O Élder David A. Bednar Fala sobre o Ministério de um Apóstolo

O Élder David A. Bednar reflete sobre o papel dos apóstolos no mundo de hoje e seu ministério pessoal como apóstolo do Senhor Jesus Cristo.


“Somos homens muito comuns que aceitaram uma responsabilidade extraordinária”, diz um dos apóstolos modernos de Jesus Cristo.

Assistir


Assista à entrevista e saiba mais sobre o Élder Bednar.

     

Em uma entrevista recente, o Élder David A. Bednar explicou o ministério do Quórum dos Doze Apóstolos: “Lemos na Bíblia que os apóstolos antigos possuíam as chaves do reino. O papel de um apóstolo hoje é o mesmo da antiguidade”, disse ele. “Um apóstolo é um missionário, que presta testemunho da realidade e divindade de Jesus Cristo em todo o mundo.”

O Élder Bednar enfatizou que o trabalho em cada nível da Igreja é dirigido por meio das chaves do sacerdócio. Os líderes do sacerdócio são chamados e recebem as chaves para dirigir o trabalho do Senhor nos quóruns locais, seja para presidir o quórum dos diáconos, o quórum de élderes ou a estaca. Mas quinze homens — a Primeira Presidência e o Quórum dos Doze — possuem as chaves que os autoriza a dirigir o trabalho do Senhor na Terra.

“Não é por causa de nossa formação. Não é por nossa experiência ou capacidade que fomos chamados para essas posições”, disse o Élder Bednar. “Os apóstolos antigos eram homens comuns, e isso era parte de sua credencial. Tem que ser a obra do Senhor porque, dada a magnitude do trabalho, não poderia ser realizado por pescadores iletrados. Isso ainda é verdade nos dias de hoje. Somos homens muito comuns, e esta obra não pode prosperar devido a qualquer aptidão que nós possamos ter. É a obra do Senhor, é Sua Igreja restaurada, e é Sua orientação que nos possibilita realizar o que Ele precisa que seja feito.”

“O comissionamento é ir a todo o mundo e proclamar Jesus Cristo e Ele crucificado” (ver Marcos 16:15; 1 Coríntios 2:2). O Élder Bednar comentou que, por meio dos avanços do mundo moderno, os membros do Quórum dos Doze agora podem viajar para mais lugares do que fizeram os apóstolos antigos. “Mas o objetivo básico é o mesmo”, disse ele. “A qualquer lugar que viajamos, procuramos pessoas ou famílias … Este é um trabalhoindividual. O Salvador conhece as pessoas pelo nome, Ele sabe suas circunstâncias, e nos direciona em nosso trabalho para abençoar a vida das pessoas.”

Lembrando de exemplos de ser guiado às pessoas que precisavam da ajuda de um apóstolo, o Élder Bednar também mencionou exemplos de ser tocado por membros que eram fiéis e fortes em seu testemunho de Jesus Cristo.

“Os princípios básicos do evangelho de Jesus Cristo são simples, e são universais. A Fé no Salvador é a mesma em Boston e em Acra”, disse ele. “Eu considero revigorante ir a tantos lugares diferentes do mundo e aprender com tantas pessoas diferentes.”

Sem a orientação do Salvador, o Élder Bednar explicou que se sentiria totalmente inadequado em seu chamado como apóstolo, e prestou um vigoroso testemunho da mão do Senhor em Sua obra na Terra. Ele disse que os membros podem ajudar melhor a obra do Senhor a seguir avante sendo totalmente convertidos, vivendo o que sabem e deixando a luz de seu exemplo brilhar perante o mundo.

Assista à entrevista e saiba mais sobre o Élder Bednar.