Ser membro da Igreja

Onde quer que vamos no mundo, encontramos pessoas com as quais temos algo muito significativo em comum.

Bênçãos Pessoais em uma Igreja Mundial

Como membro de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, você pertence a uma congregação local — a ala ou o ramo. Lá você aprende o evangelho restaurado, tem oportunidades para servir, tem acesso às ordenanças sagradas do sacerdócio e encontra amizade com outros santos dos últimos dias. É lá que você tem um bispo ou presidente de ramo e mestres familiares e professoras visitantes que ajudam a cuidar de você.

Como santo dos últimos dias você também é membro de uma igreja mundial com membros em mais de 170 nações. Mesmo se você mudar para outro bairro, outra cidade ou outro país, haverá uma congregação à qual irá pertencer. E todas as mesmas bênçãos e os mesmos privilégios serão seus — inclusive as bênçãos da amizade. O evangelho nos torna irmãos e irmãs, e onde quer que vamos no mundo, encontramos pessoas com as quais temos algo muito significativo em comum.

No Mesmo Caminho

Assim como os outros membros de sua ala ou seu ramo, você entrou no caminho para a vida eterna quando foi batizado pela devida autoridade do sacerdócio e recebeu o dom do Espírito Santo (ver 2 Néfi 31:17–18). No seu batismo, você fez convênios com Deus, ou promessas a Ele. Você prometeu seguir Jesus Cristo, lembrar-se sempre Dele e guardar Seus mandamentos. Ao fazer essas coisas, o Espírito do Senhor irá guiá-lo e fortalecê-lo para continuar no caminho. Toda semana, você se une à sua ala ou seu ramo para partilhar do sacramento e renovar seus convênios batismais.

Servir ao longo do Caminho

Um outro convênio que você fez no batismo foi o de servir. Ter chamados ou responsabilidades dentro de sua ala ou seu ramo é uma grande bênção e oportunidade. Quando serve, você cresce espiritualmente e experimenta a alegria de seguir o exemplo de Jesus. Você também forma laços de amizade e amor com aqueles a quem serve. Ao estender a mão para ajudar outras pessoas no caminho para a vida eterna, você descobrirá que seus próprios problemas e preocupações se tornarão mais leves, e você será fortalecido em sua determinação de continuar a jornada. Pode ser-lhe pedido que ensine uma classe de crianças no domingo, dirija a música na congregação, organize atividades sociais, coordene a preparação para emergências, ou cumpra uma série de outras responsabilidades. É pedido a todos os adultos que sirvam como mestres familiares ou professoras visitantes; essa oportunidade é parte de um programa inspirado para garantir que todos os membros da congregação sejam cuidados, visitados e ensinados no próprio lar. Além de qualquer atribuição formal que receba, você pode sempre servir sendo amigo dos membros da congregação, assim como daqueles que não têm as mesmas crenças que você.

Templos: Símbolos Terrenos de uma Meta Celestial

O caminho que você compartilha com outros membros de sua ala ou seu ramo tem um destino final: o céu, ou a vida eterna com Deus em família. Os templos da Igreja são um símbolo terreno dessa meta celestial. A Igreja considera a família a unidade mais importante nesta vida e na eternidade, e nos templos você pode receber as ordenanças e fazer convênios que o(a) unirá a Deus e à sua família. Nos templos você também pode sentir-se mais próximo(a) Dele, o que proporciona uma renovação espiritual e um vislumbre de bênçãos futuras.

O Élder Russell M. Nelson ensinou:

O templo é o objetivo de cada atividade, cada lição e cada passo progressivo na Igreja. Todo o nosso empenho para proclamar o evangelho, aperfeiçoar os santos e redimir os mortos leva ao santo templo. As ordenanças do templo são absolutamente essenciais. Não podemos regressar à glória de Deus sem elas.

     

O templo é o objetivo de cada atividade, cada lição e cada passo progressivo na Igreja. Todo o nosso empenho para proclamar o evangelho, aperfeiçoar os santos e redimir os mortos, leva ao santo templo. As ordenanças do templo são absolutamente essenciais. Não podemos regressar à glória de Deus sem elas.

Ao servir e crescer na Igreja, concentre-se em ajudar sua família e outras pessoas a receber as bênçãos do templo.

Regozijar-se e Compartilhar

Nas escrituras aprendemos que “os homens existem para que tenham alegria” (2 Néfi 2:25). Embora todos tenhamos que passar por momentos de provação e tristeza, prosseguimos com fé no evangelho restaurado de Jesus Cristo e em Seu poder supremo de redenção.

Somos abençoados de modo singular ao ser guiados por um profeta vivo e apóstolos que recebem revelação contínua de Deus. Sabemos que Seu plano é um plano de felicidade e que se formos fiéis, Ele nos dará paz nesta vida e bênçãos gloriosas na vida futura. Nessas verdades encontramos alegria, e por esses motivos ajudamos uns aos outros em nossa jornada da vida. Os missionários da Igreja, que são reconhecidos mundialmente, são exemplos daquilo que devemos nos esforçar para ser: seguidores gratos de Jesus Cristo que se regozijam em Sua bondade e compartilham Seu evangelho com todos que os ouvem.