Ouvir
Download
Imprimir
Compartilhar

Regras de Fé de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Capítulo 1

1 aCremos em bDeus, o Pai Eterno, e em Seu cFilho, Jesus Cristo, e no dEspírito Santo.

2 Cremos que os homens serão punidos por seus apróprios pecados e não pela btransgressão de Adão.

3 Cremos que, por meio da aExpiação de Cristo, toda a humanidade pode ser bsalva, pela cobediência às dleis e ordenanças do eEvangelho.

4 Cremos que os primeiros princípios e aordenanças do Evangelho são: primeiro, b no Senhor Jesus Cristo; segundo, cArrependimento; terceiro, dBatismo por imersão para a eremissão de pecados; quarto, Imposição de fmãos para o gdom do Espírito Santo.

5 Cremos que um homem deve ser achamado por Deus, por bprofecia, e pela imposição de cmãos, por quem possua dautoridade, para epregar o Evangelho e administrar as suas fordenanças.

6 Cremos na mesma aorganização que existia na Igreja Primitiva, isto é, bapóstolos, cprofetas, dpastores, mestres, eevangelistas, etc.

7 Cremos no adom de blínguas, cprofecia, drevelação, evisões, fcura, ginterpretação de línguas, etc.

8 Cremos ser a aBíblia a bpalavra de Deus, desde que esteja traduzida ccorretamente; também cremos ser o dLivro de Mórmon a palavra de Deus.

9 Cremos em tudo o que Deus arevelou, em tudo o que Ele revela agora, e cremos que Ele ainda brevelará muitas coisas grandiosas e importantes relativas ao Reino de Deus.

10 Cremos na acoligação literal de Israel e na restauração das bDez Tribos; que cSião (a Nova Jerusalém) será construída no continente americano; que Cristo dreinará pessoalmente na Terra; e que a Terra será erenovada e receberá a sua fglória gparadisíaca.

11 Pretendemos o aprivilégio de adorar a Deus Todo-Poderoso de acordo com os bditames de nossa própria cconsciência; e concedemos a todos os homens o mesmo privilégio, deixando-os dadorar como, onde, ou o que desejarem.

12 Cremos na submissão a reis, presidentes, governantes, e magistrados; na obediência, honra, e manutenção da alei.

13 Cremos em ser ahonestos, verdadeiros, bcastos, benevolentes, virtuosos, e em cfazer o bem a todos os homens; na realidade, podemos dizer que seguimos a dadmoestação de Paulo: Cremos em todas as coisas, confiamos em todas as coisas, suportamos muitas coisas e eesperamos ter a capacidade de tudo fsuportar. Se houver qualquer coisa gvirtuosa, amável, de boa fama ou louvável, nós a procuraremos.

Joseph Smith.