CAPÍTULO 6

(Novembro a dezembro de 1830)

A semente de Adão escreve um livro de recordações—Sua posteridade justa prega o arrependimento—Deus revela-se a Enoque—Enoque prega o evangelho—O plano de salvação foi revelado a Adão—Ele recebeu o batismo e o sacerdócio.

  E aAdão deu ouvidos à voz de Deus e exortou seus filhos a se arrependerem.

  E Adão tornou a conhecer a sua mulher e ela deu à luz um filho; e ele deu-lhe o nome de aSete. E Adão glorificou o nome de Deus, pois ele disse: Deus concedeu-me outra semente em lugar de Abel, que Caim matou.

  E Deus revelou-se a Sete e ele não se rebelou, mas ofereceu um asacrifício aceitável, como seu irmão Abel. E a ele também nasceu um filho e ele deu-lhe o nome de Enos.

  E então começaram esses homens a ainvocar o nome do Senhor; e o Senhor abençoou-os.

  E escrevia-se um alivro de recordações; e era escrito no idioma de Adão, pois a todos que invocavam a Deus era concedido escrever pelo espírito de binspiração;

  E por eles seus filhos foram ensinados a ler e a escrever, tendo uma linguagem que era pura e impoluta.

  Ora, esse mesmo aSacerdócio, que existia no princípio, existirá também no fim do mundo.

  Ora, essa profecia Adão pronunciou movido pelo aEspírito Santo; e registrava-se uma bgenealogia dos cfilhos de Deus. E esse era o dlivro das gerações de Adão e dizia: No dia em que Deus criou o homem, à semelhança de Deus o fez.

  À aimagem de seu próprio corpo, homem e mulher, bcriou-os; e abençoou-os e chamou seu cnome Adão, no dia em que foram criados e se tornaram dalmas viventes na terra, sobre o eescabelo de Deus.

  10 E aAdão viveu cento e trinta anos e gerou um filho a sua semelhança, segundo sua própria bimagem; e chamou seu nome Sete.

  11 E foram os dias de Adão, depois que gerou Sete, oitocentos anos; e gerou muitos filhos e filhas.

  12 E todos os dias que Adão viveu foram novecentos e trinta anos; e ele morreu.

  13 Sete viveu cento e cinco anos e gerou Enos; e profetizou em todos os seus dias e ensinou seu filho Enos nos caminhos de Deus; portanto Enos também profetizou.

  14 E viveu Sete, depois que gerou Enos, oitocentos e sete anos; e gerou muitos filhos e filhas.

  15 E os filhos dos homens eram numerosos em toda a face da terra. E naqueles dias Satanás exercia grande adomínio entre os homens e enfurecia-se em seu coração; e daí em diante vieram as guerras e derramamento de sangue; e buscando o poder, a mão do homem levantava-se contra seu próprio irmão para provocar-lhe a morte, por causa de bobras secretas.

  16 Todos os dias de Sete foram novecentos e doze anos; e ele morreu.

  17 E viveu Enos noventa anos e gerou aCainã. E Enos e o restante do povo de Deus saíram da terra chamada Sulon e habitaram uma terra prometida, à qual ele deu o nome de seu próprio filho, a quem chamara Cainã.

  18 E viveu Enos, depois de gerar Cainã, oitocentos e quinze anos; e gerou muitos filhos e filhas. E todos os dias de Enos foram novecentos e cinco anos; e ele morreu.

  19 E viveu Cainã setenta anos e gerou Maalalel; e Cainã viveu, após gerar Maalalel, oitocentos e quarenta anos; e gerou filhos e filhas. E todos os dias de Cainã foram novecentos e dez anos; e ele morreu.

  20 E Maalalel viveu sessenta e cinco anos e gerou Jarede; e viveu Maalalel, após gerar Jarede, oitocentos e trinta anos; e gerou filhos e filhas. E foram todos os dias de Maalalel oitocentos e noventa e cinco anos; e ele morreu.

  21 E viveu Jarede cento e sessenta e dois anos e gerou aEnoque; e viveu Jarede, depois de gerar Enoque, oitocentos anos; e gerou filhos e filhas. E Jarede ensinou Enoque em todos os caminhos de Deus.

  22 E essa é a genealogia dos filhos de Adão, que era o afilho de Deus, com quem o próprio Deus conversou.

  23 E eles eram apregadores da justiça e falavam e bprofetizavam e exortavam todos os homens, em todos os lugares, a se carrependerem; e d foi ensinada aos filhos dos homens.

  24 E aconteceu que todos os dias de Jarede foram novecentos e sessenta e dois anos; e ele morreu.

  25 E viveu Enoque sessenta e cinco anos e gerou aMatusalém.

  26 E aconteceu que Enoque viajou pela terra entre o povo; e enquanto viajava, o Espírito de Deus desceu do céu e pousou sobre ele.

  27 E ele ouviu uma voz do céu, dizendo: Enoque, meu filho, profetiza a este povo e dize-lhes: Arrependei-vos, pois assim diz o Senhor: Estou airado com este povo e minha ardente ira está acesa contra eles; porque o coração deles endureceu e seus bouvidos estão ensurdecidos e seus olhos não cconseguem enxergar longe.

  28 E por essas muitas gerações, desde o dia em que os criei, têm eles se adesviado e me negado e buscado seus próprios conselhos nas trevas; e em suas próprias abominações planejaram o homicídio e não guardaram os mandamentos que dei a seu pai, Adão.

  29 Portanto eles juraram falsamente e, por seus próprios ajuramentos, trouxeram a morte sobre si; e um binferno preparei eu para eles, caso não se arrependam.

  30 E este é um decreto que promulguei no princípio do mundo, de minha própria boca, desde a sua fundação; e pela boca de meus servos, teus pais, decretei-o, tal como será propagado no mundo, até seus confins.

  31 E tendo ouvido essas palavras, Enoque prostrou-se ante o Senhor e falou perante o Senhor, dizendo: Por que é que encontrei graça aos teus olhos? Sou apenas um menino e todo o povo odeia-me, pois sou alento no falar; por que razão sou teu servo?

  32 E o Senhor disse a Enoque: Vai e faze o que te ordenei e homem algum te ferirá. Abre tua aboca e ela encher-se-á e dar-te-ei palavras, pois toda carne está em minhas mãos; e farei o que me parecer adequado.

  33 Dize a este povo: aDecidi este dia servir ao Senhor Deus que vos fez.

  34 Eis que meu Espírito está sobre ti; portanto todas as tuas palavras justificarei; e as amontanhas fugirão diante de ti e os brios desviar-se-ão de seu curso; e tu permanecerás em mim e eu, em ti; portanto canda comigo.

  35 E o Senhor falou a Enoque e disse-lhe: Unge teus olhos com barro e lava-os; e tu verás. E ele assim fez.

  36 E ele viu os aespíritos que Deus havia criado; e também viu coisas que não eram visíveis ao olho bnatural; e daí em diante espalhou-se por toda a terra a expressão: Um cvidente o Senhor levantou para seu povo.

  37 E aconteceu que Enoque saiu pela terra no meio do povo, pondo-se nas colinas e lugares elevados e gritou em alta voz, testificando contra suas obras; e todos os homens aofenderam-se por causa dele.

  38 E foram escutá-lo, nos lugares elevados, dizendo aos guardadores de tendas: Permanecei aqui e guardai as tendas enquanto vamos ver o vidente, pois ele profetiza e há uma coisa estranha na terra; um homem insano apareceu entre nós.

  39 E aconteceu que quando o ouviram, homem algum lhe deitou as mãos; porque o temor se apoderou de todos os que o ouviram; porque ele andava com Deus.

  40 E aproximou-se dele um homem cujo nome era Maíja e disse-lhe: Dize-nos claramente quem és e de onde vieste.

  41 E ele respondeu-lhes: Vim da terra de Cainã, a terra de meus pais, uma terra de retidão até o dia de hoje. E meu pai ensinou-me em todos os caminhos de Deus.

  42 E aconteceu, enquanto eu viajava, vindo da terra de Cainã pelo mar oriental, que tive uma visão; e eis que os céus eu vi e o Senhor falou comigo e deu-me mandamento; portanto por esse motivo, para cumprir o mandamento, digo estas palavras.

  43 E Enoque continuou a falar, dizendo: O Senhor que falou comigo, o mesmo é o Deus do céu e ele é o meu Deus e vosso Deus; e vós sois meus irmãos. E por que aaconselhais a vós mesmos e negais o Deus do céu?

  44 Os céus ele fez; a aTerra é o bescabelo de seus pés e a fundação dela é sua. Eis que ele a estabeleceu e trouxe uma hoste de homens para a sua face.

  45 E a morte veio sobre nossos pais; não obstante nós os conhecemos e não podemos negar; e até o primeiro de todos conhecemos, sim, Adão.

  46 Pois um livro de alembranças escrevemos entre nós, de acordo com o modelo dado pelo dedo de Deus; e foi dado em nosso próprio idioma.

  47 E quando Enoque proferiu as palavras de Deus, o povo tremeu e não pôde permanecer em sua presença.

  48 E ele disse-lhes: Por que Adão acaiu, existimos; e pela sua queda veio a bmorte; e fomos feitos participantes de miséria e desgraça.

  49 Eis que Satanás veio para o meio dos filhos dos homens e atentou-os para que o adorassem; e os homens tornaram-se bcarnais, csensuais e diabólicos e encontram-se dafastados da presença de Deus.

  50 Mas Deus fez saber a nossos pais que todos os homens devem arrepender-se.

  51 E ele chamou nosso pai Adão com sua própria voz, dizendo: Eu sou Deus; eu fiz o mundo e os ahomensbantes que existissem na carne.

  52 E ele também lhe disse: Se te voltares para mim e deres ouvidos a minha voz e creres e te arrependeres de todas as tuas transgressões e fores abatizado, sim, na água, em nome de meu Filho Unigênito, que é cheio de bgraça e verdade, que é cJesus Cristo, o único dnome que será dado debaixo do céu mediante o qual virá a esalvação aos filhos dos homens, receberás o dom do Espírito Santo, pedindo todas as coisas em seu nome; e tudo o que pedires te será dado.

  53 E nosso pai Adão falou ao Senhor e disse: Por que é que os homens devem arrepender-se e ser batizados na água? E o Senhor disse a Adão: Eis que te aperdoei tua transgressão no Jardim do Éden.

  54 Aí se começou a dizer entre o povo que o aFilho de Deus bexpiara o pecado original, de modo que os pecados dos pais não podem recair sobre a cabeça dos cfilhos, pois estes são limpos desde a fundação do mundo.

  55 E o Senhor falou a Adão, dizendo: Visto que teus filhos são concebidos em pecado, quando eles começam a crescer, concebe-se o apecado em seu coração e eles provam o bamargo para saber apreciar o bom.

  56 E a eles é dado distinguir o bem do mal, de modo que são seus próprios aárbitros; e dei-te outra lei e mandamento.

  57 Portanto ensina a teus filhos que todos os homens, em todos os lugares, devem aarrepender-se, ou de maneira alguma herdarão o reino de Deus, porque nenhuma coisa bimpura pode ali habitar ou chabitar em sua presença; pois, no idioma de Adão, dHomem de Santidade é seu nome e o nome de seu Unigênito é eFilho do Homem, sim, Jesus Cristo, um justo fJuiz, que virá no meridiano dos tempos.

  58 Portanto dou-te o mandamento de ensinares estas coisas liberalmente a teus afilhos, dizendo:

  59 Por causa da transgressão vem a queda, queda essa que traz a morte; e sendo que haveis nascido no mundo pela água e sangue e aespírito que eu fiz e assim vos haveis transformado de b em alma vivente, do mesmo modo tereis de cnascer de novo no reino do céu, da dágua e do Espírito, sendo limpos por sangue, sim, o sangue de meu Unigênito; para que sejais santificados de todo pecado e edesfruteis as fpalavras da vida eterna neste mundo e a vida eterna no mundo vindouro, sim, gglória imortal;

  60 Pois pela aágua guardais o mandamento, pelo Espírito sois bjustificados e pelo csangue sois dsantificados;

  61 Portanto é dado para habitar em vós: o testemunho do céu; o aConsolador; as coisas pacíficas de glória imortal; a verdade de todas as coisas; aquilo que vivifica todas as coisas, que torna vivas todas as coisas; aquilo que conhece todas as coisas e tem todo o poder, de acordo com a sabedoria, a misericórdia, a verdade, a justiça e o juízo.

  62 E agora, eis que te digo: Este é o aplano de salvação para todos os homens, por meio do sangue de meu bUnigênito, que virá no meridiano dos tempos.

  63 E eis que todas as coisas têm sua semelhança e todas as coisas são criadas e feitas para aprestar testemunho de mim, tanto as coisas materiais como as coisas que são espirituais; coisas que estão acima nos céus e coisas que estão na Terra e coisas que estão dentro da terra e coisas que estão embaixo da terra, tanto acima como abaixo: todas as coisas prestam testemunho de mim.

  64 E aconteceu, quando o Senhor falou com Adão, nosso pai, que Adão clamou ao Senhor e foi arrebatado pelo aEspírito do Senhor e foi levado para a água e foi mergulhado na bágua e foi tirado da água.

  65 E assim ele foi batizado e o Espírito de Deus desceu sobre ele; e assim ele anasceu do Espírito e foi vivificado no homem binterior.

  66 E ele ouviu uma voz do céu, dizendo: Foste abatizado com fogo e com o Espírito Santo. Este é o btestemunho do Pai e do Filho, de agora em diante e para sempre;

  67 E tu és segundo a aordem daquele que foi sem princípio de dias ou fim de anos de toda a eternidade para toda a eternidade.

  68 Eis que tu és aum em mim, um filho de Deus; e assim possam todos tornar-se meus bfilhos. Amém.