Imprimir
Compartilhar

Primeira Epístola Universal do Apóstolo Pedro

Capítulo 4

Pedro explica por que o evangelho é pregado aos mortos — Os santos devem falar como os oráculos de Deus — Os justos serão postos à prova e testados em todas as coisas.

1 Ora, pois, que Cristo padeceu por nós na carne, armai-vos também vós com este pensamento: aque aquele que padeceu na carne cessou do bpecado,

2 Para, no tempo que lhe resta na carne, não viver mais segundo as aconcupiscências dos homens, mas segundo a vontade de Deus.

3 Porque basta-nos que no tempo passado da vida fizéssemos a vontade dos gentios, andando em dissoluções, concupiscências, aborracheiras, bglutonarias, bebedices e abomináveis cidolatrias,

4 O que estranham, por não correrdes com eles no mesmo desenfreamento de dissolução, blasfemando de vós.

5 Os quais hão de dar conta ao que está preparado para ajulgar os vivos e os mortos.

6 aPorque para isso foi o bevangelho cpregado também aos dmortos, para que, na verdade, fossem julgados segundo os homens na carne, porém vivessem segundo Deus em espírito;

7 aE já está próximo o fim de todas as coisas; portanto, sede sóbrios e bvigiai em orações.

8 Mas, sobretudo, tende ardente caridade uns para com os outros, aporque a bcaridade cobrirá uma multidão de pecados.

9 Sede ahospitaleiros uns para com aos outros, sem bmurmurações.

10 Cada um aadministre aos outros o dom como o recebeu, como bons bdespenseiros da multiforme graça de Deus.

11 Se alguém afalar, fale segundo as bpalavras de Deus; se alguém administrar, administre segundo o poder que Deus dá; para que em tudo Deus seja glorificado por Jesus Cristo, a quem pertence a glória e poder para todo o sempre. Amém.

12 Amados, não estranheis a ardente aprova que vos sobrevém para vos testar, como se coisa estranha vos acontecesse;

13 Mas aalegrai-vos de serdes bparticipantes das caflições de Cristo, para que também na drevelação da sua glória vos regozijeis e alegreis.

14 Se pelo nome de Cristo sois avituperados, bbem-aventurados sois, porque sobre vós repousa o Espírito da glória de Deus, o qual, quanto a eles, é blasfemado, mas, quanto a vós, glorificado.

15 Porém nenhum de vós padeça como homicida, ou ladrão, ou malfeitor, ou como o que se entremete em negócios alheios;

16 Mas, se padece como acristão, não se envergonhe, antes glorifique a Deus nesta parte.

17 Porque já é tempo que comece o ajuízo pela casa de Deus; e se primeiro começa por nós, qual será o fim daqueles que são bdesobedientes ao evangelho de Deus?

18 E se apenas o ajusto se salva, onde aparecerão o bímpio e o pecador?

19 Portanto, também os que padecem segundo a vontade de Deus encomendem-lhe a sua alma, como a um fiel Criador, fazendo o bem.