1. A
  2. B
  3. C
  4. D
  5. E
  6. F
  7. G
  8. H
  9. I
  10. J
  11. K
  12. L
  13. M
  14. N
  15. O
  16. P
  17. Q
  18. R
  19. S
  20. T
  21. U
  22. V
  23. W
  24. Y
  25. Z

Abraão 

Filho de Terá, nascido em Ur dos caldeus (Gên. 11:26, 31; 17:5). Profeta do Senhor com quem este fez convênios eternos, por meio dos quais todas as nações da Terra são abençoadas. Abraão originalmente se chamava Abrão.

Livro de Abraão

Registros antigos escritos por Abraão, que chegaram às mãos da Igreja em 1835. Os registros e algumas múmias foram descobertos em catacumbas egípcias por Antonio Lebolo, que as legou a Michael Chandler, o qual as exibiu nos Estados Unidos em 1835. Alguns amigos de Joseph Smith as compraram de Chandler e entregaram os registros a Joseph Smith, que os traduziu. Alguns desses registros agora se encontram na Pérola de Grande Valor.

O capítulo 1 relata as experiências de Abraão em Ur dos caldeus, onde sacerdotes idólatras tentaram sacrificá-lo. O capítulo 2 fala de sua jornada a Canaã. O Senhor apareceu-lhe e fez convênios com ele. O capítulo 3 afirma que Abraão viu o universo e compreendeu a relação entre os corpos celestiais. Os capítulos 4–5 são outro relato da criação.

Semente de Abraão

Pessoas que, pela obediência às leis e ordenanças do evangelho de Jesus Cristo, recebem as promessas e convênios feitos por Deus com Abraão. Os homens e mulheres podem receber tais bênçãos se pertencerem literalmente à linhagem de Abraão ou forem adotados em sua família, aceitando o evangelho e sendo batizados (Gál. 3:26–29; 4:1–7; D&C 84:33–34; 103:17; 132:30–32; Abr. 2:9–11). Os descendentes literais de Abraão podem perder essas bênçãos em virtude da desobediência (Rom. 4:13; 9:6–8).