Ouvir
Download
Imprimir
Compartilhar

Joseph Smith—Mateus

Parte da tradução da Bíblia como revelada a Joseph Smith, o Profeta, em 1831: Mateus 23:39 e o capítulo 24.

Capítulo 1

Jesus prediz a iminente destruição de Jerusalém — Ele fala também sobre a Segunda Vinda do Filho do Homem e a destruição dos iníquos.

1 Porque eu vos digo que desde agora não me vereis, nem sabereis que sou aquele de quem os profetas escreveram, até que digais: Bendito o que avem em nome do Senhor, nas nuvens do céu, e todos os santos anjos com ele. Então entenderam seus discípulos que ele retornaria à Terra, depois de haver sido glorificado e coroado à mão direita de bDeus.

2 E Jesus saiu, e afastou-se do templo; e aproximaram-se dele os seus discípulos para ouvi-lo, dizendo: Mestre, fala-nos a respeito dos edifícios do templo, pois disseste: Serão derrubados e se vos farão desertos.

3 E Jesus disse-lhes: Não vedes todas essas coisas, e não as compreendeis? Em verdade vos digo: Não ficará aqui, neste templo, apedra sobre pedra que não seja derrubada.

4 E Jesus deixou-os, e subiu ao aMonte das Oliveiras. E estando assentado no Monte das Oliveiras, chegaram-se a ele os seus discípulos, em particular, dizendo: Dize-nos quando serão essas coisas que disseste a respeito da destruição do templo, e dos judeus; e qual é o bsinal da tua cvinda e do dfim do mundo, ou seja, a destruição dos einíquos, que é o fim do mundo?

5 E Jesus respondeu, e disse-lhes: Acautelai-vos, que ninguém vos engane;

6 Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou Cristo; e enganarão a muitos;

7 Então vos hão de entregar para serdes aatormentados, e matar-vos-ão; e sereis bodiados por todas as nações por causa de meu nome;

8 E então muitos serão levados a pecar, e trair-se-ão uns aos outros, e uns aos outros se odiarão;

9 E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos;

10 E por sobejar a iniquidade, o aamor de muitos esfriará;

11 Mas o que permanecer firme e não for vencido, esse será salvo.

12 Quando, pois, virdes a aabominação da desolação, de que falou o profeta bDaniel, concernente à destruição de cJerusalém, então estareis no dlugar santo; quem ler, entenda.

13 Então, os que estiverem na Judeia fujam para os amontes;

14 Quem estiver sobre o telhado fuja, e não volte para tirar coisa alguma de sua casa;

15 Nem volte para buscar suas vestes aquele que estiver no campo;

16 E ai das agrávidas, e das que amamentarem naqueles dias;

17 Portanto, rogai ao Senhor para que vossa fuga não aconteça no inverno, nem no dia do Sábado;

18 Porque então, naqueles dias, haverá grandes aflições sobre os ajudeus, e sobre os habitantes de bJerusalém, tais como nunca foram antes enviadas por Deus sobre Israel, desde o princípio de seu reino até agora; não, nem jamais tornarão a ser enviadas sobre Israel.

19 Todas as coisas que lhes aconteceram são somente o princípio das dores que lhes advirão.

20 E a não ser que aqueles dias fossem abreviados, nenhum de sua carne se salvaria; mas por causa dos eleitos, de acordo com o convênio, aqueles dias serão abreviados.

21 Eis que essas coisas vos disse em relação aos judeus; e também, após as aflições daqueles dias, que cairão sobre Jerusalém, se alguém vos disser: Eis que o Cristo está aqui, ou ali; não lhe deis crédito;

22 Porque nesses dias surgirão também falsos Cristos, e falsos profetas; e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível, enganarão até os eleitos, que são os eleitos de acordo com o convênio.

23 Eis que vos digo essas coisas por causa dos aeleitos; e também ouvireis de bguerras, e rumores de guerras; vede que não vos inquieteis, pois tudo que vos disse deve acontecer; mas ainda não é o fim.

24 Eis que eu vo-lo disse antes;

25 Portanto, se vos disserem: Eis que ele está no deserto; não saiais; Eis que ele está nas câmaras secretas; não acrediteis;

26 Porque assim como a luz da manhã sai do aoriente, e brilha até o ocidente, e cobre toda a Terra, assim será também a vinda do Filho do Homem.

27 E agora vos dou uma parábola: Eis que onde estiver o cadáver, ali se ajuntarão as águias; assim também serão meus eleitos areunidos dos quatro cantos da Terra.

28 E eles ouvirão de guerras, e rumores de guerras.

29 Eis que falo por causa de meus eleitos; porque nação se levantará contra nação, e reino contra reino; haverá afomes, e pestes, e terremotos em vários lugares.

30 E também, por sobejar a iniquidade, o amor de muitos esfriará; mas o que não for vencido, esse será salvo.

31 E também este Evangelho do Reino será pregado em todo o amundo, em testemunho a todas as nações; e então virá o fim, ou seja, a destruição dos iníquos;

32 E também será cumprida a abominação da desolação de que falou o profeta Daniel.

33 E imediatamente após a aflição desses dias, o asol escurecerá, e a lua não dará a sua luz; e as estrelas cairão do céu, e os poderes do céu serão abalados.

34 Em verdade vos digo: Essa geração, na qual essas coisas serão mostradas, não passará até que tudo o que eu disse seja cumprido.

35 Contudo, chegarão os dias em que o céu e a Terra hão de passar; minhas apalavras, porém, não passarão, mas todas serão cumpridas.

36 E, como eu disse antes, depois da aaflição desses dias, e de os poderes dos céus serem abalados, então aparecerá o sinal do Filho do Homem no céu; e então todas as tribos da Terra se lamentarão; e verão o Filho do Homem bvindo nas nuvens do céu, com poder e grande glória;

37 E o que entesourar minha apalavra não será enganado, porque o Filho do Homem virá e enviará seus banjos adiante dele com o grande som de uma trombeta; e eles cajuntarão o restante de seus eleitos dos quatro ventos, de uma a outra extremidade do céu.

38 Aprendei, pois, a parábola da afigueira: Quando já os seus ramos se tornam tenros e ela começa a dar folhas, sabeis que está próximo o verão;

39 Assim também, meus eleitos, quando eles virem todas essas coisas, saberão que ele está próximo, sim, às portas;

40 Mas daquele dia e hora ninguém asabe; não, nem os anjos de Deus no céu, mas unicamente meu Pai.

41 Mas como foi nos dias de aNoé, assim será também na vinda do Filho do Homem;

42 Porque será com eles como foi nos dias anteriores ao adilúvio; porque até o dia em que Noé entrou na arca, eles comiam e bebiam, casavam-se e davam-se em casamento;

43 E não o perceberam até que veio o dilúvio, e levou-os a todos; assim será também a vinda do Filho do Homem.

44 Então será cumprido aquilo que está escrito: Que nos aúltimos dias, estando dois no campo, será levado um, e bdeixado o outro;

45 Estando dois moendo no moinho, será levado um, e deixado o outro;

46 E o que digo a um digo a todos os homens; avigiai, pois, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor.

47 Mas sabei isto: Se o bom pai de família soubesse a que vigília viria o ladrão, teria vigiado e não teria deixado minar a sua casa, mas estaria preparado.

48 Por isso, estai vós preparados também, porque o Filho do Homem há de vir à hora em que não pensais.

49 Quem é, pois, o servo afiel e prudente, a quem o seu senhor constituiu sobre a sua casa, para dar o sustento a seu tempo?

50 Bem-aventurado é aquele servo que o seu senhor, quando vier, achar fazendo assim; e em verdade vos digo que o porá sobre todos os seus bens.

51 Mas se aquele mau servo disser no seu coração: O meu senhor aretarda sua vinda;

52 E começar a espancar os seus conservos, e a comer e a beber com os ébrios,

53 Virá o senhor daquele servo num dia em que não o espera, e à hora em que ele não sabe;

54 E separá-lo-á e destinará a sua parte com os hipócritas; ali haverá pranto e aranger de dentes.

55 E assim virá o afim dos iníquos, de acordo com a profecia de Moisés, que diz: Eles serão afastados dentre o povo; contudo, não é ainda o fim da Terra, mas está próximo.