Extrato da tradução da Bíblia, como revelada a Joseph Smith, o Profeta, entre junho de 1830 e fevereiro de 1831.

Capítulo 1

(Junho de 1830)

Deus revela-Se a Moisés — Moisés é transfigurado — Ele é confrontado por Satanás — Moisés vê muitos mundos habitados — Mundos sem número foram criados pelo Filho — A obra e a glória de Deus é levar a efeito a imortalidade e a vida eterna do homem.

 As palavras de Deus, que ele adisse a bMoisés, numa ocasião em que Moisés foi arrebatado a uma montanha sumamente alta;

 E aviu Deus bface a face e falou com ele e a cglória de Deus estava sobre Moisés; portanto, Moisés podia dsuportar sua presença.

 E Deus falou a Moisés, dizendo: Eis que eu sou o Senhor Deus aTodo-Poderoso; e bInfinito é meu nome, pois eu sou sem princípio de dias ou fim de anos; e não é isso infinito?

 E eis que tu és meu filho; portanto, aolha e mostrar-te-ei as obras de minhas bmãos; mas não todas, porque minhas cobras não têm dfim nem tampouco minhas epalavras, porque jamais cessam.

 Portanto, nenhum homem pode contemplar todas as obras minhas sem contemplar toda a minha glória; e nenhum homem pode contemplar toda a minha glória e depois permanecer na carne sobre a Terra.

 E tenho uma obra para ti, Moisés, meu filho; e tu és à asemelhança de meu bUnigênito; e meu Unigênito é e será o cSalvador, pois ele é cheio de dgraça e everdade; mas fnão há outro Deus além de mim e todas as coisas estão presentes comigo, pois eu as gconheço todas.

 E agora, eis que te mostro isto, Moisés, meu filho, pois estás no mundo; e agora eu o mostro a ti.

 E aconteceu que Moisés olhou e viu o amundo no qual ele fora criado; e Moisés bviu o mundo e seus confins e todos os filhos dos homens que existem e que foram criados; e cmaravilhou-se e assombrou-se muito com isso.

 E a presença de Deus apartou-se de Moisés, de modo que sua glória não estava sobre ele; e Moisés foi deixado sozinho. E, ao ficar sozinho, caiu por terra.

 10 E aconteceu que se passaram muitas horas antes que Moisés recobrasse sua aforça natural como homem; e disse a si mesmo: Ora, por esta razão sei que o homem bnada é, coisa que nunca havia imaginado.

 11 Mas agora meus próprios olhos contemplaram aDeus; não, porém, meus olhos bnaturais, mas, sim, meus olhos espirituais, porque meus olhos naturais não poderiam ter contemplado; pois eu teria cfenecido e dmorrido em sua presença; mas sua glória estava sobre mim e eu contemplei sua eface, pois fui ftransfigurado diante dele.

 12 E aconteceu que, quando Moisés pronunciou essas palavras, eis que aSatanás veio btentá-lo, dizendo: Moisés, filho de homem, adora-me.

 13 E aconteceu que Moisés olhou para Satanás e disse: Quem és tu? Pois eis que sou um afilho de Deus, à semelhança de seu Unigênito; e onde está tua glória, para que te adore?

 14 Pois eis que eu não poderia olhar para Deus, a não ser que sua glória estivesse sobre mim e eu fosse atransfigurado perante ele. Mas posso olhar para ti como homem natural. Não é certamente assim?

 15 Bendito seja o nome de meu Deus, pois seu espírito não se apartou completamente de mim; por outro lado, onde está tua glória, porque para mim é treva? E posso discernir entre ti e Deus; pois Deus disse-me: aAdora a Deus, porque só a ele bservirás.

 16 Vai-te, Satanás, não me enganes; pois Deus me disse: Tu és à asemelhança de meu Unigênito.

 17 E ele também me deu mandamentos quando me chamou, da asarça ardente, dizendo: bInvoca a Deus em nome de meu Unigênito e adora-me.

 18 E também Moisés disse: Não cessarei de invocar a Deus, porque tenho outras coisas a perguntar-lhe, pois sua glória tem estado sobre mim; portanto, posso discernir entre ele e ti. Retira-te daqui, Satanás.

 19 E então, quando Moisés pronunciou essas palavras, Satanás clamou com alta voz e bramou sobre a terra e ordenou, dizendo: Eu sou o aUnigênito; adora-me.

 20 E aconteceu que Moisés começou a temer muito; e ao começar a temer, viu a amargura do ainferno. Não obstante, bclamando a Deus recebeu forças e ordenou, dizendo: Retira-te de mim, Satanás, porque somente a este único Deus adorarei, o qual é o Deus de glória.

 21 E então aSatanás começou a tremer e a terra estremeceu; e Moisés recebeu forças e invocou a Deus, dizendo: Em nome do Unigênito, retira-te daqui, Satanás.

 22 E aconteceu que Satanás clamou com alta voz, com choro e pranto e aranger de dentes; e dali se retirou, sim, da presença de Moisés, de modo que ele não mais o viu.

 23 E Moisés prestou testemunho disso; mas por causa de iniquidade, isso não se encontra entre os filhos dos homens.

 24 E aconteceu que, quando Satanás se retirou da presença de Moisés, Moisés levantou os olhos ao céu, estando cheio do aEspírito Santo, o qual presta testemunho do Pai e do Filho;

 25 E invocando o nome de Deus, tornou a contemplar sua glória, porque ela estava sobre ele; e ouviu uma voz, dizendo: Bendito és tu, Moisés, porque eu, o Todo-Poderoso, te escolhi; e serás mais forte que muitas aáguas, pois elas obedecerão a teu bcomando como se fosses cDeus.

 26 E eis que estou contigo, sim, até o fim de teus dias; pois alibertarás meu povo do bcativeiro, sim, cIsrael, meu descolhido.

 27 E aconteceu que, enquanto a voz ainda falava, Moisés olhou e aviu a Terra; sim, toda ela; e não houve uma partícula dela que ele não visse, discernindo-a pelo Espírito de Deus.

 28 E também viu seus habitantes; e não houve uma só alma que não tivesse visto; e discerniu-as pelo Espírito de Deus; e grande era seu número, sim, eram incontáveis como as areias da praia.

 29 E ele viu muitas terras; e cada uma se chamava aTerra e havia habitantes em sua superfície.

 30 E aconteceu que Moisés clamou a Deus, dizendo: Dize-me, rogo-te, por que essas coisas são assim e por meio de que as fizeste?

 31 E eis que a glória de Deus estava sobre Moisés, de modo que Moisés permaneceu na presença de Deus e conversou com ele aface a face. E o Senhor Deus disse a Moisés: Fiz essas coisas para meu próprio bintento. Aqui há sabedoria e em mim permanece.

 32 E pela apalavra de meu poder criei-as, a qual é meu Filho Unigênito que é cheio de bgraça e cverdade.

 33 E amundos incontáveis bcriei; e também os criei para meu próprio intento; e criei-os por meio do Filho, o qual é meu cUnigênito.

 34 E ao aprimeiro homem de todos os homens chamei bAdão, isto é, cmuitos.

 35 Mas far-te-ei um relato apenas sobre esta Terra e seus habitantes. Pois eis que há muitos mundos que pela palavra de meu poder passaram. E há muitos que agora permanecem e são inumeráveis para o homem; mas todas as coisas são enumeráveis para mim, pois são minhas e eu aconheço-as.

 36 E aconteceu que Moisés falou ao Senhor, dizendo: Sê misericordioso para com teu servo, ó Deus, e dize-me o que concerne a esta Terra e a seus habitantes e também aos céus; e então teu servo ficará satisfeito.

 37 E o Senhor Deus falou a Moisés, dizendo: Os acéus, eles são muitos e são inumeráveis para o homem; mas são enumeráveis para mim, pois são meus.

 38 E assim como uma terra passará, e o seu céu, assim outra surgirá; e não há afim para as minhas obras, nem para as minhas palavras.

 39 Pois eis que esta é minha aobra e minha bglória: Levar a efeito a cimortalidade e dvida eterna do homem.

 40 E agora, Moisés, meu filho, falar-te-ei a respeito desta Terra na qual estás; e aescreverás as coisas que te direi.

 41 E no dia em que os filhos dos homens menosprezarem minhas palavras e atirarem muitas delas do livro que escreverás, eis que levantarei outro bsemelhante a ti; e celas outra vez estarão ao alcance dos filhos dos homens — entre todos os que crerem.

 42 (Estas palavras foram aditas a Moisés no monte cujo nome não será conhecido entre os filhos dos homens. E agora elas são ditas a ti. Não as mostres senão aos que creem. Assim seja. Amém.)