O Livro do Profeta Jeremias

Jeremias 

Capítulo 1

Jeremias foi preordenado para ser um profeta para as nações — Ele é chamado como mortal para declarar a palavra do Senhor.

Capítulo 2

O povo de Judá deixou o Senhor, o manancial de águas vivas — Eles adoraram ídolos e rejeitaram os profetas.

Capítulo 3

Israel e Judá profanaram e poluíram a terra com sua iniquidade — Nos últimos dias, o Senhor reunirá o povo de Israel, tomando um de uma cidade e dois de uma família, e os levará a Sião.

Capítulo 4

Israel e Judá são chamadas ao arrependimento — Jeremias lamenta os sofrimentos de Judá.

Capítulo 5

Serão derramados julgamentos sobre o povo de Judá por causa de seus pecados — Suas iniquidades fazem com que as bênçãos lhes sejam retidas.

Capítulo 6

Jerusalém será destruída por causa de sua iniquidade — Ela será derrotada por uma nação grande e cruel.

Capítulo 7

Se o povo de Judá se arrepender, ele será preservado — O templo se tornou um covil de ladrões — O Senhor rejeita aquela geração do povo de Judá por suas idolatrias — Eles oferecem os filhos em sacrifício.

Capítulo 8

Sobrevirão calamidades sobre os habitantes de Jerusalém — Para eles, já se passou a ceifa, já se acabou o verão, e eles não estão salvos.

Capítulo 9

Jeremias lamenta profundamente os pecados do povo — Eles serão dispersos entre as nações e punidos.

Capítulo 10

Não aprendais o caminho de outras nações — Seus deuses são ídolos e imagens de fundição — O Senhor é o Deus verdadeiro e vivo.

Capítulo 11

O povo de Judá é amaldiçoado por quebrar o convênio de obediência — O Senhor não ouvirá suas orações.

Capítulo 12

Jeremias reclama da prosperidade dos iníquos — Se outras nações aprenderem os caminhos de Israel, elas serão contadas com Israel.

Capítulo 13

Israel e Judá serão como um cinto apodrecido e deteriorado — Ordena-se ao povo que se arrependa — Judá será levada cativa e dispersa como restolho.

Capítulo 14

Jeremias ora por causa da seca e da fome — O Senhor não ouvirá por causa da iniquidade de Seu povo.

Capítulo 15

O povo de Judá padecerá a morte, a espada, a fome e o cativeiro — Eles serão dispersos por todos os reinos da Terra — Jerusalém será destruída.

Capítulo 16

Prevê-se a ruína total de Judá — Israel é rejeitada e dispersa por servir deuses falsos — Pescadores e caçadores reunirão Israel novamente, e o povo servirá ao Senhor — O evangelho será restaurado.

Capítulo 17

O cativeiro de Judá é consequência do pecado e de seu abandono do Senhor — Santificai o dia do Sábado; isso salvará o povo, caso contrário serão destruídos.

Capítulo 18

Israel é como o barro do oleiro nas mãos do Senhor — Se as nações se arrependerem, o Senhor reterá o mal que decretou contra elas — O povo de Judá será disperso.

Capítulo 19

O Senhor trará o mal sobre Judá — Eles sacrificam os filhos a Baal — Durante o cerco, eles comerão a carne dos próprios filhos.

Capítulo 20

Jeremias é ferido e colocado no cepo — Ele profetiza que todos de Judá serão levados cativos para Babilônia.

Capítulo 21

Jeremias prediz o cerco, o cativeiro e a destruição de Jerusalém — Zedequias será levado cativo por Nabucodonosor.

Capítulo 22

O trono de Davi permanece ou cai de acordo com a obediência dos reis — Os juízos do Senhor estão sobre os reis de Judá.

Capítulo 23

Os remanescentes de Israel serão reunidos nos últimos dias — O Renovo, que é o Rei (o Messias), reinará em retidão — Os falsos profetas que ensinam mentiras serão amaldiçoados.

Capítulo 24

Zedequias e o povo de Judá serão amaldiçoados e dispersos — Alguns serão reunidos de volta da Caldeia para servir ao Senhor.

Capítulo 25

A Judá cativa servirá Babilônia por setenta anos — Várias nações serão derrubadas — Nos últimos dias, todos os habitantes da Terra estarão em guerra.

Capítulo 26

Jeremias profetiza a destruição do povo — Por causa disso, ele é acusado e julgado e posteriormente inocentado.

Capítulo 27

O Senhor anuncia a muitas nações que elas hão de servir a Babilônia — Os utensílios da casa do Senhor serão levados para a Babilônia.

Capítulo 28

Hananias profetiza falsamente que o jugo babilônico será quebrado.

Capítulo 29

Jeremias diz aos judeus que estão na Babilônia que se preparem para setenta anos de cativeiro — Os que permaneceram em Jerusalém serão dispersos — Semaías profetiza falsamente e é amaldiçoado.

Capítulo 30

Nos últimos dias, Judá e Israel serão coligados nas suas próprias terras — Davi, seu rei (o Messias), reinará sobre eles.

Capítulo 31

Nos últimos dias, Israel será coligada — O Senhor declara que Efraim tem o direito de primogenitura — O Senhor fará com Israel um novo convênio, que será escrito no coração deles — Então, todo o Israel conhecerá o Senhor.

Capítulo 32

Jeremias é aprisionado por Zedequias — O profeta compra terras para simbolizar o retorno de Israel à sua terra — O Senhor reunirá Israel e fará um convênio eterno com eles.

Capítulo 33

Judá e Israel serão coligados — É prometido o Renovo de Retidão (o Messias) — A Semente de Davi (o Messias) reinará para sempre.

Capítulo 34

Jeremias profetiza o cativeiro de Zedequias — O povo de Judá será motivo de horror para todos os reinos da Terra.

Capítulo 35

Os recabitas são elogiados e abençoados por sua obediência.

Capítulo 36

Baruque escreve as profecias de Jeremias e as lê na casa do Senhor — Joaquim, o rei, queima o livro, e lhe sobrevém o juízo do Senhor — Jeremias dita novamente as profecias e acrescenta muitas outras.

Capítulo 37

Jeremias profetiza que o Egito não salvará Judá de Babilônia — Ele é colocado no calabouço — Zedequias o transfere para o átrio da guarda.

Capítulo 38

Os governantes lançam Jeremias em uma cisterna lamacenta — Ele é libertado por Ebede-Meleque, um etíope, e colocado no átrio da guarda — Jeremias aconselha Zedequias a respeito da guerra.

Capítulo 39

Jerusalém é tomada, e o povo é levado cativo — Jeremias e Ebede-Meleque, o etíope, são preservados.

Capítulo 40

O rei de Babilônia nomeia Gedalias governador dos remanescentes que ficaram em Judá — Jeremias é libertado e mora entre eles.

Capítulo 41

Ismael mata Gedalias e leva cativo o povo de Mizpá — Eles são resgatados por Joanã.

Capítulo 42

Jeremias promete paz e segurança a Joanã e aos remanescentes de Judá, se eles permanecerem em Judá, mas espada, fome e pestilência se forem para o Egito.

Capítulo 43

Joanã leva Jeremias e os remanescentes de Judá para o Egito — Jeremias profetiza que Babilônia conquistará o Egito.

Capítulo 44

Jeremias profetiza que os judeus que estão no Egito, com exceção de um pequeno remanescente, serão destruídos por adorarem deuses falsos.

Capítulo 45

Jeremias promete a Baruque que a vida deste será preservada.

Capítulo 46

Jeremias profetiza que Babilônia conquistará o Egito — Jacó será salvo e retornará à sua própria terra.

Capítulo 47

Jeremias prediz desolação e destruição sobre os filisteus.

Capítulo 48

Sobrevirão juízo e destruição sobre os moabitas por desprezarem a Deus.

Capítulo 49

Sobrevirão juízo e destruição sobre o povo de Amom, de Edom, de Quedar, de Hazor e de Elão.

Capítulo 50

Babilônia será destruída e nunca mais voltará a se levantar — O povo disperso de Israel será trazido de volta às terras de sua herança.

Capítulo 51

Sobrevirão juízos, destruição e desolação sobre Babilônia por seus pecados — Ordena-se a Israel: Fugi de Babilônia — Israel é a vara do Senhor para destruir todos os reinos.

Capítulo 52

Jerusalém é cercada e tomada pelos caldeus — Muitas pessoas e os utensílios da casa do Senhor são levados para Babilônia.