis que se voltarão para os judeus.

  10 E então virá o dia em que o braço do Senhor se arevelará em poder, para convencer as nações, as nações pagãs, a casa de bJosé, do evangelho de sua salvação.

  11 Pois acontecerá nesse dia que todo homem aouvirá a plenitude do evangelho em sua própria língua e em seu próprio idioma, por meio daqueles que são bordenados com este cpoder, pela administração do dConsolador que se derrama sobre eles para revelar Jesus Cristo.

  12 E agora, em verdade eu te digo: Dou-te o mandamento de que continues no aministério e na presidência.

  13 E quando tiveres terminado a tradução dos profetas, apresidirás, daí em diante, os negócios da igreja e da bescola;

  14 E de tempos em tempos, conforme for manifestado pelo Consolador, receberás arevelações para desvendar os bmistérios do reino;

  15 E porás em ordem as igrejas; e aestudarás e baprenderás e familiarizar-te-ás com todos os bons livros e com clínguas, idiomas e povos.

  16 E esta será vossa ocupação e missão por toda a vida: Presidir os conselhos e pôr em ordem todos os negócios desta igreja e reino.

  17 Não vos aenvergonheis nem vos confundais; mas sede admoestados em vossa altivez e borgulho, porque são uma armadilha para vossa alma.

  18 Ponde em ordem vossa casa; afastai de vós a aindolência e a bimpureza.

  19 Agora, em verdade te digo: Providencie-se um lugar, logo que possível, para a família de teu conselheiro e escriba, Frederick G. Williams.

  20 E que meu aservo idoso, Joseph Smith Sênior continue com sua família no lugar onde mora atualmente; e que o local não seja vendido até que a boca do Senhor o determine.

  21 E que meu conselheiro Sidney aRigdon permaneça onde agora reside até que a boca do Senhor o determine.

  22 E que o bispo procure zelosamente conseguir um aagente e que seja ele um homem que tenha briquezas em reserva—um homem de Deus e forte na fé—

  23 Para que assim pague todas as dívidas, a fim de que o armazém do Senhor não caia em descrédito aos olhos do povo.

  24 Buscai adiligentemente, borai sempre e sede crentes; e ctodas as coisas contribuirão para o vosso bem, se andardes retamente e vos lembrardes do dconvênio que fizestes uns com os outros.

  25 Que vossa família seja apequena, especialmente a do meu servo idoso Joseph Smith Sênior, no que se refere aos que não pertencem a vossa família;

  26 A fim de que as coisas que vos são supridas, para realizar minha obra, não sejam tomadas de vós e dadas a quem não é digno—

  27 E sejais, assim, impedidos de realizar as coisas que vos mandei.

  28 E também, em verdade vos digo: Desejo que minha serva Vienna Jaques receba dinheiro para pagar suas despesas e suba para a terra de Sião;

  29 E o restante do dinheiro seja consagrado a mim; e ela seja recompensada em meu próprio e devido tempo.

  30 Em verdade vos digo que, a meu ver, é conveniente que ela suba para a terra de Sião e receba uma herança da mão do bispo;

  31 Para que se estabeleça em paz, se for fiel, e não fique ociosa daí em diante.

  32 E eis que em verdade vos digo que deveis escrever este mandamento e dizer a vossos irmãos de Sião, com saudação amorosa, que também vos chamei para apresidir Sião, em meu próprio e devido tempo.

  33 Portanto, que cessem de importunar-me com este assunto.

  34 Eis que vos digo que vossos irmãos de Sião começam a arrepender-se e os anjos regozijam-se por causa deles.

  35 Contudo, não estou satisfeito com muitas coisas; e não estou satisfeito com meu servo aWilliam E. McLellin nem com meu servo Sidney Gilbert; e também o bispo e outros têm muito de que se arrepender.

  36 Mas em verdade vos digo que eu, o Senhor, contenderei com aSião e argumentarei com seus fortes e bcastigá-la-ei até que vença e fique climpa perante mim.

  37 Pois ela não será removida de seu lugar. Eu, o Senhor, disse-o. Amém.