Imprimir
Compartilhar

O Livro de Juízes

Capítulo 18

Os danitas enviam homens para procurar uma herança — Eles se apossam das imagens e do sacerdote de Mica, queimam a cidade de Laís e estabelecem a idolatria.

1 Naqueles dias não havia rei em Israel; e nos mesmos dias a tribo dos danitas buscava para si herança para habitar; porquanto até aquele dia entre as tribos de Israel não lhe havia caído por sorte sua herança.

2 E enviaram os filhos de Dã, da sua família, cinco homens dos seus confins, homens valorosos, de Zorá e de Estaol, para espiar e explorar a terra; e lhes disseram: Ide, explorai a terra. E foram à montanha de Efraim, até a casa de Mica, e passaram ali a noite.

3 E quando eles estavam junto da casa de Mica, reconheceram a voz do jovem, do levita; e dirigiram-se para lá, e lhe disseram: Quem te trouxe aqui, que fazes aqui, e que é o que tens aqui?

4 E ele lhes disse: Assim e assim me fez Mica; pois me contratou, e eu lhe sirvo de sacerdote.

5 Então lhe disseram: Ora, pergunta a Deus, para que possamos saber se prosperará o caminho que seguimos.

6 E disse-lhes o sacerdote: Ide em paz; o caminho que seguis está perante o Senhor.

7 Então foram aqueles cinco homens, e chegaram a Laís; e viram que o povo que havia no meio dela estava seguro, conforme o costume dos sidônios, asereno e confiante; nem havia possessor algum do reino que por causa alguma envergonhasse a alguém naquela terra; também estavam longe dos sidônios, e não tinham tratos com ninguém.

8 Então voltaram a seus irmãos, a Zorá e a Estaol; e seus irmãos lhes disseram: Que dizeis vós?

9 E eles disseram: Levantai-vos, e subamos a eles; porque examinamos a terra, e eis que é muitíssimo boa; estareis, pois, atranquilos? Não sejais bpreguiçosos em irdes, para entrar e para possuir esta terra.

10 Quando lá chegardes, vereis um povo confiante, e a terra é larga de extensão; porque Deus vo-la entregou na mão; lugar em que não falta de coisa alguma que na terra.

11 Então partiram dali, da família dos danitas, de Zorá e de Estaol, seiscentos homens armados de armas de guerra.

12 E subiram, e acamparam-se em Quiriate-Jearim, em Judá; pelo que chamaram esse lugar aMaané-Dã, até o dia de hoje; eis que está por detrás de Quiriate-Jearim.

13 E dali passaram à montanha de Efraim; e foram até a casa de Mica.

14 Então responderam os cinco homens, que foram espiar a terra de Laís, e disseram a seus irmãos: Sabeis vós que naquelas casas há um éfode, e terafins, e imagem de escultura e de fundição? Vede, pois, agora o que haveis de fazer.

15 Então foram para lá, e foram à casa do jovem, o levita, na casa de Mica, e perguntaram-lhe como estava.

16 E os seiscentos homens, que eram dos filhos de Dã, armados de suas armas de guerra, ficaram à entrada da porta.

17 Porém, subindo os cinco homens, que foram espiar a terra, entraram nela, e tomaram a imagem de escultura, o éfode, e os terafins, e a imagem de fundição, ficando o sacerdote em pé à entrada da porta, com os seiscentos homens que estavam armados com as armas de guerra.

18 Entrando eles, pois, na casa de Mica, e tomando a imagem de escultura, e o éfode, e os terafins, e a imagem de fundição, disse-lhes o sacerdote: Que estais fazendo?

19 E eles lhe disseram: Cala-te, põe a mão na boca, e vem conosco, e sê-nos por pai e sacerdote; é melhor para ti que sejas sacerdote da casa de um só homem, do que ser sacerdote de uma tribo e de uma família em Israel?

20 Então alegrou-se o coração do sacerdote, e tomou o éfode, e os terafins, e a imagem de escultura, e entrou no meio do povo.

21 Assim, viraram-se, e partiram; e os pequeninos, e o gado, e a bagagem puseram diante de si.

22 E estando já longe da casa de Mica, os homens que estavam nas casas junto à casa de Mica se congregaram, e alcançaram os filhos de Dã.

23 E clamaram aos filhos de Dã, os quais viraram os seus rostos, e disseram a Mica: Que tens, que tanta gente convocaste?

24 Então ele disse: Os meus deuses, que eu fiz, me tomastes, juntamente com o sacerdote, e fostes embora; que mais me resta agora? Como, pois, me dizeis: Que é o que tens?

25 Porém os filhos de Dã lhe disseram: Não nos faças ouvir a tua voz, para que porventura homens de ânimo violento não se lancem sobre vós, e tu percas a tua vida, e a vida dos da tua casa.

26 Assim, seguiram o seu caminho os filhos de Dã; e Mica, vendo que eram mais fortes do que ele, voltou, e retornou à sua casa.

27 Eles, pois, atomaram o que Mica tinha feito, e o sacerdote que tivera, e foram a Laís, a um povo sereno e confiante, e os feriram ao fio da espada, e queimaram a cidade a fogo.

28 E ninguém houve que os livrasse, porquanto estavam longe de Sidom, e não tinham tratos com ninguém, e a cidade estava no vale que está junto a Bete-Reobe; depois reedificaram a cidade e habitaram nela.

29 E chamaram o nome da cidade Dã, conforme o nome de a, seu pai, que nascera a Israel; sendo, porém, dantes, o nome desta cidade Laís.

30 E os filhos de Dã levantaram para si aaquela imagem de escultura; e Jônatas, filho de Gérson, o filho de bManassés, ele e seus filhos foram sacerdotes da tribo dos danitas, até o dia do cativeiro da terra.

31 Assim, pois, a imagem de escultura que fizera Mica estabeleceram entre si, todos os dias que a acasa de Deus esteve em bSiló.