Doutrina e Convênios

SEÇÃO 45

Revelação dada por intermédio de Joseph Smith, o Profeta, à Igreja, em Kirtland, Estado de Ohio, em 7 de março de 1831 ( History of the Church 1:158–163). Prefaciando o registro desta revelação, o Profeta declara que “neste período da Igreja (. . . ) muitos relatos falsos (. . . ) e histórias tolas foram publicados (. . . ) e circularam, (. . . ) para impedir que as pessoas investigassem a obra ou abraçassem a fé. (. . . ) Mas para alegria dos santos, (. . . ) recebi o seguinte” ( History of the Church 1:158).

1–5, Cristo é nosso advogado junto ao Pai; 6–10, O evangelho é um mensageiro para preparar o caminho diante do Senhor; 11–15, Enoque e seus irmãos foram recebidos pelo Senhor; 16–23, Cristo revelou os sinais de sua vinda como dados no Monte das Oliveiras; 24–38, O evangelho será restaurado, cumprir-se-ão os tempos dos gentios e uma enfermidade desoladora cobrirá a terra; 39–47, Sinais, maravilhas e a Ressurreição acompanharão a Segunda Vinda; 48–53, Cristo aparecerá sobre o Monte das Oliveiras e os judeus verão as feridas em suas mãos e pés; 54–59, O Senhor reinará durante o Milênio; 60–62, O Profeta recebe instrução para iniciar a tradução do Novo Testamento por meio da qual importantes informações tornar-se-iam conhecidas; 63–75, É ordenado que os santos se reúnam e construam a Nova Jerusalém, para onde acorrerão pessoas de todas as nações.

  ESCUTAI, ó povo de minha aigreja, a quem foi dado o breino; escutai e dai ouvidos àquele que estabeleceu os fundamentos da Terra, que cfez os céus e todas as suas hostes, e por quem foram feitas todas as coisas que vivem e se movem e têm seu ser.

  E também digo: Escutai minha voz, para que a amorte não vos surpreenda; na bhora que menos esperais o verão terá passado, a ccolheita estará terminada e vossa alma não estará salva.

  Ouvi aquele que é o aadvogado junto ao Pai, que está pleiteando vossa causa perante ele—

  Dizendo: Pai, contempla os asofrimentos e a morte daquele que não cometeu bpecado, em quem te rejubilaste; contempla o sangue de teu Filho, que foi derramado, o sangue daquele que deste para que fosses cglorificado;

  Portanto, Pai, poupa estes meus irmãos que acrêem em meu nome, para que venham a mim e tenham bvida eterna.

  Escutai, ó povo da minha igreja, e vós, élderes, juntos escutai e ouvi minha voz durante o tempo que se chama ahoje; e não endureçais o coração;

  Pois em verdade vos digo que eu sou o aAlfa e o Ômega, o princípio e o fim, a luz e a vida do mundo—uma bluz que resplandece nas trevas e as trevas não a compreendem.

  Eu vim aos meus e os meus não me receberam; mas a todos os que me receberam dei apoder para realizar muitos bmilagres e para se tornarem os cfilhos de Deus; e aos que dcreram em meu nome, dei poder para alcançarem a evida eterna.

  E assim também mandei ao mundo meu aeternobconvênio, para ser uma luz para o mundo, para ser um cmodelo para meu povo e para que os dgentios o procurem; e para ser um emensageiro diante de minha face e preparar o caminho diante de mim.

  10 Portanto entrai nele; e com aquele que vier eu arrazoarei, como fiz com os homens em dias passados; e mostrar-vos-ei meu aforte argumento.

  11 Portanto juntos escutai e deixai-me mostrar-vos minha sabedoria—a sabedoria daquele que dizeis ser o Deus de aEnoque e de seus irmãos,

  12 Que foram aapartados da Terra e recebidos em mim—uma bcidade reservada até que venha o dia da retidão—dia procurado por todos os homens santos e não encontrado devido a iniqüidades e abominações;

  13 E eles confessaram ser aestranhos e peregrinos na Terra;

  14 Mas receberam a apromessa de que o encontrariam e o veriam na carne.

  15 Portanto escutai e arrazoarei convosco; e falar-vos-ei e profetizarei como fiz com os homens em dias passados.

  16 E mostrá-lo-ei claramente, como a meus discípulos o amostrei quando estive diante deles na carne e falei-lhes, dizendo: Como me tendes perguntado sobre os bsinais da minha vinda, no dia em que, nas nuvens dos céus, eu vier em minha glória para cumprir as promessas que fiz a vossos pais,

  17 Pois uma vez que tendes considerado como aprisionamento o longo tempo em que vosso aespírito esteve bausente de vosso corpo, mostrar-vos-ei como virá o dia da redenção e também a crestauração de Israel ddisperso.

  18 E agora vedes este templo situado em Jerusalém, que chamais casa de Deus; e vossos inimigos dizem que essa casa jamais cairá.

  19 Mas em verdade vos digo que desolação virá sobre esta geração como um ladrão na noite; e este povo será destruído e dispersado por entre todas as nações.

  20 E este templo que agora vedes será derribado, de modo que não ficará pedra sobre pedra.

  21 E acontecerá que esta geração de judeus não passará sem que se cumpram todas as desolações de que vos falei em relação a eles.

  22 Dizeis saber que o afim do mundo virá; dizeis também saber que os céus e a Terra passarão;

  23 E com isto dizeis a verdade, porque assim é; mas estas coisas de que vos falei não passarão até que tudo se cumpra.

  24 E isto vos disse concernente a Jerusalém; e quando vier aquele dia, um remanescente será adisperso entre todas as nações;

  25 Mas serão areunidos outra vez; contudo permanecerão até que os tempos dos bgentios se cumpram.

  26 E anaqueles dias se ouvirá de bguerras e rumores de guerras e toda a Terra estará em comoção e o coração dos homens cfalhará; e dirão que Cristo dretarda sua vinda até o fim da Terra.

  27 E o amor dos homens esfriará e a iniqüidade será abundante.

  28 E quando os tempos dos agentios chegarem, uma bluz resplandecerá entre aqueles que se assentam em trevas; e será a plenitude do meu evangelho;

  29 Mas eles não a arecebem, porque não percebem a luz e desviam de mim o bcoração por causa dos cpreceitos dos homens.

  30 E nessa geração se cumprirá o tempo dos gentios.

  31 E haverá homens nessa geração que não passarão até que vejam uma apraga terrível; pois uma doença desoladora cobrirá a terra.

  32 Mas os meus discípulos apermanecerão em lugares santos e não serão movidos; mas, entre os iníquos, homens levantarão a voz e bamaldiçoarão a Deus e morrerão.

  33 E haverá aterremotos também em diversos lugares e muitas desolações; e ainda assim os homens endurecerão o coração contra mim e levantarão a bespada uns contra os outros e matar-se-ão uns aos outros.

  34 E quando eu, o Senhor, disse estas palavras aos meus discípulos, eles se perturbaram.

  35 E disse-lhes: Não vos aperturbeis, porque, quando todas estas coisas acontecerem, sabereis que as promessas que vos foram feitas serão cumpridas.

  36 E quando começar a raiar a luz, será para eles como uma parábola que vos mostrarei—

  37 Olhais e vedes as afigueiras e com vossos olhos as contemplais; e quando começam a brotar e suas folhas estão ainda tenras, dizeis que o verão está próximo;

  38 Assim também será no dia em que eles virem todas estas coisas; aí saberão que a hora está próxima.

  39 E acontecerá que aquele que me ateme estará besperando que venha o grande cdia do Senhor, sim, os dsinais da vinda do eFilho do Homem.

  40 E verão sinais e maravilhas, pois serão mostrados em cima nos céus e embaixo na Terra.

  41 E verão sangue e afogo e vapores de fumaça.

  42 E antes que venha o dia do Senhor, o asol se escurecerá, a lua tornar-se-á em sangue e as estrelas cairão do céu.

  43 E o remanescente será reunido neste local;

  44 E aí me procurarão e eis que virei; e ver-me-ão nas nuvens do céu, revestido de poder e grande aglória, com todos os santos anjos; e quem não me bprocurar será rejeitado.

  45 Mas antes que desça o braço do Senhor, um anjo soará sua atrombeta e os santos que dormiram bressurgirão para encontrar-me nas cnuvens.

  46 Portanto, se dormistes em apaz, bem-aventurados sois; porque como agora me vedes e sabeis que eu sou, assim também bvireis a mim e vossa alma cviverá e vossa redenção será aperfeiçoada; e os santos ressurgirão dos quatro cantos da Terra.

  47 Então o abraço do Senhor descerá sobre as nações.

  48 E então o Senhor assentará o pé sobre este amonte e ele será fendido pelo meio; e a Terra btremerá e vacilará de um lado para outro e os céus também cestremecerão.

  49 E o Senhor fará soar sua voz e todos os confins da Terra ouvi-la-ão; e as nações da Terra aprantearão e os que riram verão sua insensatez.

  50 E calamidade cobrirá o desdenhador e o escarnecedor será consumido; e os que tiverem procurado a iniqüidade serão cortados e lançados no fogo.

  51 E então os ajudeus irão bolhar para mim e dizer: Que feridas são essas em tuas mãos e em teus pés?

  52 Aí saberão que eu sou o Senhor, pois dir-lhes-ei: Estas são as feridas com que fui aferido na casa de meus amigos. Eu sou aquele que foi levantado. Eu sou Jesus, que foi bcrucificado. Eu sou o Filho de Deus.

  53 E aí eles aprantearão por causa de suas iniqüidades; e lamentar-se-ão por terem perseguido seu brei.

  54 E então as nações apagãs serão redimidas e os que não conheceram lei alguma tomarão parte na primeira bressurreição; e ser-lhes-á ctolerável.

  55 E aSatanás será bamarrado, para que não tenha lugar no coração dos filhos dos homens.

  56 E nesse adia, quando eu vier em minha glória, cumprir-se-á a parábola de que falei, concernente às dez bvirgens.

  57 Pois aqueles que são prudentes e tiverem recebido a averdade e tomado o Santo Espírito por seu bguia e não tiverem sido cenganados—em verdade vos digo que não serão cortados e lançados no dfogo, mas suportarão o dia.

  58 E a aTerra ser-lhes-á dada por bherança e multiplicar-se-ão e tornar-se-ão fortes; e seus filhos ccrescerão sem pecado para a dsalvação.

  59 Porque o Senhor estará em seu ameio e sua glória estará sobre eles; e ele será seu rei e seu blegislador.

  60 E agora, eis que vos digo que nada mais vos será dado saber concernente a este capítulo, até que o aNovo Testamento seja traduzido; e nele todas estas coisas serão dadas a conhecer;

  61 Portanto agora vos permito traduzi-lo, para que estejais preparados para as coisas que hão de vir.

  62 Pois em verdade vos digo que grandes coisas vos esperam;

  63 Ouvis falar de aguerras em terras estrangeiras; mas eis que vos digo que estão próximas, sim, a vossas portas; e daqui a não muitos anos ouvireis falar de guerras em vossas próprias terras.

  64 Portanto eu, o Senhor, disse: Saí das terras do aleste, reuni-vos, ó élderes de minha igreja; ide para as regiões do oeste, chamai os habitantes ao arrependimento e, à medida que eles se arrependerem, estabelecei igrejas para mim.

  65 E com um só coração e com um só pensamento, ajuntai vossas riquezas para acomprar uma herança que mais tarde vos será designada.

  66 E ela será chamada a aNova Jerusalém, uma bterra de cpaz, uma cidade de drefúgio, um lugar seguro para os santos do Deus Altíssimo;

  67 E a aglória do Senhor ali estará e o terror do Senhor também ali estará, tanto que os iníquos não virão a ela; e será chamada Sião.

  68 E acontecerá entre os iníquos que todo homem que não tomar sua espada contra seu próximo terá que fugir para Sião, por segurança.

  69 E areunir-se-ão nela, de todas as nações debaixo dos céus; e serão o único povo que não estará em guerra entre si.

  70 E entre os iníquos dir-se-á: Não subamos para lutar contra Sião, porque os habitantes de Sião são terríveis; portanto não podemos resistir.

  71 E acontecerá que os justos serão reunidos dentre todas as nações e virão a Sião cantando com cânticos de eterna alegria.

  72 E agora vos digo: Não deixeis que estas coisas se espalhem pelo mundo até que me seja conveniente, para que realizeis esta obra aos olhos do povo e aos olhos de vossos inimigos, para que eles não saibam de vossas obras até que tenhais realizado o que vos mandei;

  73 Para que, quando o souberem, reflitam sobre estas coisas.

  74 Pois quando o Senhor aparecer, será tão aterrível para eles que serão tomados de temor e permanecerão afastados e estremecerão.

  75 E todas as nações temerão por causa do terror do Senhor e do poder de sua força. Assim seja. Amém.