Doutrina e Convênios

SEÇÃO 42

Revelação dada por intermédio de Joseph Smith, o Profeta, em Kirtland, Estado de Ohio, em 9 de fevereiro de 1831 ( History of the Church 1:148–154). Foi recebida na presença de doze élderes e em cumprimento da promessa anteriormente feita pelo Senhor de que a “lei” seria dada em Ohio. (Ver seção 38:32. ) O Profeta afirma que esta revelação “contém a lei da Igreja” ( History of the Church 1:148).

1–10, Os élderes são chamados para pregar o evangelho, batizar conversos e edificar a Igreja; 11–12, Precisam ser chamados e ordenados e devem ensinar os princípios do evangelho que se encontram nas escrituras; 13–17, Devem ensinar e profetizar pelo poder do Espírito; 18–29, Ordena-se que os santos não matem, roubem, mintam, cobicem, cometam adultério nem falem mal dos outros; 30–39, Estabelecidas leis regendo a consagração de propriedades; 40–42, Condenados o orgulho e a indolência; 43–52, Os doentes devem ser curados por meio de bênçãos e pela fé; 53–60, As escrituras governam a Igreja e devem ser proclamadas ao mundo; 61–69, O local da Nova Jerusalém e os mistérios do reino serão revelados; 70–73, As propriedades consagradas devem ser usadas para sustentar os oficiais da Igreja; 74–93, Estabelecidas leis regendo a fornicação, o adultério, o assassinato, o roubo e a confissão de pecados.

  ESCUTAI, ó vós, élderes de minha igreja, que vos reunistes em meu nome, sim, Jesus Cristo, o Filho do Deus vivo, o Salvador do mundo; porquanto credes em meu nome e guardais meus mandamentos.

  Outra vez vos digo: Escutai e dai ouvidos e obedecei à alei que vos darei.

  Pois em verdade eu digo: Como vos reunistes de acordo com o amandamento que vos dei e estais de acordo no btocante a isto e invocaste o Pai em meu nome, assim recebereis.

  Eis que em verdade vos digo: Dou-vos este primeiro mandamento de que devereis ir em meu nome, cada um de vós, exceto meus servos Joseph Smith Júnior e Sidney Rigdon.

  E dou-lhes o mandamento de que deverão ir por pouco tempo; e pelo poder do aEspírito ser-lhes-á dado saber quando regressar.

  Ireis no poder do meu Espírito, pregando meu evangelho, de adois em dois, em meu nome, elevando vossas vozes como com o som de uma trombeta, declarando minha palavra como anjos de Deus.

  E saireis batizando com água e dizendo: Arrependei-vos, arrependei-vos, pois o reino dos céus está próximo.

  E, partindo deste local, entrareis nas regiões do lado oeste; e à medida que encontrardes pessoas que vos aceitem, estabelecereis minha igreja em cada região—

  Até que venha o tempo em que vos seja revelado do alto, quando a acidade de bNova Jerusalém será preparada a fim de que sejais creunidos em um, para serdes o meu dpovo; e eu serei o vosso Deus.

  10 E também vos digo que meu servo aEdward Partridge ocupará o cargo para o qual o designei; e acontecerá que, se ele transgredir, boutro será designado em seu lugar. Assim seja. Amém.

  11 E também vos digo que a ninguém será permitido sair a apregar meu evangelho ou estabelecer minha igreja, a não ser que tenha sido bordenado por alguém que tenha cautoridade; e que a igreja saiba que tem autoridade e foi apropriadamente ordenado pelos dirigentes da igreja.

  12 E também os aélderes, sacerdotes e mestres desta igreja bensinarão os princípios de meu evangelho que estão na cBíblia e no dLivro de Mórmon, no qual se acha a plenitude do eevangelho.

  13 E observarão os convênios e regras da igreja e cumpri-los-ão e estes serão seus ensinamentos, conforme forem dirigidos pelo Espírito.

  14 E o Espírito ser-vos-á dado pela aoração da fé; e se não receberdes o bEspírito, não ensinareis.

  15 E tudo isto fareis como vos ordenei com respeito ao vosso ensino, até que seja dada a plenitude de minhas aescrituras.

  16 E ao elevardes vossa voz pelo aConsolador, falareis e profetizareis como me parecer melhor;

  17 Porque eis que o Consolador conhece todas as coisas e presta testemunho do Pai e do Filho.

  18 E agora, eis que falo à igreja. Não amatarás; e o que bmatar não terá perdão neste mundo nem no mundo vindouro.

  19 E outra vez, digo: Não matarás; mas o que matar amorrerá.

  20 Não afurtarás; o que furtar e não se arrepender será expulso.

  21 Não amentirás; o que mentir e não se arrepender será expulso.

  22  aAmarás tua esposa de todo o teu coração e a ela te bapegarás e a nenhuma outra.

  23 E aquele que olhar uma mulher para a acobiçar negará a fé e não terá o Espírito; e se não se arrepender, será expulso.

  24 Não cometerás aadultério; e o que cometer adultério e não se arrepender será expulso.

  25 Mas o que haja cometido adultério e se aarrepender de todo o coração e abandoná-lo e não mais o cometer, bperdoarás;

  26 Mas, se o fizer aoutra vez, não será perdoado, mas será expulso.

  27 Não afalarás mal de teu próximo nem lhe farás mal algum.

  28 Sabes que minhas leis com respeito a estas coisas são dadas em minhas escrituras; o que pecar e não se arrepender será aexpulso.

  29 Se me aamares, bservir-me-ás e cguardarás todos os meus mandamentos.

  30 E eis que te lembrarás dos apobres e bconsagrarás de tuas propriedades, para csustento deles, aquilo que tiveres para lhes dar, com um convênio e uma promessa que não poderão ser violados.

  31 E se aderes de teus bens aos bpobres, a mim o farás; e eles serão entregues ao cbispo de minha igreja e seus conselheiros, dois dos élderes ou sumos sacerdotes que ele indicar ou tiver indicado e ddesignado para esse propósito.

  32 E acontecerá que, uma vez entregues ao bispo de minha igreja e depois de haver ele recebido esses testemunhos concernentes à aconsagração das propriedades de minha igreja, de modo que elas não possam ser tomadas da igreja, conforme os meus mandamentos, todo homem será bresponsável perante mim, um cmordomo de seus próprios bens ou do que tiver recebido por consagração, aquilo que for suficiente para si e sua dfamília.

  33 E também, se houver propriedades nas mãos da igreja ou de qualquer de seus membros após esta primeira consagração, mais do que o necessário para seu sustento, o que for um aresíduo a ser consagrado ao bispo será conservado para que, de tempos em tempos, seja dado aos que não têm, a fim de que todo homem necessitado possa ser amplamente suprido e receba de acordo com suas necessidades.

  34 Portanto o restante será guardado em meu armazém para dar aos pobres e necessitados, segundo designação do sumo conselho da igreja e do bispo e seu conselho;

  35 E para comprar terras para benefício da igreja e para construir casas de adoração e edificar a aNova Jerusalém que será depois revelada—

  36 Para que meu povo do convênio esteja reunido como um no dia em que eu avier ao meu btemplo. E isto farei para a salvação de meu povo.

  37 E acontecerá que o que pecar e não se arrepender será aexpulso da igreja e não receberá de volta o que houver bconsagrado aos pobres e necessitados de minha igreja, ou, em outras palavras, a mim—

  38 Porque quando o afazeis ao menor destes, a mim o fazeis.

  39 Pois acontecerá que o que eu disse pela boca de meus profetas será cumprido; pois consagrarei das riquezas daqueles que abraçam meu evangelho entre os gentios aos pobres de meu povo, que são da casa de Israel.

  40 E também, que não haja aorgulho em teu coração; sejam simples todas as tuas bvestes e sua beleza, a beleza da obra de tuas próprias mãos;

  41 E sejam todas as coisas feitas com limpeza diante de mim.

  42 Não serás aocioso; porque o ocioso não comerá o pão nem usará as vestes do trabalhador.

  43 E os que entre vós estiverem adoentes e não tiverem fé para ser curados, mas acreditarem, serão alimentados com todo carinho, com ervas e comidas leves; e não pela mão de um inimigo.

  44 E os élderes da igreja, dois ou mais, serão chamados e orarão por eles, impondo-lhes as amãos em meu nome; e se morrerem, bmorrerão em mim; e se viverem, viverão em mim.

  45 Juntos avivereis em bamor, de modo que cchorareis a perda dos que morrerem; e mais especialmente dos que não têm desperança de uma ressurreição gloriosa.

  46 E acontecerá que aqueles que morrerem em mim não provarão a amorte, porque lhes será bdoce;

  47 E os que não morrem em mim, ai deles, porque amarga é sua morte.

  48 E também acontecerá que aquele que tiver a em mim para ser bcurado e não estiver cdesignado para morrer, será curado.

  49 Aquele que tiver fé para ver, verá.

  50 Aquele que tiver fé para ouvir, ouvirá.

  51 O coxo que tiver fé para saltar, saltará.

  52 E aqueles que não têm fé para fazer estas coisas, mas acreditam em mim, têm poder para tornarem-se meus afilhos; e, se não desobedecerem a minhas leis, tu bsuportarás suas enfermidades.

  53 Permanecerás firme no local de tua amordomia.

  54 Não tomarás a vestimenta de teu irmão; pagarás pelo que receberes de teu irmão.

  55 E se areceberes mais do que o necessário para teu sustento, entregá-lo-ás a meu barmazém, para que todas as coisas sejam feitas de acordo com o que eu disse.

  56 Pedirás e minhas aescrituras serão dadas como determinei e serão bpreservadas em segurança;

  57 E convém que guardes silêncio a respeito delas e não as ensines até que as tenhas recebido em sua totalidade.

  58 E dou-te o mandamento de que, então, as ensines a todos os homens; pois elas serão ensinadas a atodas as nações, tribos, línguas e povos.

  59 Tomarás as coisas que recebeste, que te foram dadas em minhas escrituras como lei, para que sejam a lei que governará minha igreja;

  60 E o que assim afizer será salvo; e o que não o fizer será bcondenado, caso continue.

  61 Se pedires, receberás arevelação sobre revelação, bconhecimento sobre conhecimento, para que conheças os cmistérios e as coisas dpacíficas—aquilo que traz ealegria, que traz vida eterna.

  62 Pedirás e ser-te-á revelado, em meu próprio e devido tempo, onde a aNova Jerusalém será construída.

  63 E eis que acontecerá que meus servos serão enviados ao leste e ao oeste, ao norte e ao sul.

  64 E mesmo agora, os que forem para o leste ensinem aqueles que se converterem a fugir para o aoeste; e isto em conseqüência do que sucederá na Terra e de bcombinações secretas.

  65 Eis que observarás todas estas coisas e grande será tua recompensa; porque a vós é dado conhecer os mistérios do reino, mas ao mundo não é dado conhecê-los.

  66 Observareis as leis que tendes recebido e sereis fiéis.

  67 E no futuro recebereis aconvênios da igreja, os quais serão suficientes para vos estabelecerdes, tanto aqui como na Nova Jerusalém.

  68 Portanto aquele que tem falta de asabedoria peça-a a mim; e dar-lhe-ei liberalmente e não o lançarei em rosto.

  69 Alegrai-vos e regozijai-vos, porque a vós foi dado o areino; ou, em outras palavras, as bchaves da igreja. Assim seja. Amém.

  70 Os asacerdotes e os bmestres terão suas cmordomias, assim como os membros.

  71 E as famílias dos élderes ou dos sumos sacerdotes designados para ajudar o bispo, como conselheiros em todas as coisas, receberão seu sustento da propriedade aconsagrada ao bispo para benefício dos pobres e para outros propósitos, como mencionado antes;

  72 Ou receberão uma justa remuneração por todos os seus serviços, seja uma mordomia ou outra coisa—conforme o que os conselheiros e o bispo considerem melhor ou decidam.

  73 E o bispo também receberá seu sustento ou uma justa remuneração por todos os seus serviços na igreja.

  74 Eis que em verdade vos digo que quaisquer pessoas entre vós que tenham repudiado o cônjuge por causa de afornicação, ou, em outras palavras, se com toda a humildade testificarem diante de vós ser este o caso, não as expulsareis de vosso meio;

  75 Mas se descobrirdes que uma pessoa abandonou o cônjuge por causa de aadultério e é ela mesma a culpada e seu cônjuge vive, essa pessoa será bexpulsa de vosso meio.

  76 E também vos digo que devereis ser adiligentes e cuidadosos em vossas investigações, para que não recebais tais pessoas entre vós, se forem casadas;

  77 E se não forem casadas, deverão arrepender-se de todos os pecados; caso contrário, não as recebereis.

  78 E também, toda pessoa que pertencer a esta igreja de Cristo esforçar-se-á para guardar todos os mandamentos e convênios da igreja.

  79 E acontecerá que, se qualquer dentre vós amatar, será entregue para ser julgado de acordo com as leis do país; pois lembrai-vos de que ele não terá perdão; e o caso será provado de acordo com as leis do país.

  80 E se qualquer pessoa, homem ou mulher, cometer adultério, será julgada diante de dois ou mais élderes da igreja; e toda palavra contra ele ou ela será confirmada por duas testemunhas da igreja e não do inimigo; mas se houver mais de duas testemunhas, será melhor.

  81 Não obstante, a pessoa será condenada pela boca de duas testemunhas; e os élderes apresentarão o caso diante da igreja e a igreja levantará a mão contra ela, para que seja julgada de acordo com a lei de Deus.

  82 E se for possível, é necessário que o bispo esteja presente também.

  83 E assim fareis em todos os casos que vos forem apresentados.

  84 E se um homem ou uma mulher roubar, será entregue à lei do país.

  85 E se ele ou ela afurtar, será entregue à lei do país.

  86 E se ele ou ela amentir, será entregue à lei do país.

  87 E se ele ou ela cometer qualquer iniqüidade, será entregue à lei, sim, à lei de Deus.

  88 E se teu airmão ou tua irmã te bofender, aparta-te com ele ou ela a sós; e se ele ou ela cconfessar, reconciliar-vos-eis.

  89 Mas se ele ou ela não confessar, ele ou ela será por ti entregue à igreja, não aos membros, mas aos élderes. E isso será feito numa reunião e não perante o mundo.

  90 E se teu irmão ou tua irmã ofender a muitos, ele ou ela será arepreendido diante de muitos.

  91 E se alguém ofender publicamente, será repreendido publicamente, para que se envergonhe. E se não confessar, será entregue à lei de Deus.

  92 Se alguém ofender em segredo, será repreendido em segredo, para que tenha oportunidade de confessar em segredo a quem quer que tenha ofendido e a Deus, para que a igreja não fale com reprovação a seu respeito.

  93 E assim agireis em todas as coisas.