1. A
  2. B
  3. C
  4. D
  5. E
  6. F
  7. G
  8. H
  9. I
  10. J
  11. K
  12. L
  13. M
  14. N
  15. O
  16. P
  17. Q
  18. R
  19. S
  20. T
  21. U
  22. V
  23. W
  24. Y
  25. Z

Abraão

Filho de Terá, nascido em Ur dos caldeus (Gên. 11:26, 31; 17:5). Profeta do Senhor com quem este fez convênios eternos, por meio dos quais todas as nações da Terra são abençoadas. Abraão originalmente se chamava Abrão.

  • A obediência de Abraão em oferecer Isaque em sacrifício foi à semelhança de Deus e de seu Filho Unigênito: Jacó 4:5.
  • Pagou dízimos a Melquisedeque: Al. 13:15.
  • Predisse e testificou sobre a vinda de Cristo: Hel. 8:16–17.

Livro de Abraão

Registros antigos escritos por Abraão, que chegaram às mãos da Igreja em 1835. Os registros e algumas múmias foram descobertos em catacumbas egípcias por Antonio Lebolo, que as legou a Michael Chandler, o qual as exibiu nos Estados Unidos em 1835. Alguns amigos de Joseph Smith as compraram de Chandler e entregaram os registros a Joseph Smith, que os traduziu. Alguns desses registros agora se encontram na Pérola de Grande Valor.

O capítulo 1 relata as experiências de Abraão em Ur dos caldeus, onde sacerdotes idólatras tentaram sacrificá-lo. O capítulo 2 fala de sua jornada a Canaã. O Senhor apareceu-lhe e fez convênios com ele. O capítulo 3 afirma que Abraão viu o universo e compreendeu a relação entre os corpos celestiais. Os capítulos 4–5 são outro relato da criação.

Semente de Abraão

Pessoas que, pela obediência às leis e ordenanças do evangelho de Jesus Cristo, recebem as promessas e convênios feitos por Deus com Abraão. Os homens e mulheres podem receber tais bênçãos se pertencerem literalmente à linhagem de Abraão ou forem adotados em sua família, aceitando o evangelho e sendo batizados (Gál. 3:26–29; 4:1–7; D&C 84:33–34; 103:17; 132:30–32; Abr. 2:9–11). Os descendentes literais de Abraão podem perder essas bênçãos em virtude da desobediência (Rom. 4:13; 9:6–8).